Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PEDRO LAGO VIEIRA RECEBEU TROFÉU DE CAMPEÃO

Depois de uma época desportiva coroada de sucesso, o jovem piloto de Ponte de Lima Pedro Lago Vieira viu todo o seu esforço recompensado com a conquista do Título de Campeão Nacional de Ralis Iniciados.

PLV 2.jpg

A cerimónia de entrega de prémios organizada pela Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting decorreu na tarde de sábado, dia 10 de Dezembro no Centro de Congressos do Estoril e reuniu na mesma sala todos os pilotos que atingiram o pódio final nas diversas modalidades onde participaram, desde os ralis aos circuitos, passando pelo todo terreno, pelo karting ou pelas provas de Montanha, entre outras.

Lago Vieira subiu ao palco para receber o troféu do seu primeiro título nacional da sua ainda curta carreira e no final da cerimónia a sensação de realização era plena: "Foi um ano a todos os níveis perfeito!", afirmava Pedro Lago Vieira. "O nosso objectivo principal era conseguir o primeiro lugar no Campeonato de Iniciados e essa meta foi atingida o que nos deixou imensamente satisfeitos.

Conquistamos o pleno de vitórias em todos os ralis que disputamos e acabamos por garantir o título no rali de casa, em Viana do Castelo, o que teve um sabor ainda melhor pois foi frente ao nosso público e aos nossos patrocinadores, a quem desde já quero dedicar estes resultados.

Quero igualmente agradecer todo o apoio que nos fizeram sentir ao longo do ano, desde família e amigos até aos adeptos em geral e um agradecimento especial a todos os elementos da minha equipa de assistência, a Rotações Car porque fizeram um trabalho excelente e este título também é deles.

Por fim, uma palavra de agradecimento também para o meu navegador João Aguiar, peça fundamental para que tudo tenha saído como planeámos e que foi sempre uma imprescindível ajuda em todos os ralis."

Com o aproximar da temporada de 2017, o piloto do Renault Twingo R2 já olha para o futuro estando a preparar novos desafios que lhe permitam evoluir na sua aprendizagem e na sua carreira.

PLV 3.jpg

PLV Viana 2016 (1).jpg

PLV.jpg

PAREDES DE COURA DISPONIBILIZA PINHEIROS NATURAIS NA ÉPOCA NATALÍCIA

O Município de Paredes de Coura disponibiliza gratuitamente pinheiros naturais, para evitar o corte de árvores viáveis e a destruição da floresta em crescimento, durante a quadra natalícia.

45-paisagem protegida-6.jpg

Esta ação tem a colaboração das equipas de sapadores florestais que recolhem pinheiros jovens de dimensão variável em monda feita nas zonas de regeneração natural. A eliminação destas árvores de povoamentos excessivamente densos é essencial para o ordenamento da floresta e para a sua proteção contra incêndios.

O corte e uso de árvores naturais para ornamentação natalícia é apontada como um ato ambientalmente pouco responsável.

Por isso, quem preferir um pinheiro natural pode recolhê-lo nas oficinas municipais e não cortando na natureza.

Recorde-se que Paredes de Coura foi o primeiro município português a apresentar um Projeto – Piloto do Plano de Paisagem, no âmbito do Fórum Internacional sobre a ‘Paisagem do Sudoeste Europeu’, que reuniu especialistas e decisores pela primeira vez em Portugal, em outubro de 2015, na Fundação de Serralves, no Porto.

Esse “Projeto – Piloto do Plano de Paisagem da Unidade Campos de Coura” visa o desenvolvimento do Plano de Paisagem para o território de Coura e tem como objetivos a valorização do património natural, cultural e urbano, bem como definir medidas orientadoras para a gestão da paisagem que preservem o seu caráter e identidade, reforçando a componente da paisagem cultural nas aldeias e lugares incluídos em Rede Natura e na Paisagem protegida.

CIDADE DE GUIMARÃES ESTÁ CADA VEZ MAIS EXCÊNTRICA!

