Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PONTE DE LIMA APRESENTA ESPETÁCULO DE FLAMENCO

Hombres Y Flamenco – a Arte Flamenga. Teatro Diogo Bernardes. 9 de dezembro / 15h30

O Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima apresenta a 9 de dezembro, a partir das 15h30, e integrado no projeto Outonarte o grupo Hombres Y Flamenco por Joaquim Moreno..

O flamenco nasce de uma mistura de várias culturas: a árabe, a judaica e a cristã e desenvolve-se como estilo musical nos finais do século XV, graças aos ciganos do sul de Espanha (Andaluzia).

A cultura cigana era uma cultura nómada, habituada a viajar e a apropriar-se de formas musicais autóctones para as reinterpretar à sua maneira. O flamenco é, pois, resultado desta fusão de diversos povos, das suas culturas e da interpretação dos ciganos da Andaluzia.

Na sua origem o flamenco consistia numa voz misturada com palmas. Mais tarde integrou a guitarra. Durante o século XX introduziu-se o sapateado: dançarinos que marcam o ritmo da música com os passos de dança. A este conjunto, conhecido como quadro flamenco, vão-se acrescentando mais participações: palmeros que com palmas vão acompanhando e dando ritmo à música; o cantor principal; la caja, instrumento de percussão com forma rectangular, de madeira. Actualmente o flamenco é uma combinação do cante, da guitarra e da dança.

O flamenco é uma arte, uma forma de vida.

Uma oportunidade para conhecermos a arte flamenga, com os Hombres Y Flamenco, 9 de dezembro, a partir das 15h30.

Ao abrigo do projeto CULTREDE o OUTONARTE trouxe até Ponte de Lima diversos estilos musicais, desde o Hip-Hop, Pop/folk e Flamengo, encerrando a 22 de dezembro com a peça de teatro “Remendos”, do Teatro Montemuro..

Para mais informação contacte teatrodb@cm-pontedelima.pt ou o telef: 258 900414.

BARCELOS: ALUNOS PARTICIPAM EM AÇÃO DE SENSIBILIZAÇÃO SOBRE COMPORTAMENTOS DE RISCO

Atividade prevista para as ruas da cidade decorreu na Casa da Juventude

Os planos para o desfile “Educação para a Saúde”, organizado hoje pela Câmara Municipal, foram alterados devido à chuva que caía na hora da partida. A alteração não desmobilizou os cerca de 400 alunos oriundos de diversos estabelecimentos de ensino do concelho, que vieram mostrar os seus trabalhos temáticos e encheram a Casa da Juventude, local onde decorreu a ação de sensibilização.

DSC_0133 - 1

A festa decorreu ao som das concertinas d´Os Amigos da Borga, do Circulo Católico e Operário de Barcelos. Com os trabalhos e cartazes com mensagens sobre a luta contra a SIDA, contra o tabaco e sobre comportamentos de risco, os alunos cantaram e divertiram-se, empunhando balões coloridos com pequenas mensagens sobre as diversas temáticas. A participar nesta atividade estiveram as escolas Gonçalo Nunes, Fragoso, Rainha Santa Isabel, Secundária de Barcelos, Secundária de Barcelinhos, ETG, APACI e ainda a Modatex.

Esta ação representou o ponto alto das atividades de sensibilização dos jovens e da comunidade em geral para os comportamentos de risco, no âmbito do Projeto Agarra-te à Vida, que se realizaram durante o mês de novembro na Casa da Juventude. Toda a informação adquirida e os trabalhos realizados foram mostrados nesta atividade, e estarão expostos na Casa da Juventude entre os dias 13 e 15 de dezembro.

No final da diversão, das conversas, das músicas e das danças os alunos e os professores passaram para o auditório para uma palestra sobre comportamentos de risco, com o objetivo de informar, envolver e formar. Sandra Igreja apresentou a palestra, mencionando aspetos relacionados com a transmissão da SIDA e também sobre os problemas do tabagismo. Foi ainda relatada uma história verídica sobre a transmissão do vírus da SIDA, seguindo-se a intervenção dos alunos, que falaram e mostraram o que aprenderam com este projeto.

DSC_0021 - 1

PONTE DE LIMA: CÂMARA MUNICIPAL REFORÇA APOIO ÀS JUNTAS DE FREGUESIA

Na reunião do Executivo Municipal de 26 de novembro, foi aprovado comparticipar financeiramente obras de conservação da rede viária e melhoramentos viários de quatro freguesias do concelho. A colaboração muito próxima entre o Município e as juntas de freguesia permite que as autarquias locais sirvam da melhor maneira a população.

Ponte de Lima

Assim, à junta de freguesia de Bárrio, a Câmara Municipal aprovou a comparticipação financeira destinada à obra de “Pavimentação do Caminho do Ribeiro em S. Gens”, pelo valor de €5.394,40+iva.

Para a freguesia de Fornelos, foi aprovada uma verba de €149.967+iva, destinada a suportar a conclusão da obra de “Alargamento da Estrada Municipal nº1261”.

À junta de freguesia de Gaifar, o executivo deliberou atribuir uma comparticipação financeira no valor de €26.137+iva, destinada à obra de “Arranjos no Lugar das Alminhas e Largo da Igreja”.

Por último, foi aprovada uma comparticipação financeira à obra de “Construção da 1ª fase do cemitério” a realizar na freguesia de Refoios do Lima.

No que se refere ao processo de toponímia, o Executivo Municipal aprovou a fixação toponímica nas freguesias de Bertiandos e Boalhosa, atribuindo €1000,00 a cada junta de freguesia.

BARCELOS EXPÕE PINTURA DE JOSÉ EMÍDIO NA GALERIA MUNICIPAL DE ARTE

Inauguração no dia 8 de dezembro, às 18h00

Vai ser inaugurada no próximo dia 8 de dezembro, às 18h00, na Galeria Municipal de Arte de Barcelos, a exposição de pintura “Martim… Rastos da Memória”, de José Emídio.

convite1

Trata-se de um conjunto de obras que trazem à luz do dia memórias profundas e marcantes da vida do autor, como as que evocam os tempos que passou na freguesia de Martim, Barcelos, onde tem família.

Nascido em 1956, em Matosinhos, José Emídio foi professor no ensino secundário e na Escola de Belas Artes do Porto. Desempenha, atualmente, as funções de vice-presidente da direção da Árvore Cooperativa de Atividades Artísticas, bem como de diretor das oficinas de cerâmica, fotografia, gravura, litografia e serigrafia.

Desde 1978 que tem tido uma atividade artística permanente, com exposições coletivas e individuais.

A exposição, que estará patente até 20 de janeiro de 2013, pode ser vista todos os dias, das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 16h00.

CÂMARA MUNICIPAL DE BARCELOS APROVA APOIOS NA ÁREA SOCIAL

Deliberações foram tomadas hoje em reunião ordinária do executivo

A Câmara Municipal de Barcelos aprovou hoje, em reunião ordinária do executivo, um conjunto de propostas na área social, visando setores sociais desfavorecidos.

Por unanimidade, foi ratificado o protocolo do Município com os Bombeiros Voluntários de Viatodos que fixa as condições em que a Câmara suporta os custos com o transporte de munícipes portadores de deficiência grave, oriundos de agregados familiares carenciados, que frequentam a APACI e a APAC. A medida aplica-se aos utentes residentes no concelho, no percurso entre as suas residências e aquelas instituições e faz-se em veículos dos Bombeiros de Viatodos, de segunda a sexta-feira, durante os tempos letivos. Com este protocolo, fica assegurado o transporte dos utentes mais carenciados, uma vez que aquelas instituições não dispõem de capacidade para garantir o transporte adequado.

Ainda no âmbito social, foi aprovado um protocolo de colaboração entre o Município de Barcelos e o consultório dentário «António Novais», no âmbito do Projecto «Barcelos a Sorrir». O protocolo é semelhante aos que o Município já celebrou com outros consultórios e dentistas, tendo como objetivo que alguns agregados familiares com dificuldades económicas possam usufruir, de forma gratuita, da prestação de cuidados de saúde oral.

Foram ainda aprovadas propostas de atribuição de subsídios à renda de casa a seis agregados familiares e de apoio à habitação social, no valor 15.750,00€.

No conjunto das propostas de natureza social, refira-se ainda a atribuição de um subsídio no valor de 5.000,00€ à Casa do Povo de Alvito, como colaboração na aquisição de uma carrinha adaptada para o transporte de utentes com dificuldade de mobilidade; e a atribuição de um subsídio ao Centro Zulmira Pereira Simões, no valor de 5.000,00€, como colaboração na aquisição de uma carrinha destinada ao apoio domiciliário.

Quanto às restantes deliberações, destaca-se a atribuição de vários subsídios às Juntas de Freguesia, no valor global de cerca de 166 mil euros, destinados a obras em caminhos, cemitérios, escolas e sedes.

Foi também aprovado um protocolo que define as condições de realização da Feira do Fumeiro, em Barcelos, entre os dias 9 e 12 de fevereiro de 2013.

Nota: Todas as propostas foram aprovadas por unanimidade.

Reunião de Câmara

Sessão ordinária do executivo da Câmara Municipal de Barcelos

Sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Lista completa das deliberações

1. Atribuição de subsídio para refeição escolar, com efeitos a partir da data da deliberação, às seguintes situações:

Alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico: 11 alunos – escalão 1 (A) – refeição gratuita (1,46€); 4 alunos – escalão 2 (B) – refeição 50% (0,73€).

Alunos do ensino pré-escolar: 9 alunos – escalão 1 (A) – refeição gratuita.

2. Fornecimento de refeições ao pessoal auxiliar dos estabelecimentos de ensino (tarefeiras) – Retificação.

3. Fixação de preço do DVD “Olaria de Portugal: Norte”, em 10,00€, com IVA incluído à taxa legal em vigor, que incide sobre a temática da olaria de Portugal, numa edição do Museu de Olaria em parceria com o Museu de Vila Real.

4. Doação de peças ao Museu de Olaria - 1 peça intitulada “Reflexo”, de Margarida Costa, composta por um conjunto de moldes de gesso que serviam para executar peças em cerâmica numa fábrica de louça decorativa em Galegos S. Martinho.

5. Cedência das instalações do Jardim-de-Infância de Carvalhal, à Junta de Freguesia, no dia 8 de dezembro, para realizar a ceia de Natal dos idosos.

6. Transporte de jovem portador de deficiência para o CAO da APAC através de ambulância.

7. Protocolo de colaboração entre o Município de Barcelos e o consultório dentário «António Novais», no âmbito do Projecto «Barcelos a Sorrir”.

8. Ratificação do protocolo de colaboração entre o Município de Barcelos e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Viatodos, tendo por objeto os termos e condições da colaboração para o transporte de munícipes portadores de grave deficiência, residentes no concelho de Barcelos, oriundos de agregados familiares carenciados.

9. Ratificação do protocolo de colaboração entre o Município de Barcelos, a Empresa Municipal de Desportos de Barcelos e a Associação Ornitológica de Barcelos, tendo por objecto estabelecer os termos e condições da realização no Concelho de Barcelos do evento “VII Campeonato Internacional COM do Atlântico – Cidade de Barcelos”.

10. Ratificação do despacho do Vice-Presidente da Câmara que autorizou a cedência do r/c poente do Edifício Galo, em Arcozelo, pelo período de 60 dias, à Tertúlia Barcelense, para proceder à distribuição de cabazes de Natal.

11. Ratificação do protocolo, com vista à realização da Feira do Fumeiro em Barcelos, entre os dias 9 e 12 de fevereiro de 2013.

12. Pedido de parecer prévio para a celebração de contrato de aquisição de serviços para a “Elaboração de Estudo Socioeconómico dos Mercados Tradicionais” no âmbito do POCTEP - Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha – Portugal, pelo valor contratual estimado de 9.593,50€, acrescido de IVA. Artigo 26.º da Lei n.º 64-B/2011, de 30 de Dezembro – Orçamento de Estado 2012. Pedido de autorização prévia para assunção de Compromissos Plurianuais -Artigo 6.º da Lei n.º 8/2012.

13. Pedido de parecer prévio para a celebração de contrato de “Aquisição de serviços de desinfestação dos edifícios afetos aos serviços do Município”, pelo valor contratual estimado de 21.000,00€, acrescido de IVA. Artigo 26.º da Lei n.º 64-B/2011, de 30 de Dezembro – Orçamento de Estado 2012. Pedido de autorização prévia para assunção de Compromissos Plurianuais -Artigo 6.º da Lei n.º 8/2012.

14. Pedido de autorização prévia para assunção de compromissos plurianuais – Celebração de contrato de “Fornecimento contínuo de papel A4 e A3”, pelo valor estimado de 8.712,00€, acrescido de IVA. Artigo 6.º da Lei n.º 8/2012 - Lei dos compromissos e pagamentos em atraso (LCPA).

15. Pedido de parecer prévio para renovação de contrato de aquisição de serviços de “Manutenção de elevador do Jardim-de-Infância da Silva”, pelo valor contratual de 874,38€, acrescido de IVA. Artigo 26.º da Lei n.º 64-B/2011, de 30 de Dezembro – Orçamento de Estado 2012. Pedido de autorização prévia para assunção de Compromissos Plurianuais -Artigo 6.º da Lei n.º 8/2012.

16. Atribuição de um subsídio no valor de 25.266,16€, à Freguesia da Várzea, para pagamento do alargamento e pavimentação da rua do Fraz.

17. Atribuição de um subsídio no valor de 30.000,00 €, à Freguesia de Alheira, para execução de obras de ampliação do edifício e remodelação do alpendre da EB1 - 2ª fase.

18. Atribuição de um subsídio no valor de 29.900,00 €, acrescido do IVA à taxa legal em vigor, à Freguesia de Galegos S. Martinho, para pavimentação da rua Cândido Durães e parte da rua do Barreiro.

19. Atribuição de um subsídio no valor de 30.000,00 € à Freguesia de Galegos S. Martinho, para pagamento da 3ª fase da obra de “Alargamento e requalificação do cemitério”.

20. Atribuição de um subsídio no valor de 9.573,96 €, à Freguesia de Tamel S. Veríssimo, para pagamento das obras de beneficiação da sala de prolongamento na EB1 de Pontes.

21. Atribuição de um subsídio no valor de 25.000,00 €, à Freguesia de Silva, para pagamento da 3ª e última fase das obras de alargamento do cemitério.

22. Atribuição de um subsídio no valor de 16.082,14 €, à Freguesia de Fonte Coberta, para pagamento dos autos nºs 35, 36-TM e 37-TNP, da empreitada de “Construção da Sede de Junta e Centro de Apoio à Infância”.

23. Atribuição de um subsídio no valor de 5.000,00 €, à Casa do Povo de Alvito S. Pedro, como colaboração na aquisição de uma carrinha adaptada para o transporte de utentes com dificuldades de mobilidade.

24. Atribuição de um subsídio no valor de 5.000,00 €, ao Centro Zulmira Pereira Simões, Instituição de Solidariedade Social de Roriz, como colaboração na aquisição de uma carrinha destinada a apoio domiciliário.

25. Comparticipação no pagamento da renda de casa a estratos sociais desfavorecidos residentes no concelho – aprovação de seis processos.

26. Apoio à habitação social – atribuição de subsídios referentes a quatro processos, no valor global de 15.750,00€

27. Ratificação de despachos do Vice-Presidente da Câmara Municipal, que aprovaram o seguinte: cedência do Auditório Biblioteca Municipal – Hospital de Santa Maria Maior de Barcelos; cedência de espaço na Central de Camionagem – Magusto – Associação Clube Moto Galos; cedência de espaço na Central de Camionagem – Grupo de Danças e Cantares de Barcelos; cedência de espaço na Central de Camionagem – Comissão Trabalhadores da Rodoviária D’ Entre Douro e Minho, SA.; cedência de uma baixada de energia eléctrica bem como todo o apoio logístico necessário para as actividades de Natal que se realizarão no Largo da Porta Nova – Paróquia de Santa Maria Maior de Barcelos; cedência de uma viatura de nove lugares para deslocação a Lisboa, para participação no Programa da RTP1 “Prós e Contras” – Movimento “FREGUESIAS SIM”! Pela Nossa Terra; cedência de dois galos médios – Munícipes que se deslocaram a Lisboa para participação no Programa “O Preço Certo”.

28. Ratificação do despacho do Vereador do Pelouro do Desporto e Transportes, que aprovou o seguinte: cedência de uma carrinha de nove lugares para deslocação a Odivelas – Associação Desportiva e Cultural de Manhente.

29. Ratificação do despacho do Vereador do Pelouro do Ambiente, que aprovou o seguinte: cedência de uma máquina para limpeza de um espaço na Quinta da Ordem – Santa Casa da Misericórdia de Barcelos.

Extra-minuta: Regulamento do concurso “Barcelos, Cidade Presépio”.

Barcelos, 30 de novembro de 2012

O Gabinete de Comunicação

CÂMARA MUNICIPAL LANÇA CONCURSO “BARCELOS DOCE”

Iniciativa decorre nos dias 8 e 9 de dezembro

A Câmara Municipal, através do Pelouro do Turismo, promove, nos dias 8 e 9 de dezembro o concurso Barcelos Doce.

Durante estes dias, oito pastelarias e padarias do concelho, que participam neste concurso, mostram a doçaria típica da época de Natal, como o bolo-rei, o pão-de-ló e o tronco de Natal, confecionados de acordo com as tradições gastronómicas da região.

Participam as pastelarias Arantes, Mercado do Pão (Barcelos), Chá e Nata (Rio Covo Santa Eugénia), Doce da Bá (Viatodos), Flor de Durrães (Durrães), Lina (Manhente), a padaria Pacheco (Viatodos) e a pastelaria/padaria Rosa Cintilante (Gilmonde).

FAFE DIVULGA ATIVIDADES CULTURAIS

AGENDA DAS ATIVIDADES

FAFE

DEZEMBRO 2012

Dia 1 – Música

CONCERTOS DE ENCERRAMENTO DO 1º PERÍODO

Academia de Música José Atalaya

Teatro-Cinema de Fafe

Sábado, 16H00 (solistas) e 21h30 (classes de conjunto)

Classificação: M/3

8.jangada teatro

Dia 8 – Comédia

“Boca do Inferno”, pela Jangada Teatro

Texto – António Torrado

Encenação – José Carretas

Interpretação - Bruno Martins; Cláudia Berkeley; Luiz Oliveira; Patrícia Ferreira; Vítor Fernandes e Xico Alves

Figurinos – Margarida Wellenkamp

Cenografia – José Carretas

Desenho de luz - Nuno Tomás

Teatro-Cinema de Fafe, às 21h30

Preço: 3 €

Duração: 65’

Classificação – M/12

Dia 9- Festa de Natal dos “Leões do Ferro

”Teatro-Cinema de Fafe, às 15h30

Preço: 3,50 €

Duração: 120’

Classificação: Todos

Dia 12 – Cinema

“Para Roma com Amor”, de Woody Allen

Comédia com Woody Allen, Penélope Cruz, Jesse Eisenberg, Roberto Benigni, Judy Davis, Ornella Muti, Alec Baldwin |Classificação: M/12 | EUA/ESP/ITA, 2012| 112’

Sala Manoel de Oliveira, às 21h30

Promoção: Cineclube de Fafe

Dia 13 – Letras

Apresentação da novela “Ficar”, de Pompeu Miguel Martins

Biblioteca Municipal de Fafe, às 21h30

CAPA.ana moura

Dia 14 – Música

Ana Moura

Concerto Íntimos

Teatro-Cinema de Fafe, às 21h30

Preço: 10 €

Duração: 75’

Classificação: M/6

Valter Lobo promo1

Dia 15 – Música

Valter Lobo – Inverno

Teatro-Cinema de Fafe, às 21h30

Preço: 5 €

Duração: 80’

Classificação: M/3

Dia 15 – Música

XXI Encontro de Coros de Música de Natal

Pavilhão Multiusos, às 21h00

Dia 22 – Desporto

XII Festival de Patinagem Artística

Pavilhão Multiusos, às 21h00

Promoção: Grupo Nun’Álvares

Dia 23 - Caminhada de Pai Natais

Início na sede social da coletividade por volta das 10h00

Flash mob na Praça 25 de Abril, cerca das 11h15

Promoção: Grupo Desportivo e Cultural Leões do Ferro

Dia 23 – Cinema de animação

“Brave – Indomável”, DE MARK Andrews, Brenda Chapman, Steve Purcell Com Kelly Macdonald (Voz), Billy Connolly (Voz), Emma Thompson (Voz) | Classificação: M/4 | EUA, 2012, Cores | 100’

Sala Manoel de Oliveira, às 11h00 e 15h30

Promoção: Cineclube de Fafe

BARCELOS REÚNE CÂMARA MUNICIPAL

Junto se publica a síntese da minuta da reunião ordinária do executivo da Câmara Municipal de Barcelos, que se realiza amanhã, sexta-feira, dia 30 de novembro, às 10h00, na sala de reuniões

Reunião de Câmara

Sessão ordinária do Executivo da Câmara Municipal de Barcelos

Sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Ordem de trabalhos:

1. Atribuição de subsídio para refeição escolar, com efeitos a partir da data da deliberação, às seguintes situações:

Alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico: 11 alunos – escalão 1 (A) – refeição gratuita (1,46€); 4 alunos – escalão 2 (B) – refeição 50% (0,73€).

Alunos do ensino pré-escolar: 9 alunos – escalão 1 (A) – refeição gratuita.

2. Fornecimento de refeições ao pessoal auxiliar dos estabelecimentos de ensino (tarefeiras) – Retificação.

3. Fixação de preço do DVD “Olaria de Portugal: Norte”, em 10,00€, com IVA incluído à taxa legal em vigor, que incide sobre a temática da olaria de Portugal, numa edição do Museu de Olaria em parceria com o Museu de Vila Real.

4. Doação de peças ao Museu de Olaria - 1 peça intitulada “Reflexo”, de Margarida Costa, composta por um conjunto de moldes de gesso que serviam para executar peças em cerâmica numa fábrica de louça decorativa em Galegos S. Martinho.

5. Cedência das instalações do Jardim-de-Infância de Carvalhal, à Junta de Freguesia, no dia 8 de dezembro, para realizar a ceia de Natal dos idosos.

6. Transporte de jovem portador de deficiência para o CAO da APAC através de ambulância.

7. Protocolo de colaboração entre o Município de Barcelos e o consultório dentário «António Novais», no âmbito do Projecto «Barcelos a Sorrir”.

8. Ratificação do protocolo de colaboração entre o Município de Barcelos e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Viatodos, tendo por objeto os termos e condições da colaboração para o transporte de munícipes portadores de grave deficiência, residentes no concelho de Barcelos, oriundos de agregados familiares carenciados.

9. Ratificação do protocolo de colaboração entre o Município de Barcelos, a Empresa Municipal de Desportos de Barcelos e a Associação Ornitológica de Barcelos, tendo por objecto estabelecer os termos e condições da realização no Concelho de Barcelos do evento “VII Campeonato Internacional COM do Atlântico – Cidade de Barcelos”.

10. Ratificação do despacho do Vice-Presidente da Câmara que autorizou a cedência do r/c poente do Edifício Galo, em Arcozelo, pelo período de 60 dias, à Tertúlia Barcelense, para proceder à distribuição de cabazes de Natal.

11. Ratificação do protocolo, com vista à realização da Feira do Fumeiro em Barcelos, entre os dias 9 e 12 de fevereiro de 2013.

12. Pedido de parecer prévio para a celebração de contrato de aquisição de serviços para a “Elaboração de Estudo Socioeconómico dos Mercados Tradicionais” no âmbito do POCTEP - Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha – Portugal, pelo valor contratual estimado de 9.593,50€, acrescido de IVA. Artigo 26.º da Lei n.º 64-B/2011, de 30 de Dezembro – Orçamento de Estado 2012. Pedido de autorização prévia para assunção de Compromissos Plurianuais -Artigo 6.º da Lei n.º 8/2012.

13. Pedido de parecer prévio para a celebração de contrato de “Aquisição de serviços de desinfestação dos edifícios afetos aos serviços do Município”, pelo valor contratual estimado de 21.000,00€, acrescido de IVA. Artigo 26.º da Lei n.º 64-B/2011, de 30 de Dezembro – Orçamento de Estado 2012. Pedido de autorização prévia para assunção de Compromissos Plurianuais -Artigo 6.º da Lei n.º 8/2012.

14. Pedido de autorização prévia para assunção de compromissos plurianuais – Celebração de contrato de “Fornecimento contínuo de papel A4 e A3”, pelo valor estimado de 8.712,00€, acrescido de IVA. Artigo 6.º da Lei n.º 8/2012 - Lei dos compromissos e pagamentos em atraso (LCPA).

15. Pedido de parecer prévio para renovação de contrato de aquisição de serviços de “Manutenção de elevador do Jardim-de-Infância da Silva”, pelo valor contratual de 874,38€, acrescido de IVA. Artigo 26.º da Lei n.º 64-B/2011, de 30 de Dezembro – Orçamento de Estado 2012. Pedido de autorização prévia para assunção de Compromissos Plurianuais -Artigo 6.º da Lei n.º 8/2012.

16. Atribuição de um subsídio no valor de 25.266,16€, à Freguesia da Várzea, para pagamento do alargamento e pavimentação da rua do Fraz.

17. Atribuição de um subsídio no valor de 30.000,00 €, à Freguesia de Alheira, para execução de obras de ampliação do edifício e remodelação do alpendre da EB1 - 2ª fase. 18. Atribuição de um subsídio no valor de 29.900,00 €, acrescido do IVA à taxa legal em vigor, à Freguesia de Galegos S. Martinho, para pavimentação da rua Cândido Durães e parte da rua do Barreiro.

19. Atribuição de um subsídio no valor de 30.000,00 € à Freguesia de Galegos S. Martinho, para pagamento da 3ª fase da obra de “Alargamento e requalificação do cemitério”.

20. Atribuição de um subsídio no valor de 9.573,96 €, à Freguesia de Tamel S. Veríssimo, para pagamento das obras de beneficiação da sala de prolongamento na EB1 de Pontes.

21. Atribuição de um subsídio no valor de 25.000,00 €, à Freguesia de Silva, para pagamento da 3ª e última fase das obras de alargamento do cemitério.

22. Atribuição de um subsídio no valor de 16.082,14 €, à Freguesia de Fonte Coberta, para pagamento dos autos nºs 35, 36-TM e 37-TNP, da empreitada de “Construção da Sede de Junta e Centro de Apoio à Infância”.

23. Atribuição de um subsídio no valor de 5.000,00 €, à Casa do Povo de Alvito S. Pedro, como colaboração na aquisição de uma carrinha adaptada para o transporte de utentes com dificuldades de mobilidade.

24. Atribuição de um subsídio no valor de 5.000,00 €, ao Centro Zulmira Pereira Simões, Instituição de Solidariedade Social de Roriz, como colaboração na aquisição de uma carrinha destinada a apoio domiciliário.

25. Comparticipação no pagamento da renda de casa a estratos sociais desfavorecidos residentes no concelho – aprovação de seis processos.

26. Apoio à habitação social – atribuição de subsídios referentes a quatro processos, no valor global de 15.750,00€

27. Ratificação de despachos do Vice-Presidente da Câmara Municipal, que aprovaram o seguinte: cedência do Auditório Biblioteca Municipal – Hospital de Santa Maria Maior de Barcelos; cedência de espaço na Central de Camionagem – Magusto – Associação Clube Moto Galos; cedência de espaço na Central de Camionagem – Grupo de Danças e Cantares de Barcelos; cedência de espaço na Central de Camionagem – Comissão Trabalhadores da Rodoviária D’ Entre Douro e Minho, SA.; cedência de uma baixada de energia eléctrica bem como todo o apoio logístico necessário para as actividades de Natal que se realizarão no Largo da Porta Nova – Paróquia de Santa Maria Maior de Barcelos; cedência de uma viatura de nove lugares para deslocação a Lisboa, para participação no Programa da RTP1 “Prós e Contras” – Movimento “FREGUESIAS SIM”! Pela Nossa Terra; cedência de dois galos médios – Munícipes que se deslocaram a Lisboa para participação no Programa “O Preço Certo”.

28. Ratificação do despacho do Vereador do Pelouro do Desporto e Transportes, que aprovou o seguinte: cedência de uma carrinha de nove lugares para deslocação a Odivelas – Associação Desportiva e Cultural de Manhente.

29. Ratificação do despacho do Vereador do Pelouro do Ambiente, que aprovou o seguinte: cedência de uma máquina para limpeza de um espaço na Quinta da Ordem – Santa Casa da Misericórdia de Barcelos.

Barcelos, 29 de novembro de 2012

O Gabinete de Comunicação

BARCELOS COMEMORA DIA INTERNACIONAL DO VOLUNTARIADO

Dia 5 de dezembro, às 14h30, no auditório da Biblioteca Municipal

Com o objetivo de sinalizar o Dia Internacional do Voluntariado, o Grupo Temático do Voluntariado, constituído no âmbito da Rede Social de Barcelos, irá realizar um encontro dedicado ao tema "Voluntariado e Cidadania", no próximo dia 5 de dezembro, pelas 14h30, no Auditório da Biblioteca Municipal de Barcelos.

A iniciativa, aberta à  comunidade em geral, começa com a intervenção da vereadora do Pelouro da Ação Social da Câmara Municipal de Barcelos, Ana Maria Silva. Intervêm também Helena Pina Vaz (Habit Braga), Isolete Matos (Projeto Elos) e ainda alguns voluntários que testemunharão as suas experiências nas instituições onde prestam voluntariado.

VIANA DO CASTELO: JORNAL DE NEGÓCIOS REALIZA CONFERÊNCIA SOBRE “AS PME COMO MOTOR DE DINAMIZAÇÃO REGIONAL”

image005

O Jornal de Negócios leva a efeito a Conferência “As PME como Motor de Dinamização Regional”.

Data: 4 de Dezembro de 2012

Horário: 17h30 - 20h00

Local: Auditório Prof. Lima de Carvalho, Praça General Barbosa, Viana do Castelo

Faça a sua inscrição gratuita através do link https://www.etouches.com/ereg/index.php?eventid=53044&

Consulte o programa deste evento em https://www.etouches.com/ehome/46424/93385/

A Conferência realiza-se no âmbito do Prémio Portugal PME, com o objetivo de Identificar, Reconhecer e Premiar as PME que, em cada sector e região, se destacam pela solidez e crescimento, pela inovação, pela criação de emprego e pela capacidade exportadora.

Este Prémio é uma iniciativa do Jornal de Negócios e do Correio da Manhã, em parceria com Caixa Geral de Depósitos, EDP, Fiat Group Automobiles e Optimus. Conta com o patrocínio do Ministério da Economia e do Emprego.

Saiba mais em www.premioportugalpme.pt

Para mais informações: cofinaeventos@cofina.pt; 210 494 902 ou 210 494 903

CÂMARA MUNICIPAL E PARÓQUIA DE BARCELOS LANÇAM CONCURSO “BARCELOS CIDADE PRESÉPIO”

Iniciativa aberta à comunidade tem inscrições abertas entre os dias 3 e 7 de dezembro

A Câmara Municipal de Barcelos, através do Pelouro do Turismo, e a Paróquia de Barcelos promovem o concurso “Barcelos, Cidade Presépio”, que tem como objetivo proporcionar uma maior vivência da mensagem natalícia, sensibilizar a comunidade para a tradição cultural da construção do presépio, bem como promover a dinamização do centro histórico da cidade através do envolvimento da comunidade local na animação de Natal, potenciando a partilha de experiências e os valores associados à quadra.

O concurso tem por missão criar uma cultura de construção artística do presépio tradicional nos locais chave da área urbana, sobretudo no centro histórico de Barcelos, promovendo a dinamização, a interação, partilha e fruição entre o comércio, a comunidade e o turismo, concretizando, deste modo, o conceito e o espírito de cidade “presépio”.

Podem candidatar-se todos os grupos, associações, casas comerciais e mesmo famílias que apresentem o presépio em espaço visitável e de fácil acesso ao público de forma a criar uma dinâmica de visitação ao espaço.

Os interessados devem manifestar a sua intenção de concorrer nos serviços de Turismo da Câmara Municipal, entre os dias 3 e 7 de dezembro, através de preenchimento de impresso próprio. As inscrições são limitadas e aceites por ordem de chegada até ao limite de sete presépios em sete espaços da cidade e arredores.

Em paralelo, os serviços de Turismo do Município promovem uma série de atividades que têm por base a valorização do artesanato local, nomeadamente aquele que tem grande riqueza no registo da temática do “presépio” e do “Natal”:

- Exposição de presépios do artesanato de Barcelos, de 30 de novembro a 6 de Janeiro. Pisos 1 a 4 do espaço de exposição de Nossa Senhora da Torre, em Braga (parceria com a FILOMUPI).

- Workshops “ Modelação de Presépios”, no Posto de Turismo de Barcelos

6 de Dezembro, 10h30 às 12h30 - Nelson Oliveira

13 de Dezembro, 10h30 às 12h30 - Carolina André

20 de dezembro | 10h30 às 12h30 - Jesus Pias

- Inauguração da exposição “O presépio – uma tradição, várias interpretações”, na Sala Gótica dos Paços do Concelho. Dia 14 de dezembro, às 16h00. Patente até 6 de janeiro.

PÓVOA DE LANHOSO DIVULGA INICIATIVAS CULTURAIS

Agenda de 29 de novembro a 10 de dezembro de 2012

Adiado

Dia 30 de novembro, 21h00

- Jornadas de Cultura Local

- Classificação de bens culturais imóveis: O Theatro Club, monumento de interesse público

Local: Theatro Club

Em dezembro:

Histórias e Lendas da Póvoa de Lanhoso

- “Natal” de João Ninguém in Maria da Fonte, Dezembro 1948

Local: Biblioteca Municipal

- Exposição de trabalhos da ASSIS – Associação de Solidariedade Social, Integração e Saúde do Norte

Local: Posto de Turismo

- Ateliê de Bolas de Natal Coloridas

Local: Casa da Botica – Biblioteca Municipal

Marcações prévias para sofia.freitas@mun-planhoso.pt

Dia 5 de dezembro, 9h30

- Abertura de exposição de fotografia e apresentação de resultados no âmbito do projeto de voluntariado e educação artística “Conta-me o que se Conta”

Local: Theatro Club

Cancelado

Dias 8 e 9 de Dezembro

- ENCONTRARTES – Mostra dos Produtos Culturais da Póvoa de Lanhoso

Local: Auditório de Fontarcada

Dia 10 de Dezembro

- Comemoração do Dia da Declaração Universal dos Direitos Humanos

Local: Agrupamento de Escolas da Póvoa de Lanhoso

PONTE DE LIMA PROMOVE SESSÃO DE INFORMAÇÃO SOBRE SISTEMAS DE APOIOS FINANCEIROS PARA O TURISMO

Sistemas de Apoios Financeiros para o Turismo. QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional. 4 de dezembro / 15h00

O Município de Ponte de Lima apoia a realização de uma sessão de informação sobre Sistemas de Apoios Financeiros para o Turismo, a decorrer no auditório Municipal de Ponte de Lima, no próximo dia 4 de dezembro, a partir das 15h00.

Ponte de Lima

Dirigida a autarcas e agentes turísticos, a iniciativa é promovida pelo Turismo, Porto e Norte de Portugal, em parceria com a Câmara Municipal de Ponte de Lima, inserindo-se no seu plano de promoção e divulgação das soluções de financiamento para o Turismo ao nível dos sistemas de incentivos do QREN, dos fundos de capital de risco e dos novos mecanismos de acesso ao crédito, como é o caso das recentemente criadas Linha de Apoio à Qualificação da Oferta e Linha de Apoio à Tesouraria.

Informar e esclarecer os empresários sobre os sistemas de apoio ao turismo, orientar a criação de empresas nesta área, refletir sobre os desafios que se colocam às empresas turísticas, apoiar os diversos agentes turísticos regionais na implementação de projetos de investimento turístico relevantes para a região e identificar e dinamizar a criação de projetos inovadores, são os principais obetivos desta ação que apresenta o seguinte programa:

14h30 – Receção e entrega de documentação

14h45 – Sessão de abertura

              Representante da Câmara Municipal de Ponte de Lima

              Júlio Meirinhos – Vice-presidente da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal

15h00 – Sistemas de Incentivo de Apoio ao Turismo - QREN

              Agostinho Peixoto – Gabinete de Apoio ao Investidor - TPNP

16h00 – Debate

16h30 – Reuniões Personalizadas com os Empresários

A inscrição é gratuita e deve ser efetuada até dia 3 de dezembro para o Serviço de Turismo através dos contactos: turismo@cm-pontedelima.pt ou telf: 258 900400.

BRAGA INAUGURA AMANHÃ MOSTRA DE PRESÉPIOS REGIONAIS

A FILOMUPI-ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO MUSEU PIO XII em colaboração com o MUSEU PIO XII e o TESOURO MUSEU DA SÉ DE BRAGA vão levar a efeito mais uma mostra de Presépios Regionais à semelhança do que tem vindo a acontecer em anos anteriores. A Mostra decorrerá na Torre Medieval e no Tesouro Museu da Sé de Braga, entre os dias 30 de novembro de 2012 e 7 de janeiro de 2013.

FAMALICÃO: EM 1980, CORO INFANTIL DE BAIRRO ATUOU EM LISBOA

A81178

A Câmara Municipal de Lisboa levou a efeito em novembro de 1980, no Pavilhão dos Desportos, atual Pavilhão Carlos Lopes, um espetáculo musical infantil. Nesse espetáculo em que participou o Coro Infantil de Bairro, de Vila Nova de Famalicão, foram apresentadas danças, canções e bailados.

A imagem documenta o momento em que, no final do espetáculo, a vereadora Drª Xara Brasil, tendo à sua direita o Dr. Fernando Castelo Branco, procede à entrega de prémios às crianças de escolas que foram premiadas.

Foto: Arquivo Municipal de Lisboa

PONTE DE LIMA ORGANIZA FEIRA DO ARTESANATO E DO LIVRO LIMIANO

O evento decorre de 8 a 23 de dezembro

A Biblioteca Municipal e a P. L. Arte - Associação de Artesãos de Ponte de Lima promovem de8 a 23 de dezembro no antigo posto de turismo na rua Cardeal Saraiva, a Feira de Natal - Artesanato e Livro Limiano.

Banner_FeiraNatal[1]

A Feira de Natal, que visa fomentar o desenvolvimento cultural, entretenimento e lazer, inclui Artesanato e o Livro Limiano, dois recursos que se enquadram nesta época natalícia, permitindo aos visitantes escolher, uma obra literária e histórica ou uma peça artesanal de grande riqueza e diversidade para oferecer neste natal.

As publicações irão contar com um desconto de 40% sobre o preço de capa, sendo esta uma oportunidade única para adquirir e oferecer um livro limiano. Ofereça um livro limiano neste Natal ou uma peça artesanal.

O evento vai decorrer no período de 8 a 23 de dezembro, no antigo posto de turismo, na rua Cardeal Saraiva.

Manifesta-se disponibilidade para esclarecimentos adicionais através dos contactos biblioteca@cm-pontedelima.pt | p.l.arte2004@gmail.com / 258 900 411.

PONTE DE LIMA PROMOVE CAMINHADA SOLIDÁRIA

Iniciativa realiza-se no próximo dia 1 de dezembro, a partir das 15h00

O Município de Ponte de Lima promove no próximo dia 1 de dezembro, a partir das 15h00 uma Caminhada Solidária. A iniciativa é dinamizada em parceria com a Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional do Norte e a ULSAM - Unidade Local de Saúde do Alto Minho, EPE, que através do Centro de Saúde de Ponte de Lima realiza durante a manhã no Largo de Camões diversos Rastreios Médicos.

Tendo em conta o carácter solidário da iniciativa, apela-se à sensibilização e à participação de toda a comunidade. A inscrição tem um custo de 3€, revertendo toda receita a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro. Cada participante receberá uma t-shirt alusiva ao evento.

As inscrições podem ser efetuadas até ao dia da Caminhada ou no Centro de Saúde de Ponte de Lima, na Urbanização Olho Marinho.

Com um percurso de 5Km, a Caminhada inicia-se no Largo de Camões, a partir das 15h00. Para mais informações contate através do telf: 258 909280.

FichaInscricao

ARQUITETO ALFREDO CAMPOS MATOS OFERECE LIVRO DE TOMBO DA CAPELA DAS PEREIRAS AO ARQUIVO MUNICIPAL DE PONTE DE LIMA

O Município de Ponte de Lima recebeu do Arquiteto Alfredo Campos Matos, o Livro de Tombo da Capela das Pereiras. Trata-se de um documento de indubitável importância para a história local e para a memória coletiva, que passa a integrar o espólio do Arquivo Municipal de Ponte de Lima.

Foto Susana Matos D. Teresa

O livro de tombo ou inventário dos bens da Capela de Nossa Senhora da Misericórdia das Pereiras, desta vila de Ponte de Lima, cujo termo de abertura refere: "Este livro ha de servir para o tombo dos bens da Capela de Nossa Senhora das Pereiras desta vila extrahido dos proprios autos do mesmo. Vai numerado e rubricado por mim e tem no fim o seu encerramento. Ponte do Lima 24 de Outubro de 1807. O Juiz de Fora Antero José da Maia e Silva".

Para além de Juiz de Fora, Antero José da Maia e Silva assume, por designação régia, as funções de Juiz do Tombo cabendo-lhe fazer a medição, demarcação e tombo dos bens e propriedades da citada capela, juntamente com o escrivão Manuel José Saraiva.

Em suma, este livro de tombo dá a conhecer, com bastante pormenor, os bens e propriedades pertencentes à Capela de Nossa Senhora da Misericórdia das Pereiras, localizados em diversas freguesias do concelho.

A altitude intelectual do Arq. Campos de Matos merece a admiração do Município, comprovada em mais um gesto de grande atenção e paixão pelas coisas de Ponte de Lima.

Foto: Susana Matos

MUNICÍPIO DE FAFE APROVA NOVA ORGANIZAÇÃO DOS SERVIÇOS MUNICIPAIS

Na mesma ocasião, foi aprovado por unanimidade o mapa de pessoal, bem como a organização e estrutura dos serviços municipais para 2013.

Os departamentos municipais são reduzidos a apenas dois (eram seis) e as divisões passam para o máximo de 7. Do mesmo modo, e em decorrência, será diminuído o número de dirigentes dos serviços.

O número de funcionários decresceu ao longo deste ano: de 509 em 2011 passou para os atuais 498 (302 da Câmara e 196 dos agrupamentos escolares). Foram assim excedidos os 2% obrigatórios, nos termos das determinações governamentais.

CÂMARA DE FAFE APROVA PLANO E ORÇAMENTO PARA 2013

O total orçamental ascende a € 35 955 626

A Câmara Municipal de Fafe aprovou o Plano de Atividades e o Orçamento para o ano de 2013, apenas com o voto contrário da vereadora do PSD, Fernanda Castro. Todos os restantes componentes do Executivo votaram favoravelmente.

Parcídio Summavielle, o líder dos “Independentes por Fafe”, referiu que se revê no rigor, na contenção e na poupança empreendidos pela gestão de José Ribeiro ao longo do mandato, mostrando-se “orgulhoso da situação financeira do município”. Embora divergindo em “questões de pormenor”, o autarca mostrou-se satisfeito pelos melhoramentos que vão ser introduzidos no Parque da Cidade e pelo lançamento da beneficiação da Feira Semanal.

Já Fernanda Castro sustentou o voto contrário, afirmando que a autarquia deveria prescindir inteiramente da taxa do IRS que lhe cabe por lei e eliminar a derrama, além de diminuir algumas rubricas da despesa corrente.

Em resposta, o chefe do Executivo comentou que “a posição dos Independentes é responsável e inteligente e, como tem vindo a acontecer ao longo do mandato, reconhece o mérito e a coerência da gestão municipal. Já me custa a compreender a posição do PSD”.