QUATRO EVENTOS EM DEZEMBRO

Agenda do programa “ExcentriCidade” para o último mês de 2016 no concelho de Guimarães

Cinema abre e fecha o cartaz cultural de dezembro nas freguesias. Quatro diferentes eventos são realizados em quatro locais distintos do território vimaranense.

Guimaraes_ExcentriCidade_Dezembro_2016.jpg

O mês de dezembro do programa de descentralização cultural “ExcentriCidade”, promovido mensalmente pela Câmara Municipal de Guimarães, começa com uma sessão de cinema em Ronfe e termina com a projeção de um filme infantil em S. Torcato. Para Caldelas, está agendada uma peça de teatro e em Briteiros Santa Leocádia há música de Natal.

Este sábado, 10 de dezembro, às 15 horas, o Centro Paroquial de Ronfe é palco da exibição da película “A Canção do Mar”, do realizador irlandês Tomm Moore, na qual se conta a história em torno da magia de um conto de fadas. Organizada em parceria com o Cineclube de Guimarães, a sessão de cinema, com 93 minutos de duração, destina-se a um público com idade superior a 6 anos.

No mesmo dia, mas à noite, com início às 21:30 horas, o Auditório dos Bombeiros Voluntários das Taipas recebe as peças de teatro as peças “Um Pontinho no Meio dos Olhos” e “Adalberto Silva Silva”, ambas com textos da autoria de Jacinto Lucas Pires. A primeira performance, encenada por Marcos Barbosa e com produção do Teatro Oficina, centra-se num livro de contos. Na segunda peça, brinca-se com o formato televisivo de espaços informativos. “Adalberto Silva Silva” é interpretado por Ivo Alexandre, pivô desta comédia de bolso sobre o desejo, o sonho e os chamados problemas práticos.

Na semana seguinte, na sexta-feira, 16 de dezembro, às, 21:30 horas, há dupla jornada cultural do programa “ExcentriCidade”. A Igreja de Briteiros Santa Leocádia é o local do espetáculo “Um Natal Português”, protagonizado por Andreia Alferes Quarteto. Dezasseis temas serão interpretados ao longo de aproximadamente uma hora por Andreia Alferes (voz), André Teixeira (viola), Miguel Amaral (guitarra portuguesa) e Sérgio Marques (contrabaixo), num concerto destinado a um público de todas as idades.

Na vila de S. Torcato, também nesta sexta-feira, dia 16 de dezembro, às 21:30 horas, novamente em parceria com o Cineclube de Guimarães, é exibido o filme infantil “O Principezinho”, de Mark Osborne. Com 108 minutos de duração, a sessão de cinema, classificada para um público com idade superior a 6 anos, será projetada no Centro Comunitário, Hemeroteca e Mediateca Educativa da ADCL.

ARCOS HOTEL CONVIDA A COMEMORAR O NATAL EM AMBIENTE FAMILIAR

Ceia e almoço natalícios em ambiente familiar

Para os que cada vez mais preferem comemorar o Natal fora de casa, o Arcos Hotel Nature & Spa apresenta sugestões para esta época, com uma ceia e almoço de Natal em ambiente familiar, proporcionando o convívio que é tradicional.

Arcos Hotel Nature & Spa - Rest..jpg

A Ceia de Natal decorre no Restaurante Foral de Valdevez, onde o Chef Vasco Pombo apresenta um menu onde as iguarias da época são apresentadas com criatividade. Para entradas, as opções recaem sobre Salada de Bacalhau com grão e coentros, Salada Grega com azeitona preta, Salada Niçoise, Salada de Polvo Marinado, Salada de Ovas com Cenoura, Melão com Presunto, Espargos ao Natural, sortido de salgados, mistura de alfaces, cenoura ralada, tomate, pimento, e pepino, e ainda um aconchegante Creme de Abóbora com azeite virgem e ervas aromáticas O prato principal será o  tradicional Bacalhau com Todos, e Perna de Perú Assada com Castanhas e Cebolinhas. Segue-se um buffet de sobremesas, com doces natalícios, frutas frescas e queijos.  Haverá uma selecção de vinhos, águas minerais, refrigerantes e café.