Segundo o Presidente da Câmara, o Plano e Orçamento para 2013 segue a linha de rigor orçamental, que vem dos últimos anos e não expressa “qualquer preocupação eleitoral, como até seria normal que acontecesse!”.

Segundo José Ribeiro, “o presente Plano e Orçamento, inferior ao de 2012 que, por sua vez, já era inferior ao de 2011, reflete as restrições e constrangimentos da situação que vivemos nos gastos e nos investimentos, decorrentes da diminuição efetiva da receita e das limitações da famigerada, embora necessária, Lei dos Compromissos”.

Porém, procura atender, como nunca até agora fora feito, à situação real das pessoas e das famílias, através de mais apoios sociais e de uma considerável baixa de taxas e impostos municipais.

Assim, são ajustadas e diminuídas algumas taxas, é mantida a redução de 2% do IRS para os fafenses, não são atualizados os preços e taxas durante todo o mandato, em alguns casos até diminuem.

O ano passado, a autarquia reduziu 20% do IMI e assume para 2013 uma redução do mesmo de 25%, “só possível pela situação de equilíbrio financeiro da Câmara. Não que a receita não nos faça falta, mas compreendemos que as pessoas não suportam mais impostos!” – sustenta o presidente do Executivo.

O orçamento prevê a manutenção das transferências para as Juntas de Freguesia, apesar do FEF de capital, indexante das transferências, ter sido diminuído em mais de 2 milhões de euros, prevendo ainda o estabelecimento de protocolos, muito seletivos, para obras, dados os reduzidos recursos disponíveis para o efeito.

Se vier a justificar-se, a Câmara criará um Plano de Emergência Social que, por si ou de forma complementar, com as IPSS’s, crie ou estenda as respostas sociais já dadas ou que se tornem necessárias.

Face às dificuldades de elaboração do presente Plano e Orçamento, dados os constrangimentos já enunciados, a autarquia assume como prioritário para o próximo ano a conclusão de todas as empreitadas em curso e que transitam, a execução da requalificação do recinto da Feira Semanal (€1 337 000), a execução do Quartel da GNR (€ 1 797 620), a execução de um plano de saneamento de cerca de € 3 000 000, para ligar as redes de baixa já executadas à rede de alta e a conclusão do Arquivo Municipal (€ 1 250 000, a que se comam mais € 76 896 para equipamento).

O documento sinaliza algumas obras novas com montantes significativos que a autarquia pretende realizar e que estão suportadas na receita e, muitas outras, com rubricas abertas que indiciam intenção de se fazer, mas para as quais não há receita, só podendo concretizar-se se vier a abrir-se concursos no QREN para o efeito.

“Este é o Plano e Orçamento mais difícil que tive de fazer por todos os condicionalismos já referidos, mas, ao mesmo tempo, dos mais fáceis, porque nos limitamos a propor que se gaste apenas os recursos que pensamos vir a ter disponíveis. É o sinal dos tempos!”- conclui José Ribeiro.

O Executivo deliberou, por unanimidade, autorizar a delegação nas Juntas de Freguesia de competências para o exercício de atividades e realização de investimentos constantes do Plano e Orçamento Municipal, sempre que, por motivos de economia de recursos ou outros, tal se justifica; autorizar a contratação de empréstimos, de curto prazo e o recurso ao crédito de médio e longo prazo, no montante máximo de 2,5 milhões de euros e no limite do rateio que vier a ser fixado pela DGAL para financiamento complementar de projetos comparticipados ou aquisição de habitação, bem como fixar as taxas do Imposto Municipal sobre Imóveis para o ano de 2013 – (a liquidar em 2014) em 0,7% para prédios urbanos e 0,3 % para os prédios urbanos avaliados nos termos do CIMI, aplicando a taxa prevista na alínea a) do referido artigo para os prédios rústicos. Com o voto contrário da vereadora do PSD, fixou, nos termos da Lei das Finanças Locais, uma derrama para 2013 de 1,5% e em 0,75% a taxa dessa derrama para as situações previstas no nº 4 do art. 14º da referida lei (sujeitos passivos com um volume de negócios que não ultrapasse 150.000 €) e, de igual modo, fixou em 3%, a participação variável do Município no IRS a liquidar em 2014, sobre os rendimentos dos munícipes de 2013.

Novamente por unanimidade, o Executivo deliberou fixar, a taxa municipal de direitos de passagem (TMDP) em 0,25% para o ano de 2013 e, por último, concedeu autorização prévia genérica favorável à assunção de compromissos plurianuais pela Câmara Municipal, nos casos que resultem de projetos, ações ou de outra natureza constantes das grandes opções do Plano e os seus encargos não excedam o limite de € 99 759,58 em cada um dos anos económicos seguintes ao da contratação e o prazo de três anos.

O total orçamental para 2013 ascende a € 35 955 626, sendo as receitas correntes de € 24 390 238 e as receitas de capital de €11 565 388. As despesas correntes ascendem a € 18 575 045 e as de capital a € 17 380 581.

De referir ainda que as transferências correntes para as Juntas de Freguesia totalizam € 1 121 495 e as de capital perfazem € 1 198 002.

A Assembleia Municipal reúne em 14 de dezembro para debater o Plano e Orçamento.

BARCELOS ASSINALA DIA INTERNACIONAL DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

Caminhada “No mesmo pé de igualdade” realiza-se na segunda-feira, dia 3 de dezembro, às 10h00,

Realiza-se na próxima segunda-feira, dia 3 de Dezembro, às 10h00, a IV Caminhada “No mesmo pé de igualdade”, organizada pelo Grupo Operativo da Deficiência da Rede Social de Barcelos, em comemoração do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência. A caminhada, aberta à comunidade em geral, tem partida e chegada no Largo da Porta Nova e percorrerá diversas ruas da cidade.

Esta iniciativa representa o culminar do programa intitulado “Pelos Direitos da Pessoa com Deficiência – Contra as Barreiras da Indiferença”, que tem vindo a ser desenvolvido desde setembro passado por aquele Grupo

O programa incluiu um conjunto de atividades com o objetivo de divulgar e promover os princípios que enquadram a Convenção Sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, no campo das acessibilidades. Trata-se de uma ação inscrita no Plano de Desenvolvimento Social e da Saúde 2015 e que o GOD realiza pela terceira vez consecutiva.

O Grupo Operativo da Deficiência é constituído pelas seguintes instituições:

Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal – Delegação de Braga;

Associação de Deficientes Motores de Barcelos

Agrupamento de Escolas Gonçalo Nunes

Associação dos Amigos do Autismo

Associação dos Pais e Amigos das Crianças

Associação de Pais e Amigos de Crianças Inadaptadas

Associação AVC

Câmara Municipal de Barcelos

Casa de Saúde S. João de Deus

Casa de Saúde S. José

Centro Humanitário da Cruz Vermelha de Macieira de Rates

Escola Secundária Alcaides de Faria

Hospital Santa Maria Maior de Barcelos

MUSEU REGIONAL DE PAREDES DE COURA ENSINA A CONFECIONAR RABANADAS E SOPAS DE LEITE

image001

Lanche no Museu | 15h30 | 1 Dezembro

Rabanadas e Sopas de Leite

Museu Regional de Paredes de Coura

No mês de Dezembro venha ao Museu Regional e aprenda a confecionar as natalícias Rabanadas e Sopas de Leite com Rosa de Abreu, natural e residente no lugar de Afe, freguesia de Mozelos.

Aproveite o melhor da terra.

Contamos com a sua presença

Museu Regional de Paredes de Coura - Antiga Quinta da Veiga

Rua de Aquilino Ribeiro

BARCELOS DEBATE NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS

Iniciativa da Câmara Municipal realiza-se no sábado, 1 de dezembro, às 16h00, na Biblioteca Municipal

A Câmara Municipal de Barcelos, através do Pelouro de Educação, promove no próximo sábado, dia 1 de dezembro, às 16h00, no auditório da Biblioteca Municipal, uma palestra intitulada “Necessidades Educativas Especiais – Que desafios para as famílias e para a comunidade no século XXI”.

A palestra, proferida por Florinda Maciel, especialistas da área do ensino especial, é realizada no âmbito de um protocolo com a Unidade de Ensino Especial da EB 2,3 Rosa Ramalho.

A entrada é livre.

VIANA DO CASTELO: JOSÉ CALDAS NASCEU HÁ 170 ANOS

Nasce em Viana do Castelo em 28 de Novembro de 1842, com o nome completo de José Ernesto de Sousa Caldas, filho de Jacinto José de Sousa Caldas e de Isabel Matilde Pereira Marinho. Fez a maior parte dos seus estudos particularmente, e, em 1861, foi nomeado amanuense da repartição da Fazenda de Viana do Castelo e promovido, em 1876, a aspirante de primeira classe.

Em 1877, foi convidado pelo arcebispo de Braga a escrever um estudo crítico e biográfico acerca do venerável D. Fr. Bartolomeu dos Mártires e da sociedade portuguesa do seu tempo, situação que lhe permitiria libertar-se um pouco da situação de miséria em que vivia com a sua família. Como no ano seguinte o arcebispo, D. João Crisóstomo de Amorim Pessoa, intima-o a publicar de imediato a parte da obra que estivesse pronta, ao que José Caldas recusa e envia cartas ao prelado e a Camilo Castelo Branco onde relata o abuso a que estava a ser sujeito. Entretanto, em 1879, regressa às suas funções burocráticas, mas consegue que Manuel Pinheiro Chagas, em sessão da Academia das Ciências de Lisboa apresentasse uma petição a solicitar o reconhecimento do trabalho por ele desenvolvido e lhe prestasse auxílio para o conseguir concluir.

Em 1880, a Academia deliberou a favor de José Caldas e convidou-o a apresentar em Lisboa, em pleno Congresso Antropológico uma comunicação que obteve grande reconhecimento junto dos intelectuais portugueses. A sua notoriedade facilitou-lhe a ascensão na hierarquia administrativa, conseguindo a elevação a inspector de Fazenda, posição em viria a aposentar-se.

Politicamente afirma-se republicano desde bastante cedo. Integrou mesmo a comissão consultiva do Directório eleito em 1897, em Coimbra.

Jornalista e escritor autodidacta, interessado pelos temas clássicos e pela história local. Poliglota, aprendeu várias línguas como o espanhol, francês, italiano, inglês, alemão, grego e latim. O conhecimento das línguas clássicas permitiram-lhe aprofundar investigações em arquivo, cruzando dados com as mais recentes obras da historiografia portuguesa e estrangeira. Porém, a sua obra é muito marcada pela parcialidade das suas posições, em particular pelo anticlericalismo. Era um crítico acérrimo da influência dos Jesuítas na sociedade portuguesa da época. No entanto, José Caldas, manifesta uma notável erudição e um espírito de curiosidade digno de menção, sobretudo se for tida em conta a realidade portuguesa da época.

Com a implantação da República foi nomeado director geral dos negócios eclesiásticos do Ministério da Justiça (1910-1916). Em 1911, foi nomeado ministro plenipotenciário em Roma, cargo que não chegaria a tomar posse.

Foi sócio da Academia das Ciências de Lisboa e do Instituto de Coimbra.

Faleceu em Viana do Castelo a 2 de Agosto de 1932.

Colaborou nas seguintes publicações:

José Caldas colaborou em grande número de jornais políticos e literários, em revistas, estudos históricos e poesias, não nos sendo possível apresentar com segurança todas as publicações onde publicou os seus textos, conhecem-se-lhe as seguintes:

- foi redactor principal da folha portuense Actualidade, lugar que exerceu desde 1881; e foi ainda redactor principal do Imparcial de Viana, desde o princípio de 1884.

- Quadros antigos. (Estudos do tempo de el rei D. João I.) - Saiu em folhetins no Primeiro de Janeiro, do Porto.

- Jornal da noite. A Camões. Lisboa, Junho de 1880, na pagina 2, José Caldas publica um artigo de homenagem a Luís de Camões.

- António Rodrigues Sampaio. Homenagem prestada à sua memoria pela Imprensa do Porto, Porto, Real Tipografia Lusitana, 1882, Vol. de XXXII onde publicou um artigo intitulado Ruínas.

- Arte e a Natureza em Portugal, Edição definitiva. Colecção fotográfica de monumentos, costumes e paisagens. Fototipias inalteráveis; descrições em português e francês; clichés originais. - Publicada sob a direcção de F. Brütt e Cunha Moraes, com colab. no vol. II, dedicado a Barcelos, Viana do Castelo, Caminha, Valença, Monsão, Arcos de Valdevez, Ponte da Barca, Ponte de Lima, Amarante, Guimarães [José Caldas] e Douro.

- Idem, Volume Terceiro. Leça do Balio, Maia, Vila do Conde [José Caldas], Braga, Aveiro.

- Ano (Um) depois. (Aos vencidos). 31 de Janeiro de 1831 - 31 de Janeiro de 1892. Porto, Typ da Empreza Litteraria e Typographica, 20 pag.

- Armas e Letras. Numero único, organizado para ser vendido no teatro do Príncipe Real na noite de 9 de Dezembro de 1886, revertendo o seu produto em favor da família do tenente Ferreira, Porto, Typographia Occidental, 1886.

- Bazar do Bom Pastor. (Brinde de D. Laura Vilar Cardoso de Castro), Esmola, Corbeille de versos e prosas. Porto, Typ. Elzeviriana, 1885, 27 pág. Director: Joaquim de Araújo.

- Charitas. Assembleia valenciana. Exposição de rosas em Valença do Minho, Maio de 1886, Porto, Typ. Occidental, 1886.

- Alvorada (A). Revista mensal literária e científica. Director proprietario, Joaquim de Azuaga. Vila Nova de Famalicão. Homenagem a Camilo Castelo Branco no dia do seu 61.º aniversário natalício, 16 de Março de 1887. Porto, Imp. Civilisação 1887. 12 pag. Com um retrato de Camilo (17c×14c) litografado, na primeira pagina, desenho feito por A. Silva, de um retrato da photographia Moderna.

- Nova alvorada. Revista mensal literária e científica. Vila Nova de Famalicão. Director J. J. de Sousa Fernandes, 1891, Typ. Minerva, de Gaspar Pinto de Sousa & Irmão. Famalicão. 16 pag.

- Homenagem da lusa independencia. A academia de Braga ás damas bracarenses. 1.º de Dezembro. Director, Albano Coelho. Porto, 1885, imp. Moderna. Número único, de 8 pag.

- 18 de Maio de 1884. A Manuel José Mendes Leite os seus amigos e admiradores - Aveiro, Imp. Aveirense. IV 44 pág. - Número único, publicado pela associação escolar de ensino livre, Lisboa, 3 de Dezembro de 1899. Minerva Peninsular, 8 pág. Não numeradas. Com o retrato (11c×9,5c) do Dr. Teófilo Braga.

- Palavra. Redactor principal, Luiz Gonçalves de Freitas. A Victor Hugo. 1802 1885. Lisboa Typ. Luso espanhola, 4 pág.

- Reacção (A). Publicação anti jesuítica. 1.° ano. 6 de Janeiro de 1901. N.º 8. - Numero comemorativo da entrada do século XX. Porto, Typ. Peninsular, 8 pag.

- Ilustração Universal. Portugal a Espanha. (Sem data e sem indicação da terra, nem da typgraphia). XV pag. Com 17 gravuras, desenhos originais.

- Philantropia. Publicação em favor das vítimas dos terramotos da Andaluzia. Oliveira de Azemeis, 20 de Março de 1885. Aveiro, imp. Aveirense, fornecedora de Sua Majestade a Rainha. 1885. 9 pág. Não numeradas.

- Guimarães Andaluzia. Publicação em beneficio das vítimas dos terramotos na Espanha, pela comissão de socorros vimaranenses, 14 de Fevereiro de 1885, Guimarães, Typ. do Comércio de Guimarães, 1885, 7 pág. não numeradas e 1 em branco.

- RELATÓRIO publicado acerca da 9.ª sessão do Congresso Internacional de Antropologia e de Arqueologia Pré-Históricas realizado em Lisboa, em Setembro de 1880, com o texto “Archéologie préhistorique dans la province de Minho”, por José Caldas, pág. 333 a 351.

- O Norte, Porto, 1900-1910;

- O Mundo, Lisboa, 1900-1936;

- Alma Nova, Mensário de Arte, Porto, 1903.

- A Montanha, Porto, 1911-1936;

- A Pátria, Porto, 1909-1911.

Publicou os seguintes títulos:

- Elegia. (A uma desgraçada.) ,imp. Portuguesa, Porto, 1884.

- Novo livro de leitura para as escolas primarias de Portugal e Brazil. (Ilustrado.), 3º ed, Editores Magalhães & Moniz. 1884. (Tem 45 gravuras intercaladas no texto.).

- Os Humildes, Porto, Livraria Chardron, Porto, 1900.

- Os Jesuítas e a sua influência na Actual Sociedade Portuguesa: Meio de a Conjurar, Livraria Chardron, Porto, 1901;

- História de um Fogo-Morto : (subsídios para uma história nacional) 1258-1848: Viana do Castelo (Fastos, Políticos e Militares) , Porto, Livraria Chardron, 1903;

- Margarida Pusterla. Romance por Cesar Cantu. Notas e Tradução de José Caldas, A. M. Teixeira Editores, Lisboa, 1904.

- Benigna Verba, França Amado Editor, Coimbra, 1907;

- Cartas de Um Vencido, Casa Editora José Bastos, Lisboa, s.d. [1911];

- Fora da Terra, Lisboa, Guimarães, 1911;

- A Corja Negra (Tosquia de um charlatão), Livraria Chardron, Porto, 1914;

- D. Frei Bartolomeu dos Mártires: profana verba, Coimbra Editora, Coimbra, s.d. [1922];

- História da Origem e Estabelecimento da Bula Cruzada em Portugal, Coimbra Editora, Coimbra, 1923;

- Vinte Cartas de Camilo Castelo Branco (1876-1885), Companhia Portuguesa Editora, Porto, 1923.

BIBLIOGRAFIA CONSULTADA:

ARAÚJO, António de, Jesuítas e Antijesuítas no Portugal Republlicano, Roma Editora, Lisboa, 2004.

FERREIRA, David, "Caldas, José", Dicionário de História de Portugal, Dir. Joel Serrão, vol. 1, Figueirinhas, Porto, 1992, 433.

LEMOS, Mário Matos e, Jornais Diários Portugueses do Século XX. Um Dicionário, Ariadne Editora/CEIS 20, Coimbra, 2006.

LISBOA, Eugénio (Coord.), Dicionário Cronológico de Autores Portugueses, vol. II, Publicações Europa-América, Lisboa, 1990.

SILVA, Inocêncio Francisco da, Dicionário Bibliográfico Português, Imprensa Nacional, Lisboa.

A.A.B.M.

Fonte: http://arepublicano.blogspot.pt/

CÂMARA MUNICIPAL DE FAFE ACABA DE EDITAR NÚMERO 17/18 DA REVISTA CULTURAL DOM FAFES

A Câmara Municipal de Fafe acaba de editar mais um número duplo da revista cultural Dom Fafes (17/18). A publicação tem por objetivo publicar trabalhos de investigação sobre aspetos da história do município. O presente número duplo da revista Dom Fafes, correspondente aos anos de 2010 e 2011, é publicado sob o signo da República, que se comemorou festivamente por estes anos.

Desde logo, o destaque desta edição vai para o trabalho “O Ensino em Fafe durante a Primeira República”, com o qual o investigador Artur Magalhães Leite venceu a nona edição do Prémio de História Local – Câmara Municipal de Fafe, atribuído em 2011 e entregue em 25 de Abril do mesmo ano.

Pretendendo uma visão de conjunto do período republicano (1910-1926), mas indo um pouco atrás, ao século XIX, o texto aborda o aparecimento de escolas, de tipos diferentes de ensino, das dificuldades de instalações, da higiene, das dificuldades económicas, dos serviços de apoio ao ensino e educação, dos esforços para mentalizarem as populações como apelativo aos ideais republicanos através das lições nas salas de aulas.

Ainda na mesma área se enquadra o texto de Artur Ferreira Coimbra em torno do poeta Joaquim Vaz Monteiro, o celebrado autor da obra poética O Solteirão de Fafe (1905) e que, apesar das suas raízes rurais e campesinas, deixou um legado de apego e louvor, em prosa e em verso, à República em geral e à obra republicana em Fafe, em particular. E com belíssimos poemas dedicados à então Vila de Fafe…

Outra vez da República se fala e da sua relação com a Imprensa, tema que a jornalista e investigadora Nair Alexandra apresentou na sessão solene comemorativa do 101º aniversário da Proclamação da República realizada na Câmara Municipal de Fafe, em 5 de Outubro de 2011. “A República e a Imprensa” foi o tema genérico da comunicação.

No capítulo dos “estudos”, de realçar desde logo um novo ensaio do jovem historiador Daniel Bastos, sob o título “Doentes, Enfermidades e causas de morte no Hospital da Misericórdia de Fafe (1863-1911)”.

De relevar, finalmente, a exaustiva investigação empreendida pelo fafense D. Joaquim Gonçalves (Bispo Emérito de Vila Real), em colaboração com o Padre Doutor António Franquelim Neiva Soares e de que resultou o artigo “Párocos de Revelhe e Padres naturais da Paróquia”.

Trata-se de um longo, bem documentado e exaustivo trabalho que lista os Párocos que exercerem o seu múnus na paróquia (desde 1220 à atualidade) e os Padres aí nascidos (de 1449 aos nossos dias).

Um trabalho de insofismável grande fôlego e enorme minúcia investigativa, que enriquece os estudos de carácter religioso.

Este número da revista Dom Fafes está à venda na Biblioteca Municipal de Fafe, ao preço unitário de 5 Euros.

O Coordenador do Departamento de Cultura, Desporto e Juventude da Câmara Municipal de Fafe

Artur Coimbra

PÓVOA DE LANHOSO PROMOVE SEMANA DA IGUALDADE

II Semana da Igualdade sensibilizou públicos distintos

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso promoveu a II Semana para a Igualdade. “Estamos atentos e somos sensíveis a este assunto”, referiu o Presidente da Câmara Municipal, Manuel Baptista. “Procuramos, dentro do possível e através do SIGO - Serviço para a Promoção da Igualdade de Género, que criámos, ajudar e acompanhar as vítimas de violência doméstica”, adiantou ainda o autarca. Para além daquele recurso, recorde-se que está em elaboração o Plano Municipal para a Igualdade de Género.

Exposicao II Semana para a Igualdade 1

Proporcionar momentos de reflexão sobre Direitos Humanos, Direitos do homem, Direitos das Crianças; Violência Doméstica, de género e no namoro, de entre outros aspetos, foram os objetivos desta II Semana para a Igualdade, que decorreu entre 19 e 25 de novembro. Esta edição destinou ações de sensibilização, informação e formação para o público escolar (desde o pré-escolar ao ensino superior, em colaboração com a OIKOS), para profissionais de uma entidade local com responsabilidade social e para o pessoal da Autarquia.

Esta Semana encerrou mesmo com a abertura de uma exposição de trabalhos elaborados por funcionários e funcionárias da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, desafiados/as a ilustrar as suas visões sobre o tema da Igualdade. O próprio executivo municipal também participou. Esta mostra, que fica patente nos próximos dias nos Paços do Concelho, reúne cerca de 30 criações distintas, que vão desde a fotografia à escrita, passando por construções em madeira e pinturas, de entre outras. Esta iniciativa também visou assinalar o Dia Mundial para a Eliminação da Violência contra as Mulheres (25 de novembro), tendo envolvido na organização o SIGO – Serviço para a Promoção da Igualdade de Género e o Gabinete de Comunicação e Relações Públicas com a colaboração da Associação de Funcionários da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso.

Uma das ações que teve mais participantes (cerca de 250 crianças) decorreu no dia 22 de novembro, na EB1/JI da Póvoa de Lanhoso, envolvendo os/as mais novos/as nas comemorações do Dia dos Direitos Internacionais das Crianças. A Vereadora da Educação, Gabriela Fonseca, acompanhou esta atividade, tendo dirigido algumas palavras aos mais pequenos e às mais pequenas, refletindo com eles/as quais são alguns dos seus direitos, como o direito à alimentação, à habitação e à educação, de entre outros. A comunidade escolar mostrou-se muito participativa. Nas suas mãos, cada criança tinha um coração de papel com mensagens sobre o tema em destaque naquele dia.

A II Semana para a Igualdade inseriu-se nas ações de sensibilização, de formação e de informação que o Serviço para a Promoção da Igualdade de Género e/ou LocalDiguais têm vindo a desenvolver junto de públicos específicos.

De lembrar ainda que, pelo terceiro ano consecutivo, em 2012 a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso recebeu o galardão de “Autarquia + Familiarmente Responsável”.

BARCELOS SÉNIOR INICIA ATIVIDADES PEDAGÓGICAS

Inscrições abertas na sede da Associação ou no site www.barcelossenior.pt

O projeto da universidade sénior de Barcelos teve hoje um importante desenvolvimento, com a abertura das inscrições para o primeiro ano letivo, que deverá ter o seu início na segunda semana de janeiro de 2013. O anúncio foi feito hoje, em conferência de imprensa promovida pela direção da Barcelos Sénior – Associação Educacional, Cultural, Social e Recreativa de Formação Permanente. A associação tem a sua sede na antiga escola primária de Vila Frescainha S. Martinho, reunindo todas as condições técnicas para o arranque das aulas. Para além da sede, está já assegurado o corpo docente e disponibilizadas as disciplinas teóricas e práticas, que os seniores, com idades a partir dos 55 anos de idade devem escolher. As inscrições podem ser feitas diretamente na sede da Associação ou através do site www.barcelossenior.pt, onde também pode ser encontrada toda a informação sobre a Barcelos Sénior.

DSC_0001 - 1

Falando no início da conferência de imprensa, o presidente da Câmara Municipal de Barcelos, que é também presidente da Assembleia-Geral da associação, manifestou o empenho do executivo municipal na concretização do projeto de uma universidade sénior em Barcelos. Miguel Costa Gomes garantiu que “está tudo pronto e em condições para receber os alunos” no primeiro ano de atividade da Barcelos Sénior.

Ana Maria Silva, presidente da direção e vereadora da Ação Social da Câmara Municipal de Barcelos, mencionou todo o trabalho desenvolvido desde o início do projeto, integrando-o no âmbito das políticas sociais da Câmara Municipal, expressas no Plano de Desenvolvimento Social e de Saúde 2015. “Para este projeto convidamos também pessoas da sociedade civil, de forma a se associarem a este projeto, que complementa várias vertentes da sociedade, como por exemplo o IPCA”, afirmou a vereadora, que lembrou ainda os vários contributos recebidos e o caráter dinâmico do projeto: “Ouvimos os seniores, recolhemos sugestões daquilo que eles gostariam de fazer e aprender aqui, porque temos as vertentes teóricas, com disciplinas e também práticas, com as oficinas. Este é um projeto dinâmico, aberto e interativo, e até junho pretendemos fazer um balanço de como correu a atividade em 2013 para, depois, se proceder aos ajustes necessários. Não será um projeto estanque, haverá sempre alterações conforme as necessidades e preferências dos nossos seniores”.

Ana Maria Silva sublinhou também o facto de 2012 ser o “ano europeu do envelhecimento ativo e do encontro intergeracional, e aqui vamos primar pela partilha de conhecimentos e aproximar os seniores da sociedade mais jovem. Há muitos jovens que se candidataram para lecionar voluntariamente na Barcelos Sénior e isso é muito interessante, para os jovens e para os seniores”.

O projeto Barcelos Sénior

O projeto de criação de uma universidade sénior em Barcelos foi gizado pelo Pelouro de Ação Social e Saúde Pública da Câmara Municipal, com o objetivo de disponibilizar aos barcelenses com mais de 55 anos de idade, com ou sem habilitações literárias, ações de natureza pedagógica e de ensino não formal. Pretende-se implementar um conjunto de atividades de valorização dos saberes, conhecimentos e experiências dos seniores, encarando proativamente a situação da reforma e o processo de envelhecimento, como mais uma etapa da sua vida e não como o último patamar. Através de um plano pedagógico e cultural, procura-se aumentar a participação das pessoas em diferentes domínios da vida pública e promover a qualidade de vida e o bem-estar social.

Prevista no Plano de Desenvolvimento Social e de Saúde, no eixo Cidadania e Criatividade, a universidade sénior assume-se como um espaço e um tempo para aprendizagem ao longo da vida, permitindo aos idosos e/ou aposentados, que o desejem, ter uma participação ativa em diversos domínios da sociedade.

A Câmara Municipal de Barcelos convidou vários elementos da sociedade civil para integrar uma comissão instaladora, a fim de implementar a universidade sénior.

Foram encetadas diversas reuniões de trabalho, visitas a outras universidades seniores de referência, difusão de inquéritos de opinião junto de entidades/instituições locais a fim de auscultar as reais necessidades e anseios da população a que se destina.

Em abril de 2012, o Município de Barcelos aprovou a sua adesão à “BS – Barcelos Sénior, Associação Educacional, Cultural, Social e Recreativa de Formação Permanente”, bem como a participação na constituição da associação e os seus estatutos.

No dia 14 de junho de 2012 foi constituída, em escritura pública, a associação que tem como principais objetivos: a melhoria da qualidade de vida dos seniores; a realização de atividades sociais, culturais, de ensino, de formação, de desenvolvimento pessoal e social, de convívio e de lazer; a participação cívica e a auto-organização dos seniores; a educação para a cidadania, para a saúde, para a tolerância, para o voluntariado e para a formação ao longo da vida.

O projeto Barcelos Sénior é do interesse de qualquer cidadão e faz parte da política social adotada pela Câmara Municipal, que encontra nesta instituição a oportunidade de reforçar a identidade cultural e cívica.

FEIRA DE SANTA CATARINA ANIMA CELORICO DE BASTO

A feira anual de Sta. Catarina que decorre, anualmente, nos dias 25 e 26 de novembro, voltou a ser um evento de eleição para milhares de pessoas que não quiseram perder uma das feiras mais conhecidas da região.

_DSC0126

As ruas da vila de Celorico de Basto encheram-se de tendas com todo o tipo de artefactos. O destaque incidiu em produtos de artesanato, como a tapeçaria, a cestaria e o vestuário, na gastronomia, com ênfase para o fumeiro, nas alfaias agrícolas, nos produtos de cosmética entre outros.

 No dia 25 a chuva ameaçou com alguns aguaceiros mas não foi capaz de demover a população de visitar a feira. Milhares de pessoas circularam em dia de domingo pelas ruas da vila de Celorico de Basto uns carregados de sacos, outros passeavam e outros assistiam aos pregões pronunciados pelos feirantes. 

O grande destaque deste evento incidiu no concurso pecuário aliás, segundo o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Mota e silva, “trata-se de um concurso que junta a cada edição dezenas de produtores locais e centenas de pessoas a assistir, com tradição e rigor, num espaço mais digno e com todas as condições para manter vivo um concurso histórico no concelho”, referiu.

 Desta vez, o concurso pecuário teve lugar na Eira da Quinta do prado e levou quatro raças a concurso, a Barrosã, a Frísia, a Maronesa e a Minhota. Os animais estavam meticulosamente bem tratados tendo “desfilado” para um júri exigente e que premiou o melhor gado. Esta tarefa competiu a veterinária do concurso e presidente de júri, Maria João Guimarães, e a Adriano Magalhães, César Queiroz, Dinis Carvalho, José Durão e o Samuel Rodrigo Aguiar Pinto.

_DSC0039

O concurso premiou diferentes classes dentro de cada raça com destaque para o novilho inteiro e as vacas isoladas com exemplares de grande qualidade.

 Os prémios foram entregues pelo vereador do Desporto e da cultura, Fernando Peixoto, e o Diretor da Escola Profissional de Fermil, Fernando Fevereiro.

É também motivo de enfâse o facto do gado bovino da escola Profissional de Fermil estar inserido no programa Bovicontrol. Um programa destinado às empresas leiteiras que tem por missão melhorar a situação sanitária, aumentar a produtividade e o rendimento dotando as empresas de maior reconhecimento e estatuto.

Este concurso contou com a organização da Câmara Municipal, da Escola Profissional de Fermil e da casa do Agricultor e com o apoio de diversas empresas que se quiseram associar à iniciativa.

Esta feira é, também, uma forma de movimentar o comércio local pelo forte movimento que se faz sentir, não só nas ruas onde a feira tem lugar mas por todos as ruas da vila de Celorico de Basto.

_DSC0166

FAFE DISSOLVE PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA “PPPF-DESENVOLVER FAFE, SA”

A parceria público-privada que iria promover investimentos na ordem dos 40 milhões de euros na cidade de Fafe acaba de ser dissolvida, dada a situação de crise económica e financeira que se regista no país e que inviabiliza o recurso a financiamento bancário.

Em 2010, a Câmara e a Assembleia Municipal de Fafe aprovaram a constituição da sociedade anónima PPPF – Desenvolver Fafe, SA, uma parceria público-privada que tinha por objectivo promover um conjunto de investimentos na cidade, que ascendiam a mais de 40 M€ em 3 anos!

Integravam o consórcio – formalizado nos primeiros meses de 2011 - o município de Fafe e as firmas Adriparte - SGPS, SA, Alberto Couto Alves, SA, Casais e Engenharia, SA e Casais Investe, SA.

A parceria, em que o município detinha uma posição minoritária (49% do capital social), propunha-se realizar um conjunto de obras na cidade, designadamente a construção e conservação do recinto da Feira Semanal, parque de estacionamento da Praça Mártires do Fascismo, obra de requalificação da Praça José Florêncio Soares e parque de estacionamento, construção da piscina no Parque da Cidade, construção e conservação dos lagos do Parque da Cidade, bem como a conceção, construção e conservação do Mercado Municipal e do novo Parque Municipal de Desportos.

Na ocasião, a perspetiva era a de concretizar “o maior projeto de investimento de sempre no Município”.

Para tal contribuía a excelente situação financeira do município, preparada nos últimos anos de uma rigorosa gestão das finanças autárquicas.

Porém, o atual contexto económico e financeiro coloca sérios entraves à concretização do objeto social, a curto prazo, designadamente pela falta de crédito da banca e de recursos próprios dos parceiros, o que torna inviável manter a parceria.

Nesta conformidade, em recente reunião dos parceiros, o município propôs “a imediata dissolução e liquidação da sociedade, propondo aos demais sócios que os direitos relativos aos projetos em curso que estejam a ser desenvolvidos pela sociedade transitem para o sócio município, como forma de garantir a possibilidade da sua execução pelo próprio município noutra conjuntura, no futuro, compensando este, em contrapartida, os demais sócios através da comparticipação nos custos por eles incorridos com a parceria e pela sociedade na promoção e desenvolvimento da respetiva atividade, até à data da dissolução, na proporção da respetiva participação no capital social da sociedade, no montante de € 114 634,83.

Os demais sócios garantiram nada ter a opor, pelo que foi aprovada por unanimidade “a dissolução da sociedade e a sua entrada imediata em liquidação”.

Em consequência, foi aprovada a designação do presidente do Conselho de Administração, Antero Barbosa Fernandes, como representante tributário e depositário dos livros, documentos e demais elementos da escrituração da sociedade.

De recordar, entretanto, que vai avançar já no próximo ano a obra de requalificação da feira semanal, um dos empreendimentos que estava previsto no âmbito da finada parceria.

ARQUIVO E BIBLIOTECA MUNICIPAL DE PONTE DE LIMA RECEBEM DOAÇÕES DE DOCUMENTOS

Realiza-se no próximo dia 30 de novembro, a partir das 16h00, no salão nobre da Câmara Municipal de Ponte de Lima, a assinatura dos autos de entrega pela doação de documentos ao Arquivo e Biblioteca Municipal.

P LMA 0 Fot. Amândio Vieira

À Biblioteca Municipal foram doados 516 livros sobre temáticas diversas, pelo Dr. Fernando Manuel Mendes Marques, da freguesia de Cabaços. Por sua vez, o Arquivo Municipal recebeu do Dr. Jorge Luís Cruz de Menezes Sottomayor, da freguesia de Calheiros, um conjunto de documentos, designadamente periódicos estrangeiros e periódicos portugueses (entre os quais, alguns números de Mala da Europa – hebdomadário fundado pelo limiano Delfim José Monteiro Guimarães Júnior, pai de Delfim Guimarães que, após a morte de seus pais, para além de colaborador, passa a administrar), almanaques, monografias, manuais escolares dos finais do século XIX e início do século XX e, ainda, alguns livros sobre Ponte de Lima.

Deste modo contribuem para o enriquecimento do espólio desses serviços, colocando o mesmo à disposição de todos os cidadãos, uma atitude louvável que o Município agradece e que possa servir de exemplo a toda a sociedade. Será uma forma de perpetuar o espólio e ficar assinalada a generosidade intelectual e social dos ofertantes.

Foto: Amândio Vieira

CÂMARA MUNICIPAL DE FAFE APOIA FESTA DE NATAL DOS TRABALHADORES MUNICIPAIS

A Câmara de Fafe deliberou ainda conceder ao Centro Cultural, Social e Desportivo dos Trabalhadores do município a verba de 10 mil euros, para a realização da Festa de Natal dos funcionários da autarquia e seus familiares, valor que é idêntico ao do ano anterior.

A festa realiza-se no dia 21 de dezembro, com dois momentos: à tarde, na Sala Manoel de Oliveira, animação e entrega de prendas aos filhos dos funcionários (até aos 12 anos); à noite, a partir das 19h30, jantar no Pavilhão Multiusos.

Aquisição de terrenos para a EB2,3 DE Arões

O Executivo deliberou ainda, com uma abstenção, aprovar e remeter à Assembleia Municipal a aquisição a Eugénio Cunha, esposa e a Maria Irene Teixeira dos terrenos onde está implantada a Escola EB2,3 de Arões e cujo processo apenas foi possível encerrar nesta altura.

O valor da aquisição é de 850 mil euros, referentes a 35 620 m2 de terreno.

O acordo de cedência dos terrenos data já de Agosto de 2004.

A Escola EB2,3 de Arões foi inaugurada em maio de 2005, pela então ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues.

Ainda na mesma área, a Câmara deliberou pagar a Adelino Macedo da Cunha o terreno para ampliação do logradouro da EB1 de Monte, em Arões Santa Cristina, pelo valor de 25 mil euros.

CELORICO DE BASTO EXPÕE “PICASSO EM FERRO”

A biblioteca Municipal de Celorico de Basto inaugurou, no dia 23 de novembro, uma exposição de Plácido Souto intitulada “Picasso em Ferro”.

picasso em ferro

A cerimónia de inauguração contou com a presença do vereador da cultura, Fernando Peixoto, que não pode deixar de salientar o excelente trabalho exposto. “Definitivamente esta é uma exposição que merece a visita de todos os celoricenses. São verdadeiras obras de arte que marcam a cultura quer por se referir a um dos maiores pintores do século XX de que há memória, Pablo Picasso, quer pela arte agora introduzida, pelas mãos de Plácido Souto”, referiu.

O autor, Plácido Souto, expõe pela segunda vez nas Galerias da Biblioteca Municipal e mostra, agora, obras como o “Auto-Retrato” (Picasso;1907), “O beijo” (Picasso;1925), segundo o autor um trabalho com duas vertentes, “mordaz e carinhoso”, ou a “Cabeça da Mulher” (Picasso;1935), entre muitas outras obras.

A cerimónia de inauguração contou ainda com a presença de cerca de 40 alunos da escola EB 1/JI do Cruzeiro Alpendorada e Matos, de Marco de Canaveses, que passaram por Celorico de Basto e não quiseram perder “pitada” da exposição. As crianças mostram-se muito atentas às palavras do autor que, com toda a calma e dedicação ao trabalho desenvolvido, foi elucidando todos os presentes sobre o autor que destaca e cada obra exposta.

BARCELOS: ATIVIDADES CULTURAIS EM DEZEMBRO INCLUEM APRESENTAÇÃO DE LIVRO, EXPOSIÇÃO E FÉRIAS DE NATAL NA BIBLIOTECA MUNICIPAL

Alain Jézéquel, que exerce Psicoterapia e Acunpunctura na cidade de Braga, vai apresentar o seu último livro intitulado “O que a doença diz de mim”, no sábado, dia 1 de dezembro, pelas 21h3, na Biblioteca Municipal de Barcelos.

O livro traz o estudo de nove situações clínicas e da resposta e novas soluções que a Terapia SimBiológica (TSB) fornece, a partir de uma nova abordagem que vê na doença uma resposta precisa do cérebro a um momento stressante de (des)adaptação.

Alain Jézéquel é diplomado em áreas como a Naturopatia, Anatomia, Medicina Aromática, Acunpunctura, Psicoterapia e Psico-Relaxologia. Iniciou os seus estudos na Universidade de Nantes. Desempenhou a função de docente no liceu Pasteur (São Paulo, Brasil), seguindo posteriormente para o cargo de conselheiro pedagógico da Alliance Française, em Portugal.

Escreveu os seguintes livros: “Estarei mesmo doente? A doença como saúde (1999) e “Memórias de território: uma leitura biológico-cerebral das patologias” (2004).

Caricaturas de Bernardino Machado

Até ao fim do mês de dezembro, no átrio da Biblioteca Municipal de Barcelos, encontra-se patente ao público uma exposição de caricaturas de Bernardino Machado.

Trata-se de uma mostra curiosa e interessante, que nos remete para uma época histórica, onde a crítica e a sátira atingiam grande acutilância e liberdade de ação, sem afetarem a qualidade e a estética das obras e sem perda do sentido de responsabilidade. Assim, ficamos a conhecer uma faceta especial, menos institucional, de Bernardino Machado, onde a ironia e o humor dos caricaturistas acabam por evidenciar a humanidade da sua personalidade.

A exposição, cedida pelo Museu Bernardino Machado, de Vila Nova de Famalicão, pode ser vista de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 18h00s e aos sábados, das 9h30 às 12h30.

Férias de Natal

Com diversas actividades e subordinadas ao tema “Ler, Contar e Sonhar…” vão decorrer, na Biblioteca Municipal de Barcelos, de 17 a 28 de dezembro, as Férias de Natal destinadas a todas as crianças, dos 6 aos 12 anos.

Na Sala Infantil e Juvenil, e para todos as que quiserem, irão realizar-se pinturas, leituras, jogos e desenhos, postais e decorações de Natal.

Da parte da tarde, das 14h30 às 17h00s, com inscrições, haverá diversas atividades, de 17 a 21 de dezembro, teatro, poesia, música e ateliês “A Minha Prendinha de Natal” e “A Àrvore de Natal” e de 26 a 28 de dezembro, “Histórias” e o ateliê “Sussurrador de Contos”.

ACADEMIA DE MÚSICA DE CELORICO DE BASTO INAUGURA ESPAÇO REQUALIFICADO

O dia 24 de novembro foi a data escolhida para as cerimónias de inauguração das obras de requalificação do espaço que acolhe a Cooperartes – Cooperativa de Ensino Artístico de Basto, CRL. Na ocasião, o Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, referiu a propósito: “Sei que só é possível chegar a este patamar pela persistência, quando se acredita no que se faz e se faz bem. A Cooperartes é uma instituição de interesse público e é muito importante testemunhar esta evolução. Uma evolução que é apoiada pela Câmara Municipal porque queremos caminhar lado a lado para que todos possam ter acesso à música e à dança.”

academia de musica (1)

Segundo Carla Lopes, Diretora Pedagógica da Academia de Música de Basto, trata-se de um projeto que um dia foi um sonho e que agora é uma realidade. “ Agradeço a colaboração do município que sempre apoiou este projeto desde a altura em que o atual presidente era vereador, um projeto que um dia foi um sonho e que vemos agora realizado”, referiu. “Saliento a importância em desenvolver um trabalho sólido e minucioso que contribua ativamente para o desenvolvimento cultural através da música e da dança” concluiu a diretora.