O preço é de 45 €/ pessoa (crianças dos 0 aos 3 anos não pagam, e dos 4 aos 11 anos pagam 50%).

O Almoço de Natal, no dia 25, abre com  Peixes Marinados, Camarões sobre gelo, Casco de Sapateira, enchidos regionais, Salada de Tomate e Mozarela, Salada Caesar com Frango, Couscous com Camarão, Salada Waldorf com Pato Fumado, Escabeche de Mexilhão, Mini Empadas de Frango com Citronela, Quiche de Cogumelos e Alho Francês e Consommé de Galinha. Como pratos principais, o hotel seleccionou o Polvo Assado à Lagareiro, Bacalhau Lascado com Broa de Milho e Amêndoas e Cabrito Assado no Forno, com acompanhamentos diversos.

Um recheado buffet de sobremesas, bebidas e café completam este almoço festivo.

O preço é de 45 €/ pessoa.

As reservas para este Natal ‘caloroso’, em pleno Alto Minho, devem ser feitas pelo email geral@arcoshotel.com ou pelo tel. 258 093 600

O Arcos Hotel criou também pacotes especiais para os que desejam desfrutar em pleno desta quadra, alojados no centro da lindíssima vila de Arcos de Valdevez, lado-a-lado com o Parque Nacional da Peneda – Gerês.

Arcos Hotel Nature & Spa (A. de Valdevez).JPG

Ceia e Almoço de Natal - Cartaz (Arcos Hotel Nature & Spa).png

CARDADORES DE VALE DE ÍLHAVO E CARETOS DE PODENCE INTEGRAM A COLEÇÃO DE 11 VOLUMES SOBRE OS RITUAIS COM MÁSCARA

No passado dia 6 de Dezembro foram apresentados, no Museu Nacional de Arqueologia, mais dois volumes inseridos na coleção "Rituais com Máscara", fazendo um total de seis volumes que levam até ao leitor as maiores festas portuguesas cuja atração principal é a máscara.

cardadoresilhavo.jpg

A apresentação dos livros dedicados aos Cardadores de Vale de Ílhavo e aos Caretos de Podence contou com a presença de várias personalidades envolvidas no projeto entre as quais o presidente da Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros, Duarte Moreno, o vereador de turismo e cultura da Câmara Municipal de Ílhavo, Paulo Costa, a diretora de cultura da Fundação Inatel, Carla Raposeira, o diretor do MNA, António Carvalho, o presidente da Progestur de Hélder Ferreira, o conselheiro de Estado, Adriano Moreira e as autoras destes dois volumes da coleção, Elisa Martins Alves (Rituais com Máscara - Ílhavo) e Patrícia Cordeiro (Rituais com Máscara – Macedo de Cavaleiros).

Os convidados foram recebidos num pequeno cocktail e brindados com o inconfundível barulho dos chocalhos dos Caretos de Podence e com o característico aroma dos Cardadores de Vale de Ílhavo que desfilaram pela sala as suas imponentes máscaras.

Ao longo da apresentação foi reforçada a importância de se fazer uma coleção que pretende dar voz àqueles que vivem genuinamente estas tradições, beneficiando a perspetiva de quem é parte integrante destas festas, mostrando assim a importância das populações na preservação e continuidade destas origens carregadas de simbolismo.

Cada livro foi apresentado pela respetiva autora, tendo sido igualmente referenciado o prazer que as mesmas tiveram na realização da obra, destacando a disponibilidade e amabilidade com que foram recebidas pelos protagonistas destas celebrações, responsáveis por transmitir a verdadeira essência destas tradições que fazem dos Caretos e Cardadores fortes figuras da cultura popular portuguesa.

A “Rota das Máscaras em Portugal”, uma parceria entre a Fundação INATEL e a Progestur, foi abordada pela diretora da cultura da Fundação Inatel, que deu a conhecer mais sobre esta iniciativa que congrega não só as festas de rituais com máscara mas também a gastronomia, património cultural material e imaterial, paisagens, entre muitas outras atrações dos municípios envolvidos.