Este estabelecimento de ensino encontra-se com o reconhecimento definitivo do Ministério da educação e leciona cursos oficiais a dezenas de alunos.

As cerimónias começaram com uma missa cantada pela Academia de Música tendo sido concelebrada pelo padre Machado e pelo padre Carlos Macedo na igreja de nossa Senhora da Conceição com a presença de dezenas de pessoas que se mostraram maravilhadas com os cânticos entoados.

O descerramento da placa inaugurativa decorreu imediatamente após os discursos protocolares de agradecimento, uma tarefa a cargo do presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, da presidente da Cooperates, Cristiana Moreira, da Diretora Pedagógica da Academia de Música, Carla Lopes, e do presidente do Agrupamento de Escolas, Marcelino Mota.

Os convidados visitaram o novo espaço, agora, com melhores condições para lecionar as diferentes aulas da Academia. Para abrilhantar e dar a conhecer, a quem ainda é leigo nas atividades da Cooperates, a inauguração foi abrilhantada pelos alunos de idades diferentes que interpretaram um tema de uma dança clássica muito valorizada pela Academia, o Ballet. 

As cerimónias terminaram com a degustação de castanhas assadas, uma espécie de magusto a recordar um mês em que se vive efusivamente, as tradições do S. Martinho.

academia de musica (2)

BARCELOS PROMOVE DESFILE DA EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE

Iniciativa do Município no âmbito do programa de sensibilização dos jovens para comportamentos de risco. Desfile de Educação para a Saúde realiza-se sexta-feira nas ruas da cidade

O ponto alto do programa de sensibilização dos jovens para comportamentos de risco, que tem vindo a ser desenvolvido durante o mês de novembro na Casa da Juventude, ocorre na próxima sexta-feira, dia 30, com o Desfile de Educação para a Saúde, que terá início às 10h00, no Largo da Porta Nova.

Esta ação permitirá que toda a informação adquirida e os trabalhos realizados durante as sessões educativas realizadas no âmbito do programa de sensibilização sejam apresentados e partilhados com a comunidade através de um desfile pelas ruas da cidade, no qual todos os participantes são protagonistas e participam no principal objetivo: informar, envolver e formar a comunidade na área dos comportamentos de risco.

O horário previsto do desfile é das 10h00 às 13h00 e o percurso proposto é o seguinte:

Saída do Largo da Porta Nova, Av. da Liberdade, Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, Escola Gonçalo Pereira – contornar a rotunda em frente a esta escola e voltar para trás. No cruzamento (em frente ao Centro Comercial do Terço) seguir pela Rua Dr. Manuel Pais, Escola Profissional Profitecla, Colégio da Casa do Menino Deus, Rua Abade Paes, Av. D. Nuno Álvares Pereira em direção à Escola Secundária Alcaides de Faria, Escola Gonçalo Nunes (Av. João Duarte), Rua Dr. José Júlio Vieira Ramos, Instituto Kerigma, Rua D. Afonso, Av. Alcaides de Faria, Rua Cândido da Cunha, Av. Dr. Sidónio Pais, Rua Dr. José António Peixoto Pereira Machado, Rua Rosa Ramalho, Jardim de Infância Rainha Santa Isabel, Av. João Paulo II, Modatex, GTI, Escola Secundária de Barcelos – contornar e voltar na mesma rua – Rua Dr. José António Peixoto Pereira Machado e Largo Fernandes Tomás, Rua Cónego Joaquim Gaiolas, edificio dos Paços do Concelho, Rua Santa Casa da Misericórdia, Rua de S. Francisco, ACIB (Largo Doutor Martins Lima, Rua D. António Barroso, Rua D. Diogo Pinheiro, pólo da ACIB, Círculo Católico de Operários de Barcelos em direção à Casa da Juventude (Rua da Madalena). O desfile termina na Casa da Juventude.

O programa de sensibilização inclui ainda a realização da exposição “Diz não aos comportamentos de risco”, patente entre os dias 3 e 15 de dezembro na Casa da Juventude, com os trabalhos dos participantes no desfile e outros entregues pelas instituições.

CORRIDA À COMPRA DOS ESTALEIROS DE VIANA DO CASTELO

Grupo russo garante que já existe um plano para o navio “Atlântida”

A Rio Norte pretende criar uma parceria entre os Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) e a Lisnave para potenciar a área de reparação da empresa nortenha.

estaleiros

Os brasileiros, que estão na corrida à reprivatização dos ENVC - concorrendo com o grupo russo JSC River Sea Industrial Trading - querem usar a empresa portuguesa como trampolim para iniciar o seu plano de internacionalização.

“A Lisnave tem uma rede internacional muito forte de reparações e essa rede pode ser uma forma de potenciar os ENVC” revelou Mauro Campos, presidente da empresa brasileira, ao Diário Económico. A intenção, contudo, não consta da proposta entregue no concurso de reprivatização lançado pelo Governo.

“Não posso falar do plano. Não fizemos esta proposta, está apenas na minha cabeça”, admite o responsável, acrescentando que, por questões de confidencialidade, não pode avançar detalhes e valores do projecto apresentado.

Ainda assim, Mauro Campos adianta que os estaleiros de Viana do Castelo estão em boas condições e prontos a operar. Contudo, serão necessários “alguns investimentos, na ordem das dezenas de milhões de euros numa primeira fase, sobretudo na infra-estrutura do próprio estaleiro, nas oficinas e na modernização da maquinaria”.

O plano da Rio Norte para relançar os ENVC não passa apenas pela Lisnave. Mauro Campos quer tornar a empresa portuguesa um fornecedor da petrolífera brasileira Petrobras. “Depois destas intervenções, Viana do Castelo pode ser um estaleiro capaz de submeter, à Petrobras, as suas instalações, respondendo à procura existente por esta empresa no mercado brasileiro”. O presidente da Rio Norte explica que a petrolífera tem um plano de investimento de 42 mil milhões de dólares para a compra de navios e plataformas e que os ENVC poderiam participar nestes concursos internacionais. “Este é um mercado a que estamos a dar muita importância”, realça o gestor. Embora, por questões legais, tenha de haver participação brasileira na construção dos navios, os ENVC podem, contudo, conseguir as suas próprias encomendas.

Brasileiros e russos querem Atlântida

Com a concessão em vigor, pelo menos, até 2031, o grupo que vencer a privatização ficará impedido de vender a empresa durante cinco anos, conforme foi publicado em Diário da República. Pelo caminho ficou o grupo português Atlântic Shipbuilding, que não apresentou uma proposta devido a uma “falha técnica”, e ainda a Volstad Maritime. Os noruegueses foram desclassificados por terem entregue o seu documento depois de terminar o prazo - posição que refutam, garantindo que vão tentar comprovar que houve erro informático.

As propostas dos dois concorrentes ainda em jogo continuam em segredo, mas Mauro Campos acredita que, no que toca ao navio Atlântida, esse será um problema que o Governo terá de resolver - e que os prazos para a entrega dos dois asfalteiros da Venezuela terão de ser renegociados.

Já do lado do grupo russo, a garantia é que existe um plano para o navio Atlântida e que os prazos serão cumpridos, como noticiou o “Público”. No caderno de encargos estará ainda a condição de que o vencedor terá de assumir o passivo de 260 milhões de euros dos ENVC, mas Mauro Campos não revela se a sua proposta prevê o saneamento dos capitais próprios negativos.

Lembre-se que, no passado dia 12, o jornal “Económico” referia que Aguiar-Branco, disse que quer saber por que razão Sócrates e Carlos César decidiram não entregar o navio. O ministro da Defesa assumiu que o mais importante na reprivatização dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo é a manutenção dos 600 postos de trabalho e que as várias propostas já entregues o garantem. Sobre o problema do navio Atlântida, está em curso o apuramento de responsabilidades.

Fonte: Correio dos Açores

Foto: http://jornalterraemar.pt/

PONTE DE LIMA HOMENAGEIA O BENEMÉRITO JOSÉ MANUEL GONÇALVES

As escolas do concelho de Ponte de Lima: João Manuel Gonçalves um benemérito da educação

O Município de Ponte de Lima vai homenagear João Manuel Gonçalves, um benemérito da educação, natural da freguesia de S. Pedro de Arcos.

Atento desde cedo às necessidades da sua comunidade, mandou aí construir um edifício escolar, ao abrigo da Lei 1114, doando-a ao Estado Português em 1924, o que lhe valeu a atribuição da medalha de mérito do Ministério da Educação.

João Manuel Gonçalves era um homem simples, mas com ideias avançadas para a época. Visitou Roma, onde foi recebido pelo Papa como era seu desejo.

João Manuel Gonçalves morre prematuramente, no início da década de 30, mas a sua obra tem continuidade através do filho José Manuel Gonçalves, professor, que se encontrava a lecionar em Braga, sendo transferido para a escola de S. Pedro de Arcos, onde passou a instruir juntamente com a esposa, ao longo de 40 anos. Durante estes anos garantiu a manutenção do edifício sem custos para o Estado.

A cerimónia de homenagem está agendada para o dia 30 de novembro, às 18h00, no auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima.

MUNICÍPIO DE PONTE DE LIMA DISPONIBILIZA NOVO GEOPORTAL DE TOPONÍMIA E NÚMEROS DE POLÍCIA

O Município de Ponte de Lima tem apostado de forma inequívoca na modernização administrativa dos serviços prestados ao munícipe, facilitando o acesso à informação de uma forma dinâmica, rápida e expedita.

Assembleia Municipal (4)

Tendo por base todas as vantagens que a disponibilização de informação em ambiente SIG (Sistemas de Informação Geográfica) podem trazer, o Município de Ponte de Lima acaba de implementar e disponibilizar o Serviço de Toponímia e Números de Polícia. Este serviço foi totalmente concebido pelo Município, tendo por base os processos de toponímia aprovados pela Câmara Municipal para cada uma das diferentes freguesias do concelho e os registos de números de polícia disponibilizados pelas juntas de freguesia. Esta informação foi reunida numa base de dados geográfica única para todo o concelho, e vai sendo enriquecida à medida que se vão aprovando novos processos de toponímia e atribuído/afixando novos números de polícia.

O sistema já tem disponíveis dados sobre as freguesias de Anais, Arca, Cabaços, Calvelo, Feitosa, Fojo Lobal, Fornelos, Freixo, Friastelas, Gaifar, Gandra, Gondufe, Mato, Navió, Poiares, Queijada, Rebordões Souto, Sandiães, Seara, Serdedelo, Vilar das Almas, Vitorino dos Piães, encontrando-se em fase de conclusão a freguesia de Moreira do Lima e em execução as freguesias de Estorãos, Cabração, Cepões, Brandara, Labruja, Rebordões (Santa Maria) e Ponte de Lima. As restantes freguesias serão integradas logo que estejam reunidas as condições citas anteriormente.

Entre a grande diversidade de dados que constam da base de dados geográfica, foram criados dois tipos de acesso. O Geoportal de Toponímia e Números de Polícia para a internet (público em geral) disponibilizado no repositório de geoportais municipais, em http://sig.cm-pontedelima.pt e o Geoportal para a Intranet (para os serviços municipais).

O Primeiro desenvolvido sobre tecnologia que permite uma navegação mais amigável, mais rápida, mais dinâmica e mais intuitiva permite o acesso a informação essencial, tais como Número de Polícia, Coordenadas GPS, Tipo/Nome de Edifício, Topónimo, Código Postal, Tipo de Via, Designação e documento que em Reunião de Câmara aprovou o Topónimo. O segundo é um autêntico repositório, que reúne um conjunto de dados que permitirão otimizar a utilização dos recursos disponíveis nos diferentes serviços municipais, estando acessível pelos serviços municipais após autenticação.

Com a disponibilização deste serviço, passa a estar reunido num só local um conjunto de dados que estavam dispersos ou que simplesmente não existiam como informação geográfica. Trata-se de uma Base de Dados Geográfica que será o cerne do Sistema Municipal de Moradas, a implementar oportunamente e que permitirá aos mais diversos sistemas de gestão municipal utilizar uma única base de dados de moradas perfeitamente sistematizada e validada no terreno.

BARCELOS INTEGRA MOVIMENTO QUE DEFENDE ABOLIÇÃO DA PENA DE MORTE

Ação de rua e iluminação do Pelourinho na sexta-feira, dia 30 de novembro

Barcelos é uma das cidades portuguesas que integra o movimento que defende a abolição mundial da pena de morte. Trata-se da iniciativa “Cidades para a Vida – Cidades Contra a Pena de Morte”, que decorre anualmente a 30 de novembro e que conta com a organização do Núcleo de Crianças da Amnistia Internacional e do Município de Barcelos

O dia será assinalado com uma ação de rua dinamizada pelos alunos das escolas secundárias do concelho que inclui teatro, poesia e música.

A Amnistia Internacional, movimento global de 3,2 milhões de membros de 150 países, desenvolve diversas campanhas em todo o mundo. Nestas, inserem-se iniciativas como “Cidades para a Vida, Cidades Contra a Pena de Morte”, que defendem a abolição mundial da pena de morte e que decorrem anualmente a 30 de novembro, através da “Maratona de Cartas”, atividade em que, ao longo de vários dias, milhares de pessoas espalhadas por todo o mundo escrevem cartas em prol de indivíduos e comunidades em risco. Uma outra atividade diz respeitoà comemoração do Dia Internacional dos Direitos Humanos (10 de dezembro) ou “Acenda uma vela pelos Direitos Humanos”, cujo objetivo é chamar a atenção para casos de indivíduos em risco.

Como Cidade Educadora, Barcelos associa-se a estas iniciativas. Através da Biblioteca Municipal, em colaboração com as bibliotecas escolares e com o apoio da Coordenadora do Núcleo de Crianças da Amnistia Internacional, tem vindo a desenvolver, ao longo dos meses de outubro a dezembro, sessões de esclarecimento sobre os Direitos Humanos e sobre a iniciativa da recolha de brinquedos bélicos, para integrar o projeto “Anti Monumento à Guerra”, nas escolas do concelho, das quais resultarão diversos projetos envolvendo os alunos participantes.

Assim, no próximo dia 30 de novembro, pelas 10h00, alunos das escolas secundárias, irão concentrar-se junto ao Pelourinho, e com música, leituras, contos e declamação de poesia, chamarão a atenção para o direito à vida de todos os seres humanos. Neste dia, será ainda iluminado o Pelourinho.

No dia 10 de dezembro, com vista a assinalar o Dia Internacional dos Direitos Humanos, em todas as Bibliotecas Escolares e na Biblioteca Municipal, será exposta “Uma Árvore pela Paz”. Estas são formadas por centenas de tsurus (pássaro em origami), elaborados pelos alunos, com o registo das suas mensagens pela paz. Pelas 10h00, na EB2,3 de Cabreiros, irá decorrer uma palestra sobre Direitos Humanos, com a presença de representantes da Oikos, Amnistia Internacional, APAV – Associação de Protecção e Apoio à Vitima, Cáritas e do Movimento Democrático das Mulheres de Braga.

Simultaneamente, no Largo da Porta Nova, será criado um espaço de divulgação à comunidade da campanha da Maratona de Cartas, organizados ateliês de origamis do tsuru, projeção de vídeos e sessão de contos. Pelas 15h30, concentram-se os alunos que, através da declamação de poemas, música, leituras e contos, procuram chamar a atenção para a violação dos direitos humanos. Às 17h00, numa associação ao evento “Acenda uma vela pelos Direitos Humanos”, os participantes acendem velas que iluminarão o rosto de um (ou mais) dos indivíduos, famílias e comunidades que estão em foco na Maratona de Cartas 2012.

Ao longo deste dia serão ainda dinamizadas diversas atividades nas escolas do concelho.

Iniciativa “Cidades pela Vida-Cidades contra a Pena de Morte”

Foi a partir de 2002 que a Comunidade de Sant’Egídio lançou a primeira Jornada Mundial das “Cidades pela Vida-Cidades contra a Pena de Morte”. O dia 30 de Novembro foi escolhido porque foi nessa data a primeira abolição da pena capital por um estado: o Grão-Ducado de Toscânia fê-lo a 30 de novembro de 1786.

Portugal aboliu a pena capital em 1867, para crimes civis, e em 1976, para crimes militares. No entanto, a última execução que ocorreu em Portugal data de Abril de 1846.

Em 2002 foram apenas 80 as cidades que participaram no evento. Hoje a celebração é dinamizada em todo o mundo pela Coligação Mundial Contra a Pena de Morte, da qual a Amnistia Internacional faz parte e, no ano de 2010, a iniciativa contou com a participação de 1.307 cidades de 85 países, entre os quais Portugal.

A pena de morte é a forma mais cruel, desumana e degradante de punição. O direito à vida é inalienável: nenhuma autoridade pode decidir tirar a vida a um ser humano. A pena de morte é um sintoma de uma cultura de violência, mais do que uma solução para esta. Não tem provado ter um efeito dissuasor e nega a possibilidade de reabilitação e reconciliação. Os erros judiciais podem acontecer, no entanto, a pena de morte é irreversível e pode ser aplicada a um inocente. Além disto, o direito internacional é favorável à abolição universal e encoraja todos os Estados a abolir a pena de morte.

Ao todo são 58 os países que mantêm a pena de morte na sua legislação, 95 os abolicionistas para todos os crimes, 35 os abolicionistas na prática e nove os que aboliram a pena capital para crimes comuns

Conheça a lista completa dos países e os números de execuções em: http://www.amnistia-internacional.pt

BARCELOS SENSIBILIZA PARA A IGUALDADE DO GÉNERO

Iniciativa representa mais um passo para a criação do Plano Municipal para a Igualdade

Realiza-se na próxima quinta-feira, dia 29, às 20h30, no auditório da Biblioteca Municipal uma ação de sensibilização sobre a igualdade de género e que tem como objetivo discutir a importância desta temática, utilizando como ponto de partida o diagnóstico para a igualdade elaborado pela Câmara Municipal de Barcelos, no âmbito do projeto Barcelos Plural.

Esta iniciativa constitui mais um passo para a criação de um Plano Municipal para a Igualdade, que será implementado, monitorizado e avaliado pelo Barcelos Plural. Este projeto, recorde-se, foi apresentado pelo Pelouro da Ação Social e aprovado pelo POPH, tendo sido financiado em 54.370,00€.

A sessão do dia 29 vai salientar o trabalho que está a ser efetuado pelo Município e que tem por objetivo concretizar as seguintes prioridades estratégicas: difundir os valores da igualdade de género através da educação e informação; promover a igualdade de oportunidades no acesso e na participação no mercado de trabalho, assumindo a prioridade de combater a segregação horizontal e vertical do mercado de trabalho e a desigualdade salarial; promover a conciliação entre a vida profissional, familiar e pessoal, dando prioridade à criação de condições de paridade na harmonização das responsabilidades profissionais e familiares.

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE PONTE DE LIMA CONVIDA À PARTICIPAÇÃO NO CONCURSO “CONTO DE NATAL”

A Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, como já é habitual, realiza o concurso literário sob o tema “Conto de Natal” – 2012, durante o mês de dezembro. Promover e incentivar hábitos de leitura e em simultâneo fomentar o gosto pela criação literária, são os objetivos desta iniciativa, dirigida aos alunos do 3º e 4º ano de escolaridade do ensino básico do 1º ciclo.

O tema do concurso é alusivo ao Natal e a sua abordagem deverá primar pela originalidade, deixando perceber o gosto de cada aluno. O género literário elegível deste concurso é a prosa em língua portuguesa.

De acordo com o regulamento do concurso, as escolas podem participar com seis contos, que deverão obrigatoriamente apresentar um título. Os ficheiros digitais, dos contos previamente seleccionados, deverão conter o nome do concorrente e ser enviados, pelo professor responsável, via correio electrónico para a Biblioteca Municipal de Ponte de Lima – biblioteca@cm-pontedelima.pt.

A data limite de envio dos trabalhos é o dia 31 de dezembro. A entrega dos prémios – diploma de participação e livros – realiza-se durante o mês de janeiro, na biblioteca escolar do estabelecimento de ensino frequentado pelo vencedor.

PONTE DE LIMA COMEMORA DIA NACIONAL DA FLORESTA AUTÓCTONE

Caminhada pela Floresta – Serra d´Arga. Dia 24 de novembro, entre as 9h-17h

Caminhada pela Floresta - Serra d`Arga é este o convite do Município de Ponte de Lima para assinalar o Dia Nacional da Floresta Autóctone, a 24 de novembro.

CartazCaminhada

O objetivo da iniciativa visa sobretudo alertar e ajudar a preservar o património florestal existente no concelho, e em simultâneo dar a conhecer a todos os participantes a área do concelho de Ponte de Lima, abrangida pela Serra d´Arga, com uma área de 4500 hectares, dividida pelo território de quatro concelhos (Ponte de Lima, Caminha, Vila Nova de Cerveira e Viana do Castelo).

Classificada como um dos locais da rede ecológica europeia Natura2000, aSerra d’Arga emerge entre as margens do rio Lima e do rio Coura e é um espaço de elevada importância para a conservação da natureza, em particular da biodiversidade, já que serve de habitat a um elevado número de espécies.

O percurso, com uma extensão de18 km, terá como pontos de interesse, entre outros, a Serra d´ Arga, os Quartéis de Sta. Justa, as minas de Volfrâmio e a aldeia do Cerquido. A chegada à Quinta de Pentieiros está prevista para as 17h00m.

O ponto de encontro está marcado junto à receção do Parque de Campismo da Quinta de Pentieiros, com partida prevista para as 9 horas.

Para efetuar inscrições e mais informações contate a Área de Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos - lagoas@cm-pontedelima.pt.

CÂMARA MUNICIPAL DE FAFE PROTESTA CONTRA DESLOCALIZAÇÃO DA DIREÇÃO DO CENTRO DE EMPREGO

A deslocalização da direção do Centro de Emprego de Fafe para Guimarães motivou uma reunião entre o presidente da Câmara, José Ribeiro e o diretor regional do Norte do Instituto de Emprego e Formação Profissional, César Ferreira. Na sequência, o autarca fafense remeteu àquele dirigente uma carta em que reitera o protesto da Câmara pela deslocação da direção do Centro de Emprego para Guimarães, “em virtude da concentração operada pela nova estruturação do Centro de Emprego do Médio-Ave e, sobretudo, por ter tomado conhecimento de tal através da comunicação social e não pelo IEFP, como devia”.

Segundo o autarca, a explicação que foi dada é que tal decisão obedeceu a critérios nacionais que têm a ver com o número de inscritos nos centros de emprego, e Guimarães tem o dobro de Fafe.

Ainda assim, José Ribeiro considera aquele comportamento, no mínimo, “deselegante, incorreto, contra o protocolo e revelador de um autoritarismo e arrogância a que, há muito, não estava habituado”.

Numa linguagem de alguma dureza, o presidente da Câmara de Fafe pondera que tal atitude “atenta contra as boas regras de conduta na relação entre organismos do Estado, com a assinalável diferença que eu represento a população, fui eleito, e esse organismo e V. Excia não têm essa legitimidade. Demais, arrogo-me ainda o direito a ser consultado, o que, obviamente, não aconteceu”.

José Ribeiro aproveita a missiva para, na sequência de conversas anteriores, avançar com a eventual possibilidade de uma permuta de instalações entre os dois organismos, a qual a Câmara “gostaria de ver tomada”.

PAREDES DE COURA REALIZA JOGOS DA AMIZADE

Jogos Da Amizade

V Jogos da Amizade

Pavilhão Municipal de Paredes de Coura

24 de Novembro de 2011

PROGRAMA

21:00 Desfile / Apresentação das Associações participantes e do Corpo de Juízes

ASSOCIAÇÕES PARTICIPANTES:

Castanheira

Clube de Natação e Cultura

Formariz

Lamamá

Padornelo

Parada

Rubiães

Vascões

21:15 Início dos Jogos:

Jogo 1: Corrida de sacos;

Jogo 2: Subida à corda;

Jogo 3: Placa com buracos;

Jogo 4: Vara

Jogo 5: Bowling

Jogo 6: Tracção

Jogo 7: Desfolhada

Jogo 8: Magusto

23:45 Encerramento e Entrega de Prémios

ORGANIZAÇÃO: Município de Paredes de Coura e Movimento Associativo Courense

Para mais informações: Henrique Reis - 934808694

VILA VERDE: DESIGNER SÍLVIA ABREU ORGANIZA WORKSHOP COM MATERIAL RECICLÁVEL

As Decorações de Natal com material Reciclável no Workshop em Vila Verde

Reciclagem Criativa com “As Decorações de Natal” é a designação do novo workshop que pretende reaproveitar e sensibilizar a reutilização dos objetos para belíssimas decorações de Natal.

Designer Sílvia Abreu, em colaboração com a Biblioteca Municipal de Vila Verde, organizam a 24 de Novembro, das 10h às 12h um Workshop de Reciclagem Criativa com o tema “AS DECORAÇÕES DE NATAL”, inserido no programa de animação do mês de Novembro. Será ministrado pela designer Sílvia Abreu e vocacionado para todas as idades.

Não seja consumista nas decorações de Natal. Vamos construir objetos para decorar a sua árvore de Natal e objetos natalícios com os desperdícios, refere a designer Sílvia Abreu.
Blogue oficial:http://workshopreciclagemcriativa.blogspot.com/

Pagina Facebook: http://www.facebook.com/event.php?eid=311783792183993

Inscrições online: (http://workshopreciclagemcriativa.blogspot.com/p/kkkkkk.html) ou recepção da Biblioteca Municipal de Vila Verde.

IMG_5228

IMG_5079

IMG_5070

FAFE CONSTRÓI EQUIPAMENTOS SOCIAIS

Equipamentos sociais em construção no concelho de Fafe rondam os 9,8 milhões de euros.

O Presidente da Câmara Municipal de Fafe, José Ribeiro, acompanhado pelos vereadores Antero Barbosa, Vitor Moreira e Helena Lemos e pelo chefe de gabinete Carlos Mota, visitou esta quarta-feira todos os investimentos em equipamentos sociais em construção no concelho, os quais integram forte comparticipação financeira do município.

MEDELO1

A comitiva começou por visitar o Centro Social e o Hospital de Cuidados Continuados, em Medelo, onde foi recebida pelo padre Manuel Carvalho e pelo presidente da Junta de Freguesia, Manuel Alves.

O Centro Social tem as valências de lar (45 utentes), apoio domiciliário (50 utentes) e centro de dia (10 utentes), estando orçado em 1,7 M€. Deverá abrir em Março próximo e criar 25 novos postos de trabalho. Tem acordo com a Segurança Social para o seu funcionamento.

O Hospital de Cuidados Continuados está orçado em 2,124 M€, tendo capacidade para acolher 32 utentes de longa duração e 12 de média duração. Faltam ainda mais cerca de 450 mil euros para o apetrechamento das instalações. O padre Manuel Carvalho queixou-se das dificuldades de financiamento, sendo que ainda não recebeu os 750 mil euros de comparticipação aprovados pela ARS, o que coloca em causa e obriga a adiar a conclusão da obra, para a qual a autarquia comparticipou com 200 mil euros.

Esta estrutura de apoio, única no concelho de Fafe, de que é uma “mais-valia” e integrada na rede nacional de cuidados continuados, ainda não tem acordo nem com a ARS nem com o Ministério da Saúde para o respetivo funcionamento.

Seguiu-se a visita às obras de ampliação e requalificação do Lar de Santo António, da Santa Casa da Misericórdia, em Fafe, uma obra financiada no âmbito da Parceria para a Regeneração Urbana (PRU). Neste caso, não há aumento da capacidade de utilização mas melhora a qualidade dos serviços prestados aos 40 idosos que ocupam aquele edifício com mais de um século de existência. As obras deverão estar concluídas em Março ou Abril do ano que vem e deverão criar mais 2 ou 3 postos de trabalho, a acrescentar aos que já existem.

A obra, num edifício de arquitetura “brasileira”, foi adjudicada pelo valor superior a um milhão de euros, a que acresce o IVA, tendo obtido uma comparticipação do programa comunitário POPH da ordem de 510 000 euros.

Segundo a provedora, Maria das Dores Ribeiro João, a Misericórdia tem em curso um outro investimento, o Lar do Outeiro, com um investimento da ordem dos 1,4M€.Seguiu-se a visita ao Lar de Idosos e Serviço de Apoio Domiciliário do Centro Social da Paróquia de Silvares S. Martinho, para o qual a Câmara contribuiu com 165.000 euros.

MEDELO2

A obra, da iniciativa do Centro Social da Paróquia de Silvares S. Martinho, tem como valor de adjudicação 1 272 045,53 euros, tendo as obras começado em 31 de maio último e prevendo-se a sua conclusão no Verão de 2013. A comparticipação, em termos de financiamento público (60%), é de 750 203,40 euros. Faltam ainda mais de 300 000 euros para o apetrechamento do edifício, que vai albergar 52 utentes e facultar apoio domiciliário a mais 40 pessoas. Serão criados mais 20 postos de trabalho, a somar aos 6 já existentes.

Segundo o padre Adelino Marques, estamos em presença de um lar de características diferentes, inovadoras, muito preocupado com a dignidade das pessoas e rejeitando a massificação. Por isso, foi pensado com o máximo cuidado para dar bem-estar e liberdade aos utentes. Existe acordo com a Segurança Social para o apoio domiciliário mas não para o Lar.

Finalmente, de realçar a visita ao Lar de Idosos da Associação Cultural e de Solidariedade Social de Regadas, aprovado para 30 utentes no âmbito do programa POPH). O investimento é de 1,181 M€, com uma comparticipação de 676 129,89 euros do programa PARES e um apoio do município de 150 000 euros.

Segundo Jorge Teixeira, responsável da Associação e a presidente da Junta, Laura Alves, a obra deverá concluir em Março próximo e permitirá criar 15 postos de trabalho. Não há acordo de funcionamento para um empreendimento que se debate com algumas teias burocráticas.

No final, o presidente da Câmara fez um resumo da jornada. As quatro entidades visitadas têm em execução cinco investimentos que totalizam 9,8 milhões de euros e permitirão abranger cerca de 350 utentes, nas áreas do apoio domiciliário, lar, centro de dia e cuidados continuados. O apoio global do Município ascende até agora aos 655 mil euros. A conclusão dos empreendimentos deverá ocorrer, o mais tardar, por alturas do Verão de 2013.Segundo José Ribeiro, é preocupação do município apoiar as instituições que têm equipamentos em curso, desde logo pela resposta às necessidades sociais dos utentes envolvidos, mas também pelo número de novos postos de trabalho que serão criados e que poderão ascender a 120 ou 130. “Com estes investimentos – sublinha José Ribeiro – o município de Fafe ficará acima da média nacional ao nível dos equipamentos de apoio social”.

Por outro lado, e na sequência das queixas dos responsáveis, o presidente da Câmara comprometeu-se a apoiar as instituições junto da Segurança Social, no sentido de desbloquear os acordos de funcionamento. Pois “não podemos tolerar que os edifícios estejam prontos e não possam abrir por falta de acordos de funcionamento”, referiu José Ribeiro, que elogiou os dirigentes das instituições do concelho pela sua grande dinâmica, dedicação e capacidade de trabalho, voluntário, ao serviço das populações mais desfavorecidas, sobretudo as mais idosas.

MISERICÓRDIA

MISERICÓRDIA2

REGADAS1

REGADAS2

SILVARES2

SILVARES 1

CELORICO DE BASTO PROMOVE HIDROGINÁSTICA JUNTO DOS IDOSOS

Hidroginástica é atividade semanal para todos os utentes do programa Celorico a Mexer

Verificada a acentuada melhoria das capacidades físicas dos idosos sentiu-se necessidade de tornar a atividade da Hidroginástica semanal para alegria dos utentes do programa. Desde o dia 8 de outubro que a Hidroginástica se tornou uma atividade semanal para todos os utentes do Celorico a Mexer tal como as aulas de ginástica e as atividades de animação.

Magusto (1)

A atividade decorre na piscina municipal e é monitorizada por professores de Educação Física que asseguram a segurança dos idosos e em simultâneo, têm o cuidado de os ajudar para que os movimentos dentro de água sejam os mais corretos. Surgiu de forma a melhorar as condições físicas dos idosos com destaque para coordenação, resistência e flexibilidade e evitar ou retardar a atrofia muscular, um sintoma comum com o avançar da idade.

 A satisfação dos idosos é plena na prática da atividade. “Uma vez de quinze em quinze dias não era nada mau mas agora estamos muito melhor. Eu nunca pensei gostar tanto de fazer hidroginástica e que me fizesse tão bem a nível físico e até psíquico porque ando mais bem-disposta” palavras de Elvira Lopes, utente da freguesia de Fervença.

Segundo o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Mota e Silva, torna-se premente agir de acordo com as necessidades da população. “Implementamos medidas e serviços que vão de encontro às necessidades da nossa população por isso, quando verificamos que o quadro se altera temos que nos adaptar e foi o que fizemos, criamos condições para tornar a atividade semanal. Temos noção que esta atividade tem vindo a melhorar substancialmente a qualidade de vida dos idosos, pela melhoria do seu estado geral de saúde e pela prática de atividades que suscitam a boa disposição e o convívio”, salientou o autarca.

 O programa “Celorico a Mexer” está em atividade permanente e para além das atividades semanais permite ainda, que os idosos usufruam de outras iniciativas que não fazem parte integrante do plano de atividades mas que permitem o contato mais ativo com a restante população do concelho.

Magusto (2)

BARCELOS: AUDITÓRIO MUNICIPAL REPLETO DE PÚBLICO PARA PARTICIPAR NO DEBATE SOBRE A EXPLORAÇÃO DE PEQUENOS FRUTOS

A sessão de esclarecimento sobre a sua exploração de pequenos frutos, que decorreu hoje, no Auditório da Câmara Municipal foi um sucesso. O público, maioritariamente jovem e oriundo de vários locais do país, encheu o espaço, acompanhando com atenção toda a sessão do princípio ao fim e intervindo ativamente na fase das perguntas.

DSC_0142 - 1

A iniciativa foi promovida pela Câmara Municipal e foi aberta pelo vice-presidente do Município. Domingos Pereira disse que “a autarquia tem a preocupação de encontrar soluções para a crise em que vivemos”. O atual executivo elaborou o documento estratégico Barcelos 2020 para o concelho e tendo a área agrícola um papel fundamental no nosso país, “é também uma aposta que queremos fazer, incentivando a população na criação do seu próprio negócio, na área da agricultura”. Domingos Pereira mencionou ainda que o intuito da conferência era “informar e esclarecer as dúvidas no que diz respeito à produção de pequenos frutos”.

Na mesa de oradores estiveram representados várias áreas do setor agrícola. Bernardo Madeira, diretor da Agrotec, uma revista técnico científico sobre a agricultura, abordou a cultura dos pequenos frutos, dividindo-os em vários grupos, como bagas, drupas ou polidrupes. Bernardo Madeira falou também da forma de colheita dos frutos, explicando que, “apesar da mecanização das colheitas dos pequenos frutos ter evoluído, a parte que é destinada ao mercado de fruta fresca exige uma colheita manual e cuidada, pela qual o preço é e será sempre mais elevado”.

Quanto à plantação, produção e comercialização dos pequenos frutos, Ayrton Cerqueira, diretor da empresa Delícias do Tojal, deu vários exemplos, mostrando os casos do mirtilo, framboesa e amora, mostrando para cada caso como plantar, como cultivar e como fazer a colheita. A referência à organização do hectare foi sempre salientada, para uma melhor colheita e também para o crescimento da produção.

Margarida Mota, representante da Hubel Verde, mostrou a vertente parceira do produtor, mostrando como montar uma estufa, tendo em atenção todos os pontos para a produção, como a fertilização, o adubamento, a rega, entre outros pormenores.

Com as novas tecnologias e as energias renováveis a chegar também à agricultura, Ana João Martins mostrou várias possibilidades de aplicações para a agricultura, afirmando que “são uma mais-valia, porque as energias renováveis são fontes naturais que não se esgotam, o que pode aumentar a diversidade, diminuir os custos e aumentar o lucro”. A diretora da empresa Energia em Conserva, referiu também a “importância do isolamento dos armazéns de armazenamento de frutos para se evitar perdas de calor ou de arrefecimento”.

A última intervenção ficou a cargo de Lurdes Gonçalves, que falou dos incentivos que podem ser dados à agricultura. A diretora da ContaMais referiu como prioridades a modernização e capacitação das empresas, os investimentos de pequenas dimensões, que podem ser atribuídos a pessoas singulares ou coletivas, e ainda a instalação de jovens agricultores. Lurdes Gonçalves mostrou vários exemplos de cultivo, do seu custo e do aproveitamento, como o mirtilo, referindo que “há alterações de caso para caso”.

A sessão terminou depois de algumas questões colocadas pelo público aos oradores, desde custos de hidroponia (sistemas de plantação) sistemas de regas, ou de estufas, e também questões relativas às melhores localidades para produzir.

PONTE DE LIMA: JÚRI DO FESTIVAL INTERNACIONAL DE JARDINS SELECIONOU 11 NOVOS PROJETOS

“Jardim dos Sentidos” – Festival Internacional de Jardins 2013

“O Jardim dos Sentidos” é o tema da edição 2013 do Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima. Este evento único em Portugal e a completar nove anos de existência, cumpriu mais uma etapa com a seleção dos 11 novos projetos.

O júri avaliou as 48 propostas rececionadas, vindas de 13 nacionalidades distintas. As propostas nacionais continuam a ser em maior número, seguindo-se a vizinha Espanha com onze propostas o Brasil com três; Áustria, Itália, Sérvia e República Checa apresentam duas candidaturas cada; enquanto o Canadá; Irlanda; França; Polónia; Alemanha e Grécia inscreveram–se com uma candidatura cada.

Para a edição 2013 os projetos selecionados são os seguintes: Paraíso – um lugar utópico ou não – Gabriela Jobim- Brasil ; Sétimo Sentido – Mónica Mota e Joana Castro – Portugal; Despertar os Sentidos – Laura Simões, Carlota Machado, Duarte Simões, Diogo Machado, Sara Simões, António Barbosa, Filipe Machado – Portugal (Arcos de Valdevez); Taste the World – Tomas Babka e Petra Dvorokova – República Checa; Redemoinho de Sensações- Beatriz Garcia Canitrot, Araceli Abalde Fernandez, Carlos Garcia Muñoz – Espanha; Le Chant des Bambous – Vivien Corre, Thibault Adam e Maureen San Nicolas – França; Sentidos en Suspension – Carlos Sánchez Patón e Esther Rodríguez Ramos – Espanha; Genius Loci – Espírito do Lugar – Marta Salazar Leite, Cristina Oliveira, Dalila Espírito Santo, Ana Luísa Soares, Filipe Soares – Portugal; Sentigrama – UNOMAS1 ARQUITECTURA (Paloma Hierro Garcia, Miriam Montoyay Abadia e Gonzalo Montoya Abadia – Espanha

Contribuir a nível local, nacional e internacional de modo a suscitar uma maior sensibilidade para a criação dos jardins, bem como, o aumento da importância dos espaços verdes, melhorar a qualidade de vida dos cidadãos, despertar a criatividade e a imaginação de quem por cá passa, são os princípios gerais deste evento, que de ano para ano atrai gradualmente o interesse do público.

O Júri do Festival Internacional de Jardins já escolheu o tema do 10º aniversário, “Jardins em Festa” a celebrar em 2014.

FAFE: EXERCÍCIO LIVEX 2012 MOBILIZOU 9 DEZENAS DE HOMENS E 30 VIATURAS

A Proteção Civil de Fafe, com a participação de uma empresa local, realizou o exercício “LiVEX 2012, na manhã do dia 17 de novembro, com a finalidade de praticar procedimentos, testar e melhorar a eficiência dos meios humanos e materiais dos Agentes de Proteção Civil (APC) e dos organismos de apoio, nas ações de apoio, socorro, segurança e reabilitação em situações de emergência, resultantes de acidente grave no Concelho.

DSC08968

Os objetivos do exercício eram:

1. Treinar os decisores e coordenadores das entidades participantes nas diversas áreas de intervenção, constantes no PME, em especial os grupos de Socorro e Salvamento e Manutenção da Ordem Pública.

2. Testar a articulação entre as várias entidades envolvidas, bem como procedimentos de socorro, emergência e comunicações.

O exercício que decorreu entre as 9.00 e as 13.00 horas na Zona Industrial do Socorro, testou um acidente industrial que justificava a ativação do Plano Municipal de Emergência de Fafe (PME) e o empenhamento de diversos APC, atendendo à situação complexa em termos de controlo do acidente/avaria existente e da necessária resolução do problema, testando simultaneamente os protocolos definidos no PME.

Durante o desenvolvimento do exercício os APC foram confrontados com diversas ocorrências e acidentes paralelos à situação principal, que obrigaram a dispersar recursos técnicos e humanos, confirmando-se a capacidade de atuar concertadamente face às situações que se desenvolviam ao longo da fita de tempo do exercício.

Numa primeira apreciação de todos os envolvidos (operacionais e na Comissão de Proteção Civil) o exercício correu de acordo com o programado e com boa dinâmica, mesmo com duas ocorrências reais que surgiram durante a manhã (incêndio urbano e acidente rodoviário).

Estiveram envolvidos:

a) Na CMPC - COM, Engº Samuel, Coordenador da PM, CVP de Fafe, INEM, GNR, BVF, EDP distribuição e Centro Hospitalar do Alto Ave.

b) Na componente operacional do exercício - 66 elementos e 23 viaturas dos Bombeiros Voluntários, 7 elementos e 2 viaturas da GNR, 5 elementos e 2 viaturas da PM/Vigilantes Ambientais, 4 elementos e 2 viaturas da CVPFafe e 10 elementos e 2 viaturas do INEM.

DSC09006

DSC09114

PONTE DE LIMA: BIKE PARK ATRAI ATLETAS DE ALTA COMPETIÇÃO DO BTT E DO DOWNHILL

O Bike Park de Ponte de Lima, novo equipamento disponível para os amantes do BTT e do Downhill, tem sido o palco escolhido por atletas de alta competição, para sessões de treinos intensivos e testes de novos equipamentos. A próxima ação decorre hoje, dia 22 de novembro, pelas 10h00, em Ponte de Lima.

06112012156

Com 9 pistas de grau de dificuldade variável, desenhadas à medida de quem gosta de pôr à prova os sentidos e a sua destreza em cima de duas rodas, o Bike Park de Ponte de Lima oferece excelentes condições para acolher os mais diversos públicos, desde os jovens iniciantes aos profissionais de alta competição.

Aberto ao público desde o passado dia 14 de novembro, este equipamento desportivo em contexto natural tem sido alvo de uma enorme procura por parte dos profissionais, atraindo em apenas poucos dias a participação dos principais protagonistas do panorama nacional, como é o caso do campeão nacional de Downhill Emanuel Pombo, do internacional Marco Fidalgo na modalidade de enduro e de Cláudio Loureiro, consagrado atleta com diversos títulos a nível nacional.

No próximo dia 22 de novembro, o Bike Park de Ponte de Lima volta a ser alvo de outros grandes nomes do BTT e do Downhill. Desta vez, irá receber o conhecido espanhol Rúben Castro, atual campeão do mundo em Masters (categoria para atletas com idades compreendidas entre os 30 e os 35 anos) e o Marcus Balbuena, atleta profissional e promotor do famoso portal online “Mountain Bike” (trails.mtbr.com), que fará registo do Bike Park de Ponte de Lima, juntando-o à lista dos melhores Bike Parks a nível mundial. Além de experimentarem a adrenalina que o Bike Park Ponte de Lima proporciona, os dois atletas de alta competição estarão em Ponte de Lima, a partir das 10h00, para testar os protótipos de duas bicicletas, futuramente lançadas pela conhecida marca americana Evil.