Foram muitos os interessados na coleção que procuram o posto de venda de livros, não só para comprar alguns exemplares, mas também para obter mais informações acerca do projeto e possíveis colaborações.

Não perca os seis livros, já editados, da coleção "Rituais com Máscara" no site da Progestur e esteja atento/a aos futuros lançamentos já em 2017.

PÓVOA DE LANHOSO É MUNICÍPIO FAMILIARMENTE RESPONSÁVEL

Póvoa de Lanhoso recebeu bandeira de Autarquia Mais Familiarmente Responsável

O Presidente da Câmara Municipal, Manuel Baptista, já trouxe para a Póvoa de Lanhoso mais uma bandeira de Autarquia Mais Familiarmente Responsável – a sétima consecutiva. A entrega decorreu na passada quarta-feira, dia 7 de dezembro, em Coimbra.

Bandeira Autarquia Mais Familiarmente Responsavel 2016 a.jpg

“Foi com orgulho que participei nesta sessão, onde um grupo restrito de autarquias recebeu esta distinção. Não procuramos títulos, porque trabalhamos para as pessoas, mas estes reconhecimentos são um incentivo pois confirmam que estamos no caminho certo”, salienta Manuel Baptista.

A distinção é atribuída todos os anos pelo Observatório das Autarquias Mais Familiarmente Responsáveis, que tem como objetivos principais acompanhar, galardoar e divulgar as melhores práticas das autarquias portuguesas em matéria de responsabilidade familiar.

O Município da Póvoa de Lanhoso tem apostado fortemente numa forte política transversal de apoio aos Povoenses de todas as idades, através de medidas como o Naturalanhoso; como o subsídio de apoio ao pagamento das rendas de casa; como as bolsas de estudo e os prémios de mérito escolar; o apoio social escolar; os transportes escolares; os manuais escolares gratuitos para alunos com mais necessidades; os cartões municipais; a rede de Centros de Convívio; o trabalho do Banco de Voluntariado e da Loja Social; e o Serviço para a Promoção da Igualdade de Género, de entre outras.

Em outubro, a Póvoa de Lanhoso recebeu o prémio Viver em Igualdade, uma iniciativa bienal, promovida pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, que distingue os municípios com boas práticas na integração da dimensão da Igualdade de Género, Cidadania e Não Discriminação.

A participação em projetos e redes internacionais também tem sido uma preocupação. O município foi escolhido pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra para realizar os seus estudos sobre as boas práticas em Igualdade de Género implementadas pelos municípios (projeto "Local Gender Equality - Mainstreaming de género nas comunidades locais"), e, neste âmbito, a partilha de boas práticas tem sido uma realidade, nomeadamente através de uma deslocação a Oslo, na Noruega, no final do ano passado. Destaque ainda para a vinda de um grupo de Kyoto, no Japão, à Póvoa de Lanhoso, no último mês de setembro, a convite da CIG.

A par disto, o município foi considerado pela Organização Mundial de Saúde como “Cidade Amiga dos Idosos”, integra a “Rede Internacional de Cidades Educadoras” e prepara-se para ser reconhecida como “Cidade Amiga das Crianças”.

GUIMARÃES VAI SER DISTINGUIDA COM BANDEIRA CIDADES DE EXCELÊNCIA

CERIMÓNIA NA SEGUNDA-FEIRA, 12 DEZEMBRO

Apresentação de rede de percursos cicláveis entre as vilas e a cidade contribuiu para a atribuição da distinção. Sessão protocolar decorre no início da próxima semana.

Guimaraes_Camara_Municipal (1).JPG

A Câmara Municipal de Guimarães recebe na próxima segunda-feira, 12 de dezembro, a Bandeira Cidades de Excelência – Nível II como reconhecimento público do trabalho que a autarquia tem vindo a desenvolver no âmbito da qualificação urbana, valorização patrimonial, ambiental e coesão social. A cerimónia, agendada para o Salão Nobre dos Paços do Concelho, terá início às 11 horas.