A estas iniciativas somam-se outras, desde as atividades pedagógicas com as escolas e instituições de ensino do concelho, às provas de alta competição nacional e diversas ações comerciais, prevista para decorrer durante 2012 e 2013.

BRAGA: CONFRARIA DO SAMEIRO REALIZA AMANHÃ RECITAL DE CANTO E PIANO

RECITAL DE CANTO E PIANO

AUDITÓRIO VITA

23 de NOVEMBRO de 2012

PROGRAMA

1ª Parte

Robert Schumann (1810-1856)

Dichterliebe, op. 48

2ª Parte

Gabriel Fauré (1845-1924)

Le papillon et la fleur

Clair de lune

Lydia

Henri Duparc (1848-1933)

L’invitation au voyage

Chanson triste

Phydilé

Francisco Lacerda (1896-1934)

Canção triste

Os meus olhos não são olhos

Tenho tantas saudades

Executantes

Luiza da gama Santos – Pianista

Nasceu nas Caldas da Rainha onde iniciou, com seis anos de idade, os seus estudos com Adelaide Pereira, discípula de Vianna da Motta, o Curso Superior de Piano do Conservatório de Lisboa na classe do Professor Campos Coelho.

Armando Possante – Barítono

Iniciou a sua formação musical no Instituto Gregoriano de Lisboa, tendo posteriormente concluído o Bacharelato em Direcção Coral e as Licenciaturas em Canto Gregoriano e Canto na Escola Superior de Música de Lisboa. Foi-lhe atribuída uma bolsa pelo Instituto Politécnico de Lisboa na condição de melhor aluno desta instituição.

Iniciou os seus estudos de canto com a professora Mariana Bonito d’Oliveira e integrou mais tarde a classe do Professor Luís Madureira na Escola Superior de Música. Desloca-se com regularidade a Viena, onde trabalha com a Professora Hilde Zadek. Frequentou masterclasses de canto com os professores Max von Egmond, Christianne Eda-Pierra, Linda Hirst, Richard Wistreich, Christoph Prégardien, Siegrefied Jerusalem, jill Feldman e Peter Harrison.

EM 1964, GRUPO FOLCLÓRICO DE SANTA MARTA DE PORTUZELO ATUOU NO PAVILHÃO DOS DESPORTOS, EM LISBOA

A43947

Em 1964, o Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo participou no Festival de Folclore que se realizou no Pavilhão dos Desportos, atual Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa. As fotografias são da autoria de Armando Serôdio, feitas a partir de negativo de gelatina e prata em acetato de celulose e retratam a sua atuação no local.

Fotos: Arquivo Municipal de Lisboa

A43948

GOVERNO LEGISLA SOBRE PRODUTOS VINÍCOLAS DA INDICAÇÃO GEOGRÁFICA "MINHO"

O Ministério da Agricultura, do mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território publicou hoje em Diário da República, Série I, a Portaria nº. 379/2012, de 21 de novembro, que “define o regime para a produção e comércio dos vinhos e demais produtos vitivinícolas da indicação geográfica (IG) «Minho»”, a qual pode ser consultada em http://dre.pt/pdf1sdip/2012/11/22500/0670506709.pdf.

Transcreve-se a introdução do referido diploma:

 “A Portaria n.º 112/93, de 30 de janeiro, com as alterações introduzidas pelas Portarias n.os 1202/97, de 28 de novembro, e 394/2001, de 16 de abril, conferiu aos vinhos de mesa produzidos na região do Minho a possibilidade de usarem a menção «Vinho Regional», seguida da indicação geográfica (IG) «Minho», reconhecendo a qualidade dos vinhos aí produzidos.

Posteriormente, o Decreto -Lei n.º 212/2004, de 23 de agosto, procedeu à reorganização institucional do sector vitivinícola, disciplinou o reconhecimento e a proteção das denominações de origem (DO) e indicações geográficas (IG), bem como o seu controlo, certificação e utilização.

Contudo, e tendo presente a importância e o valor económico gerado pelos produtos vitivinícolas desta região, torna -se necessário rever aquela legislação que não regulamenta aspetos específicos de produção e comércio de produtos com direito a IG, previstos no artigo 6.º do Decreto -Lei n.º 212/2004, designadamente a possibilidade de incluir outros produtos do sector vitivinícola que podem contribuir para o aumento do valor económico gerado pelos produtos delas provenientes, mantendo a qualidade e as práticas tradicionais que caracterizam os vinhos e produtos vitivinícolas da região. Neste sentido, identificam –se de modo sistematizado os municípios e as castas aptas à produção dos produtos vitivinícolas com direito ao uso da IG «Minho».

A simplificação da legislação e a melhoria da comunicação aos agricultores constitui uma prioridade na ação do Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território. Assim, tendo em conta a extensão das alterações introduzidas e a sistematização agora adotada optou -se por revogar as Portarias n.os 112/93, de 30 de janeiro, 1202/97, de 28 de novembro, e 394/2001, de 16 de abril, e aprovar uma única portaria definindo as da IG «Minho».”

BARCELOS: UTENTES DA APACI EXPÕEM PRESÉPIOS NO SALÃO NOBRE DA CÂMARA MUNICIPAL

“Esculturas da Terra a 4 Mãos – Presépios” inaugurada às 11h00 de sábado, no Salão Nobre da Câmara Municipal

O Salão Nobre da Câmara Municipal acolhe, entre 24 de novembro e 14 de dezembro, a exposição “Esculturas da terra a 4 Mãos - Presépios”, uma iniciativa que segue a linha do anterior projeto de pintura “Duas Mãos Um sentimento”, desenvolvido entre artistas plásticos barcelenses e utentes da Associação de Pais e Amigos das Crianças Indaptadas (APACI).

Ao todo, 16 artesãos do concelho participaram na produção de peças, em parceria com utentes do Centro de Atividades Ocupacionais (CAO) da APACI.

Os utentes visitaram os ateliês dos artesãos e modelaram as peças no ambiente natural de criação dos artistas. O tema escolhido foi o Natal e os produtos finais foram, na sdua maioria, presépios e alguns cristos. A pintura foi realizada posteriormente, após cozedura das peças, no CAO ou nos fornos dos próprios artesãos.

Os utentes do CAO tiveram a oportunidade de contactar de forma direta com os artistas do concelho e estes puderam desenvolver as capacidades artísticas daqueles utentes.

Os 16 artesãos que colaboraram no projeto foram: António Ramalho e Júlia Ramalho, Carlos Dias, Eduardo Pias e Jesus Pias, família Baraça, João Ferreira, Joaquim Esteves, Júlia Cota, Júlio Alonso, Luís Gonzaga Coelho, Laurinda Pias, Irmãos Mistério, Manuel Macedo, Maria de Lourdes Ferreira e Nelson Oliveira.

A inauguração da exposição terá lugar no próximo dia 24 de novembro, sábado, pelas 11h00. Os presépios estarão à venda pelo preço único de 25 euros, que reverterão na totalidade para a Comissão de Angariação de Fundos da APACI.

FAFE E SENS (FRANÇA) CELEBRAM PROTOCOLO DE GEMINAÇÃO

Realizou-se no passado domingo, dia 18 de novembro, no salão nobre da Mairie de Sens, em França, a cerimónia de geminação entre as localidades de Sens e de Fafe. Este acontecimento veio coroar uma série de encontros preparatórios entre as partes. A assinatura do protocolo foi protagonizada pelos Presidentes do Município de Fafe, José Ribeiro, e de Sens, Daniel Paris, acompanhados por Pedro Lourtie, Cônsul Geral de Portugal em Paris.

IMG_2289

A comitiva da cidade de Fafe incluiu ainda os vereadores Vitor Moreira, Leonel Castro e Fernanda Castro, bem como a secretária da Assembleia Municipal, Sílvia Soares.

Da parte de Sens, estiveram também presentes Marie-Paule Chappuit, primeira-Adjunta do maire de Sens, responsável pelas relações internacionais, assim como vários Conselheiros municipais de Sens, entre eles, Manuela Godinho, originária de Fafe e que esteve na origem desta geminação.

Na sua intervenção, e segundo o lusojornal.com, José Ribeiro salientou “o ato cordial desta geminação entre as cidades de Sens e de Fafe que traduzem a colaboração e o entendimento entre Portugal e França, entre os dois povos, na Europa em geral, na sua importância porque contribuem para perpetuar a paz entre os povos”. Salientou o empenho formidável de Manuela Godinho no restabelecimento do diálogo entre os dois municípios, numa iniciativa já proposta em 2000, e também o apoio dado pelo Consulado Geral de Portugal em Paris. “Esta geminação vai de encontro às aspirações dos fafenses que constituem uma parte importante da população portuguesa em Sens”. Terminou agradecendo a presença do Cônsul Geral, Pedro Lourtie, que apadrinhou o ato, a disponibilidade do Maire, que se deslocou a Fafe em julho deste ano e sem cuja decisão final tal cerimónia não teria lugar.

IMG_2349

Por sua vez, o maire Daniel Paris, dirigindo-se aos portugueses, em particular, salientou os valores da nossa língua, do nosso passado, desde o século XVI, da nossa história. E lembrou que, desde os anos 60, muitos portugueses foram para Sens, muitos deles oriundos de Fafe e que pode estimar-se que entre 10% e 15% da população de Sens é de origem fafense. “Aliás, até mesmo quando visitei Fafe encontrei Portugueses de Sens. Mas vi sobretudo uma cidade extraordinária, uma qualidade de vida, um dinamismo”.

O Maire de Sens agradeceu com palavras de muito apreço uma fonte em aço inoxidável, obra escultural de mobiliário urbano com um design arrojado que lhe foi oferecida pelo empresário fafense Jorge Freitas, a qual vai ficar em funcionamento no interior da mairie de Sens (cf. www.lusojornal.com).

No rescaldo da visita, o presidente da Câmara de Fafe, José Ribeiro, considera que “foi uma grande jornada de afirmação e promoção de Fafe, uma bonita e grande festa proporcionada pela presença de ranchos folclóricos portugueses de duas associações portuguesas e ainda pela presença maciça de fafenses e portugueses residentes em Sens e na região”.

Refere ainda que participou no encontro das cidades geminadas com Sens (Lorräch, Alemanha; Senigallia, Itália; Chester, Inglaterra e Vyshgorod, Ucrânia), o qual será realizado em Fafe em 2013, ano em que a cidade de Fafe acolherá igualmente os jogos desportivos da juventude das cidades geminadas.

“Creio que estivemos à altura das nossas responsabilidades, que granjeámos a simpatia de todos os outros e o carinho e admiração do Maire e da mairie de Sens, tão importante para o sucesso da cooperação que ora iniciámos e que queremos desenvolver” – sublinha o autarca fafense.

Em consequência, a Câmara de Fafe vai aprovar esta quinta-feira um voto de agradecimento ao maire de Sens e á sua equipa, bem como ao Cônsul de Portugal em Paris, que a acompanhou, e à conterrânea Manuela Godinho, “que foi incansável para o êxito desta geminação”.

IMG_2186

IMG_2444

IMG_2383

IMG_2514

IMG_2299

IMG_2394

PONTE DE LIMA: CANTOR LINK ATUA NO TEATRO DIOGO BERNARDES

OUTONARTE no Teatro Diogo Bernardes. “Link” – Long Play - Hip-Hop/R&B/Soul/Funk. 24 de novembro 21h30

No âmbito da iniciativa Outonarte – Arte no Outono, o Teatro Diogo Bernardes apresenta a 24 de novembro, um espetáculo com o cantor Link, para apresentar o seu álbum – LongPlay.

A década de percurso já trilhado por Link na cena hip-hop/r&b/soul/funk nacional ajudou-o a reunir um elenco de vozes que se encontram neste álbum.

O repertório de canções de sabor clássico aliadas a um toque de modernidade dá uma consistência e energia fantásticas a este trabalho discográfico, a não perder no Teatro Diogo Bernardes em Ponte de Lima.

Ao abrigo do projeto CULTREDE o OUTONARTE traz até Ponte de Lima, entre os meses novembro e dezembro um conjunto de quatro espetáculos, incluindo música flamenga, Hip-hop, Pop/Folk e teatro.

Para mais informações contacte teatrodb@cm-pontedelima.pt ou o telef: 258 900414.

BARCELOS: CÂMARA MUNICIPAL APROVA OPÇÕES DO PLANO E ORÇAMENTO PARA 2013

As deliberações foram tomadas em reunião extraordinária do executivo municipal

A Câmara Municipal aprovou hoje, em reunião extraordinária, as Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2013. O documento foi elaborado tendo em conta o contexto da crise que o país atravessa, mas com um grande sentido de responsabilidade na distribuição dos recursos financeiros para acudir aos problemas crescentes que afetam o concelho, nomeadamente o desemprego, sendo por isso muito importante um olhar atento na área da ação social e das atividades económicas, sem esquecer a área da educação.

O atual executivo municipal trabalhou sempre num cenário muito exigente e tem conseguido impor rigor na consolidação das finanças municipais sem comprometer o investimento, as transferências para as juntas de freguesia, a ação social, a educação e mais desempenho em políticas do turismo e da cultura, áreas cruciais no desenvolvimento do concelho.

A distribuição clara dos recursos financeiros permitiu elaborar o orçamento de forma realista, sendo a receita a determinar a despesa, gerando equilíbrio entre estas duas variáveis. Aliás, os resultados das sucessivas execuções orçamentais dos anos de 2010, 2011 e 2012, bem como os resultados vertidos nos relatórios das prestações de contas comparativamente aos anos anteriores a 2010, demonstram exatamente o rigor entre a receita e a despesa.

Em face disso, o endividamento do município, que tinha até 2009 uma trajetória de crescimento nos passivos financeiros, assumiu-se como uma das prioridades do atual executivo camarário, travando o ritmo do aumento da dívida e transformá-la numa efetiva redução.

As orientações orçamentais mais importantes para 2013 do ponto de vista fiscal são as seguintes:

- acompanhar sistematicamente a evolução da receita e da despesa para cumprimento das metas exigidas no endividamento municipal e demais orientações do OE 2013;

- continuar a reduzir o serviço de dívida de médio e longo prazo, bem como a fornecedores; cobrar uma taxa de 0,35 do IMI nos prédios avaliados, (muito longe da taxa de 0,5 prevista na Lei) e uma taxa de 0,7 para os prédios não avaliados;

- isentar as empresas com um volume de negócios até 150 mil euros da taxa de derrama e cobrar uma taxa reduzida de 1,2 para os rendimentos acima daquele valor;

- continuar a praticar as mesmas taxas cobradas pelo município em 2012, quando e Lei prevê a sua actualização em cada ano de acordo com o IPC de Outubro – de salientar que as mesmas não são actualizadas desde 2010 tendo algumas delas sido reduzidas ou até isentadas;

- continuar a considerar as juntas de freguesia como parceiros na gestão municipal, transferindo o equivalente a 200% do FFF por transferência de competências através de protocolo a renovar, bem como comparticipar financeiramente outros projetos em diferentes áreas de intervenção e que se entendam necessários.

Traçadas as linhas de orientação política deste documento, definidas num quadro económico-financeiro duramente realista, os valores do orçamento são de 68.658.030,00€, e foram metodicamente distribuídos pelas obrigações legais e/ou contratuais, pelos compromissos assumidos e pelas necessidades inventariadas, após criteriosa ponderação e graduação da sua importância ou premência.

Ainda no âmbito do Orçamento, a Câmara aprovou também a delegação de competências e transferências financeiras para as Juntas de Freguesia, a contração de empréstimos de tesouraria e a autorização de repartição de encargos e compromissos plurianuais.

Outras deliberações

O executivo municipal aprovou também o o lançamento da derrama de 1,2% sobre o lucro tributável e não isento, gerado na área geográfica do Município, das entidades cujo volume de negócios seja superior a 150.000 €, concedendo-se a isenção para os contribuintes com atividades menos rentáveis.

Pese embora as dificuldades decorrentes do atual contexto económico e financeiro que afetam transversalmente todos os agentes económicos, o Município terá de manter a derrama nos termos do ano anterior. Deste modo, será mantido um alargado escalão de isenção para os contribuintes com volume de negócios até 150.000 € e não será de aplicar em situação alguma a taxa máxima permitida, que é de 1,5.

Foi aprovada ainda a reorganização dos serviços municipais da Câmara Municipal de Barcelos, adequando, assim, as suas estruturas orgânicas às regras e critérios previstos na Lei n.º 49/2012, de 29 de agosto, a vigorar a partir de 1 de janeiro do próximo ano. Esta estrutura vai agora ser enviada à Assembleia Municipal para aprovação e tem a seguinte moldura organizacional:

Seis unidades orgânicas nucleares, designadamente, Direção Municipal de Administração Geral e Finanças: Departamento de Administração Geral e Departamento Financeiro; Direção Municipal de Administração e Gestão Urbana: Departamento de Administração e Conservação do Território e Departamento de Planeamento e Gestão urbana.

A estrutura inclui, no máximo, 19 unidades orgânicas flexíveis e seis subunidades orgânicas.

Nota: As propostas números 3, 4, 7 e 8 foram aprovadas por unanimidade. As propostas números 1, 2, 5, 6, 9 e 10 foram aprovadas por maioria.

Reunião de Câmara

Sessão extraordinária do executivo da Câmara Municipal de Barcelos

Sexta-feira, 21 de novembro de 2012

Lista completa das deliberações

1. Reorganização dos Serviços Municipais da Câmara Municipal de Barcelos em conformidade com o n.º 1 do art.º 25.º da Lei n.º 49/2012, de 29 de Agosto.

2. Pedido de parecer prévio para a celebração de contrato de Aquisição de Serviços para elaboração de “Projetos de Adaptação e Actualização face a novas exigências regulamentares do Teatro Gil Vicente”, pelo valor contratual de 13.500,00€, acrescido de IVA à taxa legal em vigor - Artigo 26.º da Lei n.º 64-B/2011, de 30 de Dezembro – Orçamento de Estado 2012. Pedido de autorização prévia para assunção de Compromissos Plurianuais -Artigo 6.º da Lei n.º 8/2012.

3. Aprovação de relatório final de avaliação das propostas do procedimento efetuado por Ajuste Direto nº 33/12 - Fornecimento Contínuo de Combustíveis para a frota do Município”.

4. Ratificação da autorização de encargos plurianuais assumidos.

5. Plano de liquidação de pagamentos em atraso / Compromissos plurianuais.

6. Pagamento de remunerações acessórias /Reconhecimento de direito.

7. Atribuição de um subsídio no valor de 600,00 € ao Lions Clube de Barcelos, para pagamento do custo do transporte de livros e material escolar, via marítima, para uma escola de Cabo Verde.

8. Reconhecimento de Interesse Público Municipal. Parcela de terreno no lugar de Penide, da Freguesia de Carapeços.

9. Lançamento da Derrama de 1,2% e isenção dos sujeitos passivos com um volume de negócios que não ultrapasse os 150.000 €, a cobrar em 2013.

10. Opções do Plano e Orçamento para 2013.

Delegação de competências e transferências financeiras para Juntas de Freguesia;

Empréstimos de Tesouraria;

Autorização de repartição de encargos e compromissos plurianuais.

Barcelos, 21 de novembro de 2012

O Gabinete de Comunicação

FAFE EXPÕE PINTURA DE MARIO IGLESIAS

Exposição de pintura do galego Mario Iglesias Iglesias abre na Casa da Cultura de Fafe este sábado à tarde

O artista galego Mario Iglesias expõe um conjunto de duas dezenas de obras suas na Casa Municipal de Cultura de Fafe, a partir deste sábado, 24 de novembro. A inauguração da exposição ocorre pelas 17h30, com a presença do pintor, que é também cineasta.

ASC_0008

A exposição – que se mantém patente até 21 de dezembro, no horário habitual - enquadra-se nas VII Jornadas de Cinema e Audiovisual de Fafe e II Fafe Film Fest, organizadas pelo Cineclube e pela Câmara Municipal de Fafe.

Mario Iglesias González, natural de Pontevedra (1962) é licenciado em Belas Artes pela Universidade de Vigo. Começou o seu percurso no audiovisual e, nos finais dos anos 90 iniciou-se no mundo das curtas-metragens, sendo premiado desde logo em diferentes festivais (“II Certame Internacional de Cinema Comprimido Notodofilmfest”; “Festivalito” de La Palma; “7º Concurso de Curtas-metragens Versão Espanhola/ SGAE”; “Festival de Málaga”, entre outros). Realizou até agora 14 curtas-metragens, desde 1996. É a partir do ano 2005 que começa a realizar longas-metragens. Escreveu o guião, realizou a direcção e a montagem de sete longas-metragens, entre as quais o filme “Relatos”, selecionado na Secção Oficial do Festival de Tóquio, sessão” Made in Spain” qualificado pela International Film Guide entre as cinco melhores películas espanholas de 2009 e que esta sexta-feira à noite é apresentado na Sala Manoel de Oliveira, em Fafe, com a presença do realizador.

Mario Iglesias já conquistou dezenas de galardões pelos seus filmes. Em 2011, o mesmo filme “Relatos” obteve o Prémio melhor filme no festival “Primavera de Cine”, Vigo. No ano anterior, a película obtivera o segundo prémio para melhor longa-metragem no Digital Internacional Film Festival, de Viña del Mar, Chile.

ASC_0003

ASC_0001

CÂMARA MUNICIPAL DE ESPOSENDE AJUDA A RECUPERAR A SEDE DA CASA DO POVO DE APÚLIA

Em cerimónia realizada no passado dia 17 de Novembro, na Escola EBI de Apúlia, a Câmara Municipal de Esposende e a Casa do Povo de Apúlia assinaram um protocolo de colaboração, com vista à execução da 2.ª fase das obras de requalificação da sede da instituição. O ato foi precedido do lançamento do livro “Apúlia – onde o mar e a terra cruzam gentes”, uma edição conjunta do Município de Esposende e da Associação “Recordar a Velha Apúlia”.