A distinção, atribuída pela Rede de Cidades e Vilas de Excelência, é justificada «com o grau de evolução da implementação do Plano de Ação Local» proposto pelo Município aquando da adesão à Rede de Cidades e Vilas de Excelência, em matéria de planeamento estratégico e de ações especificas no quadro dos planos estratégicos, de mobilidade e de regeneração urbana em sede de candidaturas ao Portugal 2020, PI 4.5, 6.5 e 9.8 da Política de Cidades.

No que concerne a estes eixos, o Plano de Ação Local visou o tema da valorização patrimonial, ambiental e coesão social, como sucede com o esboço de toda a rede de percursos cicláveis entre as vilas e a cidade, com lugar à divulgação pública desta intervenção bem como da intenção deste projeto. De referir que esta rede foi englobada e considerada estratégica no plano de mobilidade urbana sustentável e plano estratégico de desenvolvimento urbano de Guimarães.

MONÇÃO REALIZA EXPOSIÇÃO EVENDA DE NATAL

A Casa Museu de Monção, Unidade Cultural da Universidade do Minho, sediada na vila de Monção, conforme é tradição, disponibiliza uma vez mais, a sua Sala de Exposições Temporárias para a exposição/venda de Natal dos trabalhos elaborados pelos utentes da APPACDM - Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental do núcleo de Monção, este ano até 23 de dezembro. 

A entrada é livre!

MUNICÍPIO DE GUIMARÃES CONSTRÓI PASSAGEM PEDONAL EM LORDELO

EM FASE DE CONSTRUÇÃO

Passagem superior pedonal na VIM instalada em Lordelo no início de 2017

Estrutura está em fase de construção e será colocada em Lordelo no princípio do novo ano. Intervenção vai reforçar condições de segurança. 

Lordelo_VIM_Ponte_Pedonal.jpg

A passagem superior pedonal na Via Intermunicipal (VIM), no lugar de Enxudres, em Lordelo, será colocada no início do próximo ano. O acesso, que demora dois meses a ser fabricado, encontra-se já em processo de construção, desde o dia 23 de novembro.

Em termos de prazos, a empreitada não inicia em campo, uma vez que a estrutura está a ser programada na empresa responsável por executar a edificação pré-fabricada. Com um prazo global de três meses, a obra de construção da passagem superior, orçada em 126.490,80 euros, valor ao qual acresce a taxa de IVA em vigor, iniciará brevemente as suas fundações, ficando posteriormente a aguardar pela conclusão da estrutura, que deverá ocorrer no final do janeiro.

Recentemente, a Câmara Municipal de Guimarães procedeu a obras de requalificação na VIM no percurso rodoviário respeitante ao seu concelho. A intervenção no pavimento abrangeu áreas geográficas relativas aos territórios das vilas de Lordelo e Serzedelo e da freguesia de Guardizela, numa extensão total de 5,7 quilómetros.

Com um valor de 2 milhões e 360 mil euros, as obras tiveram como objetivo aumentar a segurança rodoviária aos automobilistas que diariamente utilizam aquela movimentada via. O âmbito da intervenção contemplou, também, a colocação de separadores centrais que eliminaram o risco de colisões frontais. A reabilitação do pavimento teve igualmente como função diminuir o ruído na circulação automóvel e aumentar o conforto dos utilizadores da VIM, além de ter sido realizada uma reformulação dos órgãos de drenagem de toda a via, entre os quais, aquedutos, valetas e sarjetas.

«O perfil da estrada tem agora um aspeto urbano, com balizadores e marcas refletoras, passeios para os peões, requalificação da rede de iluminação pública com a colocação de novos sistemas nas novas rotundas e cruzamentos, na sequência da elaboração de um estudo que foi efetuado para uma melhor regulação do tráfego», disse o Presidente do Município de Guimarães, Domingos Bragança.

CÂMARA DE CAMINHA DISTINGUIDA COM O GALARDÃO ECO XXI

No distrito de Viana do Castelo, apenas dois municípios concorreram

A Câmara de Caminha foi este ano uma das distinguidas, a nível nacional, com o Galardão ECO XXI, quetem por objetivo reconhecer e divulgar as boas práticas dos municípios na promoção do desenvolvimento sustentável. Os critérios são bastante exigentes e menos de meia centena de câmaras concorreram, sendo que no distrito apenas Caminha e Viana do Castelo foram premiadas.