DSC01002

O protocolo prevê a doação, por parte da Câmara Municipal à Casa do Povo de Apúlia, de um terreno, propriedade municipal, sito no Lugar de Paredes, naquela freguesia, com uma área de cerca de 1500 metros quadrados, cujo valor da venda reverterá a favor das obras de requalificação do edifício da Casa do Povo.

Impossibilitada de usar da palavra por razões de saúde, a Presidente da Casa da Povo de Apúlia, Laurentina Torres, manifestou, pela voz de Filipe Queiroga, da direção da instituição, a sua satisfação por ver encontrada a solução para concluir as obras que “restituirão à Casa do Povo o prestígio e a dignidade que a distinguiram no passado”. Deu conta das obras realizadas numa 1.ª fase, ao abrigo de um outro protocolo de colaboração com a Câmara Municipal, e lembrou que o processo se arrasta desde 1996, sem que a instituição tenha conseguido os apoios necessários para sua conclusão. Laurentina Torres fez, por isso, questão de agradecer publicamente o empenho do Presidente da Câmara Municipal, João Cepa, na busca de uma solução para concretizar este anseio da instituição, fundada em Agosto de 1940, cujo percurso lembrou à vasta plateia presente.

DSC01006

Elogiando o trabalho e a dedicação de Laurentina Torres à frente da Casa do Povo, o Presidente da Câmara Municipal referiu que não poderia deixar de ser sensível “a este projeto da Casa do Povo, que é ambicioso, de reconstruir a sua sede para lhe dar a dignidade que ela necessita e que Apúlia também merece e necessita”.

A propósito da Reforma Administrativa que determina a agregação de freguesias (está prevista a fusão de Apúlia com Fão), o Autarca deixou o pedido para que “nunca deixem cair no esquecimento a história e as tradições desta freguesia”.

Aproveitando a oportunidade de falar às gentes de Apúlia, o Presidente da Câmara Municipal anunciou que o Município propôs ao Governo, através do Ministério da Educação, a criação de um Centro Escolar em Apúlia, com todos os graus de ensino, através da requalificação e ampliação da atual Escola Básica Integrada (EBI), um projeto a executar em parceria com a Autarquia e ao qual espera que o governo dê luz verde.

A difícil situação social e económico-financeira que o país atravessa foi referida por João Cepa para dizer que a Câmara Municipal de Esposende, apesar de uma significativa quebra nas receitas, respira uma boa situação financeira, ao contrário de muitos municípios, que agora tiveram necessidade da ajuda financeira do governo para fazer face às dívidas. Com o orçamento camarário para 2013 fechado e apesar da anunciada redução de praticamente todos os impostos municipais no próximo ano, a Autarquia não perde de vista os investimentos importantes para o concelho, pelo que está em perspetiva, entre outros projetos, a criação de um Programa de Emergência Social, para apoio às famílias, anunciou o Autarca.

João Cepa voltaria a usar da palavra para elogiar o trabalho da Associação “Recordar a Velha Apúlia”, que, na mesma cerimónia, fez a apresentação do livro “Apúlia – onde o mar e a terra cruzam gentes”, depois de, em 2009, ter lançado a obra “Apúlia – da terra e do mar”. Trata-se de um livro de poesia, com textos da autoria de João Vasconcelos e grafismo de Miguel Neiva, ilustrado com fotografias antigas e outras mais recentes de Apúlia que mostram a evolução da Vila até aos dias de hoje.

O Presidente da Associação, José Neiva Santos, referiu que esta edição representa a concretização de mais um objetivo e quis, por isso, agradecer a parceria e colaboração da Câmara Municipal, na pessoa do Presidente João Cepa.

A cerimónia destes dois atos foi abrilhantada com a atuação, em alguns momentos, do Rancho Infantil e do Grupo dos Sargaceiros da Casa do Povo de Apúlia.

DSC01040

BARCELOS DEBATE EXPLORAÇÃO DE PEQUENOS FRUTOS

Vice-presidente da Câmara Municipal abre seminário amanhã, dia 22, às 9h00, no Auditório Municipal

O vice-presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Domingos Pereira, abre amanhã, dia 22, quarta-feira, às 9h00, o seminário intitulado “Saiba tirar partido da sua exploração de pequenos frutos”.

O evento, promovido pela Câmara Municipal de Barcelos, realiza-se no Auditório da Câmara Municipal, e tem como objetivo debater a cultura de pequenos frutos e a sua importância económica no concelho e na região, bem como as novas realidades da agricultura nacional.

O programa inicia às 9h15 com o tema “Cultura de pequenos frutos – conceitos, culturas e perspetivas”, por Bernardo Madeira, diretor da revista Agrotec. Às 10h15, Ayrton Cerqueira , diretor empresarial, fala sobre a “Plantação, produção e comercialização de pequenos frutos”. Às 11h15, Ana João Martins, ligada às energias renováveis, intervém sobre “Aplicações de energias renováveis na agricultura”. A última intervenção está marcada para as 12h15, com o título “Incentivos para a agricultura”, pela empresária Lurdes Gonçalves.

O encerramento deverá ocorrer pelas 13h00.

A inscrição é gratuita e deve ser feita em www.cm-barcelos.pt/pequenosfrutos.

CASA DOS CRIVOS, EM BRAGA, NA DÉCADA DE 20 DO SÉCULO PASSADO

A fotografia é da autoria de Eduardo Portugal, data de 1926 e documenta a Casa dos Crivos ou Casa das Gelosias, na rua de São Marcos, em Braga.

A fotografia possui a seguinte nota: “Exemplar único de um tipo de cada frequente nos séculos XVII e XVIII, é o melhor exemplo da religiosidade conservadora de Braga que fazia cobrir as janelas com gelosias, obrigando as mulheres a um recato absoluto”.

O negativo da fotografia é de gelatina e prata em vidro.

Foto: Arquivo Municipal de Lisboa

MUNICÍPIO DE BARCELOS REÚNE EM SESSÃO EXTRAORDINÁRIA

Reunião de Câmara

Sessão extraordinária do Executivo da Câmara Municipal de Barcelos

Quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Ordem de trabalhos:

1. Reorganização dos Serviços Municipais da Câmara Municipal de Barcelos em conformidade com o n.º 1 do art.º 25.º da Lei n.º 49/2012, de 29 de Agosto.

2. Pedido de parecer prévio para a celebração de contrato de Aquisição de Serviços para elaboração de “Projetos de Adaptação e Actualização face a novas exigências regulamentares do Teatro Gil Vicente”, pelo valor contratual de 13.500,00€, acrescido de IVA à taxa legal em vigor - Artigo 26.º da Lei n.º 64-B/2011, de 30 de Dezembro – Orçamento de Estado 2012. Pedido de autorização prévia para assunção de Compromissos Plurianuais -Artigo 6.º da Lei n.º 8/2012.

3. Aprovação de relatório final de avaliação das propostas do procedimento efetuado por Ajuste Direto nº 33/12 - Fornecimento Contínuo de Combustíveis para a frota do Município.

4. Ratificação da autorização de encargos plurianuais assumidos.

5. Plano de liquidação de pagamentos em atraso / Compromissos plurianuais.

6. Pagamento de remunerações acessórias /Reconhecimento de direito.

7. Atribuição de um subsídio no valor de 600,00 € ao Lions Clube de Barcelos, para pagamento do custo do transporte de livros e material escolar, via marítima, para uma escola de Cabo Verde.

8. Reconhecimento de Interesse Público Municipal. Parcela de terreno no lugar de Penide, da Freguesia de Carapeços.

9. Lançamento da Derrama de 1,2% e isenção dos sujeitos passivos com um volume de negócios que não ultrapasse os 150.000 €, a cobrar em 2013.

10. Opções do Plano e Orçamento para 2013. Delegação de competências e transferências financeiras para Juntas de Freguesia; Empréstimos de Tesouraria; Autorização de repartição de encargos e compromissos plurianuais.

Barcelos, 20 de novembro de 2012

O Gabinete de Comunicação

BARCELOS: MIGUEL COSTA APRESENTOU GRANDES OPÇÕES DO PLANO E ORÇAMENTO

Rigor e boa gestão dos recursos marcam orçamento municipal de 2013

O orçamento municipal para 2013 vai ser marcado pelo rigor e pela boa gestão dos recursos financeiros, na continuação da linha de atuação política do atual executivo camarário. Apesar de fazer “sempre a sua gestão em condições adversas, o executivo nunca deixou de acompanhar de forma rigorosa o orçamento, monitorizando as receitas e as despesas”, disse o presidente da Câmara Municipal de Barcelos na conferência de imprensa de apresentação da proposta das Grandes Opções do Plano e Orçamento para o próximo ano.

DSC_0106 - 1

Miguel Costa Gomes apontou as quebras das receitas e as dificuldades impostas pela austeridade como os maiores problemas para a atividade do Município, cujas receitas – próprias e de transferência – caíram, nos últimos três anos, cerca de 18 milhões de euros.

A “falta de apoio da banca às empresas e aos cidadãos” e as medidas de austeridade, que se traduzem na perda de poder de compra e em desemprego, condicionam económica e financeiramente o concelho e têm fortes consequências no orçamento municipal: diminuição de receitas próprias e aumento de apoios sociais.

Apesar disso, o Município tem vindo a reequilibrar as suas finanças, diminuindo o passivo: em 2009, as dívidas à banca e aos fornecedores eram de 46,2 milhões de euros e, em julho deste ano, eram de apenas 32 milhões.

“A capacidade de endividamento é maior, e isso deve-se a este executivo, em resultado do rigor e da responsabilidade postos na execução orçamental”, disse o Presidente da Câmara, que sublinhou a orçamentação real da receita.

Por outro lado, o orçamento tem de estar preparado para “qualquer situação negativa não previsível”, como aconteceu em 2012 com o aumento do IVA das refeições escolares e da eletricidade. Neste caso, o Município viu-se forçado a cortar a iluminação pública a partir das 2h00, como forma de baixar os custos e acomodar uma despesa adicional de cerca de 400 mil euros.

O orçamento para 2013 é de 68.658.030,00€, tendo recebido contributos de alguns partidos políticos da oposição. O PSD e o PND não apresentaram quaisquer propostas ou sugestões para a elaboração do orçamento.

Entre as diversas opções orçamentais, destacam-se:

. a continuação de redução do serviço da dívida de médio e de longo prazo, bem como a fornecedores;

. a decisão de continuar a venda de património não necessário à gestão corrente;

. a manutenção da política de impostos baixos – taxa de 0,35% do IMI para os prédios avaliados e 0,7 do IMI para os prédios não avaliados; isenção da derrama para empresas com volume de negócios até 150 mil euros e cobrança de 1,2% para os rendimentos acima daquele valor;

. a não atualização das taxas municipais, como forma de contribuir para o equilíbrio das empresas e das famílias;

. a manutenção do protocolo com as Juntas de Freguesia, com atribuição de verbas correspondentes a 200% do valor do FFF

Em suma, um orçamento que procura “suavizar os custos das empresas e aliviar o rendimento das famílias”, seguindo “um percurso inverso ao da política fiscal do Governo”.

Quanto aos principais investimentos, será feita uma forte aposta na rede viária do concelho, quer por via das transferências para as Juntas, que por administração direta.

A Câmara Municipal ainda não foi informada sobre a reformulação do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), levada a cabo pelo Governo, mas tem vários projetos a aguardar financiamento, como a repavimentação da estrada camarária que liga Sequeade a S. Julião de Passos (com passagem por Bastuço S. João e Bastuço Santo Estêvão), a construção do nó de Santa Eugénia, o acesso à central de camionagem e a ligação da rotunda junto ao campo do Andorinhas à EN 306.

Foram também candidatados ao QREN a ecovia do Cávado, no valor de 520 mil euros; o acesso pedonal ao IPCA, no valor de 612 mil euros; a valorização estratégica do rio Cávado, no valor de 412 mil euros; e o centro de interpretação ambiental, no valor de 215 mil euros.

Em 2013, serão concluídos os cinco centros escolares atualmente em construção, a obra de requalificação da Torre de Menagem e a do Museu de Olaria.

Prevê-se, ainda, a recuperação das avenidas D. Nuno Álvares Pereira/João Duarte e Combatentes da Grande Guerra.

Para breve, está prevista a adjudicação dos trabalhos em falta no Teatro Gil Vicente.

Ainda em 2013, será apresentado para discussão e aprovação o projeto de fusão das duas empresas municipais.

FAFE VIRA CAPITAL DO ROCK

seBENTA: O melhor do rock!... no Teatro-Cinema de Fafe este sábado à noite

A conhecida banda seBENTA atua no Teatro-Cinema de Fafe, este sábado, 24 de novembro, a partir das 21h30, no âmbito da programação desta mítica sala de espetáculos.

24. SEBENTA

Os bilhetes, ao preço de apenas 3 euros, encontram-se à venda no Posto de Turismo ou no próprio teatro, à hora do concerto.

O espetáculo da banda, constituída pelos músicos Paulecas (voz e baixo), Fadista (bateria) e Quico (guitarra e vozes), insere-se também no âmbito da animação das VII Jornadas de Cinema e Audiovisual de Fafe, que decorre até domingo, nesta cidade.

Os seBENTA foram-nos habituando a seguir as suas canções em entoados refrões que se propagam cada vez que pisam um palco ou lançam um álbum. Mais uma vez a marca inconfundível da banda está patente neste novo trabalho “coração parte um”, gravado entre janeiro e setembro deste ano e masterizado nos estúdios Masterdisk, em Nova Iorque – mais um excelente álbum de rock!

Para além de um grito, o novo álbum traz-nos a força de um “Quem Disse”, a esperança de uma “Flecha Certeira”, o escape de uma “Fuga Eterna”, bem como “Agora, o silêncio necessário”, música com letra de José Luís Peixoto, que acompanha a banda desde o seu início e faz questão de salientar a originalidade dos seBENTA ao finalizarem todos os álbuns com um poema seu, declamado pela atriz Margarida Cardeal. Desta vez a banda não só finaliza o disco com o referido poema, como aproveitou a oportunidade de fazer uma canção do mesmo, podendo vir a tornar-se um dos grandes singles incluídos em “coração parte um”.

Registando já diversos êxitos de rádio e de público, a banda tem vindo a incluir alguns dos seus temas nas mais emblemáticas séries televisivas de grande audiência.

Os seBENTA com tantas provas dadas continuam a fazer dos seus concertos momentos únicos e imperdíveis! Desde o início do ano, a banda que “Grita Pelo Nosso Amor” tem sido contagiada com a energia recebida pelo público em mais de 30 espetáculos!

Estão a atravessar um grande momento, e este é um grande álbum, certamente benéfico ao coração de quem o ouvir…

Amor com amor se paga... Os seBENTA retribuem com o melhor rock português! José Luís Peixoto“...tive a oportunidade de trabalhar nos discos dos seBENTA, foi um conceito original, que me deu muito prazer, e é um prazer ter um pózinho deseBENTA...Também!”

http://www.youtube.com/watch?v=dZCJ1B3he-M

http://www.facebook.com/seBENTA.official

http://www.sebenta.org/

 

VIANA DO CASTELO: AS COMEMORAÇÕES DO DIA DA ÁRVORE EM 1913, NA LOCALIDADE DA AREOSA

capture2

A imagem mostra o carro de bois que participou no cortejo que decorreu na Areosa, em Viana do Castelo, por ocasião das comemorações do Dia da Árvore, em 1913, transportando um grupo de meninas da escola oficial. O carro pertenceu ao sr. Jerónimo Vieitas Costa e a fotografia foi publicada na edição de 14 de abril daquele ano, na revista “Ilustração Portugueza”.

BARCELOS: PRESIDENTE DA CÂMARA ASSINA PROTOCOLO DE PROMOÇÃO DE SAÚDE OCULAR E AUDITIVA PARA CRIANÇAS CARENCIADAS

Iniciativa visa implementar projeto de saúde pública

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos assinou um protocolo de colaboração com a empresa Óptica 2, tendo em vista implementar o projeto de saúde pública “Promoção da Saúde Ocular e Auditiva”, atuando ao nível da consulta, prescrição e aplicação de óculos e próteses auditivas, junto da população infantil e juvenil carenciada, até aos 12 anos de idade, residente no concelho de Barcelos. De acordo com o protocolo, compete ao Município, através da Divisão da Ação Social, fazer a avaliação da situação socioeconómica das crianças e jovens.

DSC_0021 - 1

Entre as atribuições da empresa está o envolvimento no projeto de outras óticas e/u médicos das respetivas especialidades, realizar rastreios visuais e auditivos e encaminhar para a especialidade de oftalmologia, ou outra, com consulta grátis, os casos identificados durante os rastreios e que não sejam do âmbito profissional do optometrista. A empresa promove a triagem, seleção, prescrição e atribuição de forma totalmente gratuita, doando mensalmente até cinco próteses oculares e uma prótese auditiva, esta doada apenas em cinquenta por cento do seu valor, bem como de exames e assistência necessárias à sua boa aplicação e utilização.

A Óptica 2 possui um Fundo Social, através do qual porá em prática este projeto, com vista a combater a exclusão das crianças com mau aproveitamento escolar devido a problemas visuais e auditivos.

Este é mais um projeto do Município no âmbito do apoio a estratos sociais desfavorecidos que envolvem diversas empresas do concelho. O estabelecimento destas parcerias apoia diretamente agregados familiares em dificuldades financeiras, permitindo-lhes o acesso gratuito a tratamentos clínicos e a serviços.

Este projeto foi iniciado pelo atual executivo municipal, com a celebração de protocolos com dentistas, clínicas dentárias e com cabeleireiros, que acolheram já dezenas de pessoas em situação de fragilidade social.

O protocolo agora assinado com a Óptica 2, tendencialmente gratuito, prossegue a política de colaboração entre o Município de Barcelos e as entidades que contribuem para uma melhor qualidade de vida dos munícipes, em particular os estratos sociais mais carenciados.

CELORICO DE BASTO PROMOVE O BEM-ESTAR DOS IDOSOS ATRAVÉS DA HIDROGINÁSTICA

Hidroginástica é atividade semanal para todos os utentes do programa “Celorico a Mexer”

Verificada a acentuada melhoria das capacidades físicas dos idosos sentiu-se necessidade de tornar a atividade da Hidroginástica semanal para alegria dos utentes do programa. Desde o dia 8 de outubro que a Hidroginástica se tornou uma atividade semanal para todos os utentes do “Celorico a Mexer” tal como as aulas de ginástica e as atividades de animação.

Hidroginástica Semanal (1)

A atividade decorre na piscina municipal e é monitorizada por professores de Educação Física que asseguram a segurança dos idosos e em simultâneo, têm o cuidado de os ajudar para que os movimentos dentro de água sejam os mais corretos. Surgiu de forma a melhorar as condições físicas dos idosos com destaque para coordenação, resistência e flexibilidade e evitar ou retardar a atrofia muscular, um sintoma comum com o avançar da idade.

A satisfação dos idosos é plena na prática da atividade. “Uma vez de quinze em quinze dias não era nada mau mas agora estamos muito melhor. Eu nunca pensei gostar tanto de fazer hidroginástica e que me fizesse tão bem a nível físico e até psíquico porque ando mais bem-disposta” palavras de Elvira Lopes, utente da freguesia de Fervença.

Segundo o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Mota e Silva, torna-se premente agir de acordo com as necessidades da população. “Implementamos medidas e serviços que vão de encontro às necessidades da nossa população por isso, quando verificamos que o quadro se altera temos que nos adaptar e foi o que fizemos, criamos condições para tornar a atividade semanal. Temos noção que esta atividade tem vindo a melhorar substancialmente a qualidade de vida dos idosos, pela melhoria do seu estado geral de saúde e pela prática de atividades que suscitam a boa disposição e o convívio”, salientou o autarca.

 O programa “Celorico a Mexer” está em atividade permanente e para além das atividades semanais permite ainda, que os idosos usufruam de outras iniciativas que não fazem parte integrante do plano de atividades mas que permitem o contato mais ativo com a restante população do concelho.

TERRAS DE BOURO: GONDORIZ INAUGURA CASA MORTUÁRIA

JF de Gondoriz

O Município de Terras de Bouro e a Junta de Freguesia de Gondoriz irão proceder à inauguração, no próximo dia 25 de novembro, pelas 14.30h, da Casa Mortuária de Gondoriz.

Nesse âmbito, a Câmara Municipal de Terras de Bouro, endereça um convite a todos os terrabourenses que possam estar presentes na inauguração do referido espaço.

BRAGA: GRUPO ETNOGRÁFICO DO BAIXO MINHO ORGANIZA TERTÚLIA RUSGUEIRA

“Juventude com e sem capital - Braga uma cidade europeia” é o tema da 61ª edição dos Serões do Burgo

A Rusga de São Vicente de Braga - Grupo Etnográfico do Baixo Minho leva a efeito no próximo dia 23 de novembro, pelas 21:30h, a 61ª edição dos "Serões no Burgo/Tertúlias Rusgueiras", a ter lugar no Auditório da Escola Secundária Sá de Miranda em Braga. A iniciativa será subordinada ao tema “Juventude com e sem capital - Braga uma cidade europeia” e tem como convidados Emanuel Silva (atleta olímpico), José Macedo (atleta para-olímpico), Nuno Azevedo (investigador) e Paulo Morais (músico).

Convite_63_23novembro2012_v1

Os quatro jovens talentos bracarenses, acima mencionados, são os convidados da última edição dos "Serões no Burgo/Tertúlias Rusgueiras". Na primeira pessoa, ouviremos testemunhos partilhados, de quatro jovens que se afirmaram nas diferentes áreas a que se dedicaram afincadamente – desporto, investigação e artes. Esforço, sacrifício, empenho, assertividade e uma vontade, por vezes desmedida, de querer ultrapassar barreiras e vencer, serão, necessariamente, caraterísticas comuns aos quatro convidados.

Uma outra abordagem das temáticas juvenis, quando estamos prestes a baixar o pano do palco de "Braga 2012 - capital europeia da Juventude".

Os momentos artísticos que o alinhamento dos “Serões/Tertúlias” contemplam, serão da responsabilidade do violinista Paulo Morais e da Rusga de São Vicente.

Pág. 1/2