O ECOXXI é um Programa de educação para a sustentabilidade, implementado em Portugal pela ABAE e dirigido principalmente aos técnicos e decisores dos municípios considerados agentes privilegiados de promoção do desenvolvimento sustentável a nível local.

O propósito é a identificação e o reconhecimento de boas práticas de sustentabilidade valorizando, entre outros, dois aspetos:a educação no sentido da sustentabilidade e a qualidade ambiental.

A avaliação dos municípios baseia-se na análise de 21 indicadores de sustentabilidade local. Os critérios permitem aferir a implementação de boas práticas nas áreas da Educação Ambiental para o Desenvolvimento Sustentável; Sociedade Civil; Instituições; Conservação da Natureza; Ar; Água; Energia; Resíduos; Mobilidade; Ruído; Agricultura; Turismo e Ordenamento do Território.

“Num país onde as iniciativas lideradas por organizações não-governamentais do ambiente revelam grande dificuldade em expandir-se ou até sobreviver durante muito tempo, o Programa ECO XXI destaca-se pela sua sustentabilidade em termos de qualidade e reputação junto de um universo cada vez mais alargado de entidades e pessoas”, referiu a propósito dos 10 anos do Programa, João Ferrão, membro do Conselho Científico das Ciências Sociais e Humanidades (FCT) e do Conselho Nacional do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, e investigador principal do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.

Para este especialista, o Programa ECO XXI “tem vindo a estimular, de forma persistente, uma maior consciencialização ambiental, a formação e capacitação de técnicos autárquicos e uma efetiva alteração de comportamento e de prioridades políticas nas áreas em que intervém”.

BRAGA REALIZA ARRANJOS EXTERIORES NO MERCADO MUNICIPAL

Arranjos exteriores do Mercado Municipal melhoram usufruto e mobilidade urbana. Proposta será analisada em reunião do Executivo Municipal

Na próxima Reunião do Executivo Municipal, que se realiza Segunda-feira, dia 12 de Dezembro, será apreciada a proposta de execução dos arranjos exteriores do Mercado Municipal de Braga, na Praça do Comércio.

Mercado municipal3668.jpg

Esta primeira fase do processo de renovação do Mercado Municipal tem o custo estimado de 1 099 655.98€, valor ao qual acresce o IVA a 6%. O investimento será financiado pelo Norte2020. A esta candidatura para arranjo dos espaços exteriores, que tinha de ser submetida a fundos comunitários até final deste mês, irá juntar-se a candidatura para renovação do próprio Mercado, cujo concurso público deverá ser lançado em Março de 2017.

A intervenção proposta cumpre com a intenção Municipal subjacente à requalificação do espaço público: a melhoria da imagem do centro histórico da Cidade e das suas condições de usufruto e mobilidade urbana. A redefinição do espaço exterior envolvente ao Mercado Municipal de Braga tem como objectivo corrigir fragilidades decorrentes do modo como o espaço urbano em torno do equipamento se articula, bem como compatibilizar o seu desenho com as alterações de funcionamento propostas para o edifício do Mercado em si.

As grandes alterações prendem-se com o alargamento do espaço pedonal, com a mudança de local e de funcionamento da Feira e com a inversão do actual sentido do trânsito.

Em frente à fachada principal, a zona pedonal estender-se-á até à linha de árvores existentes no separador central das vias. Esta opção permite dignificar o espaço pedestre, valorizar os modos suaves de mobilidade, criar um potencial palco para actividades económicas e culturais na frente da praça e criar um espaço de esplanada que sirva a nova ala de restauração do Mercado.

Na frente da fachada principal, na praça pedonal acima mencionada, existirá uma via de acesso condicionado reservada apenas a Transportes Públicos que servirá as linhas vindas da Rua Abade Loureira. A paragem na frente do Mercado, em conjunto com a da Travessa do Carmo, continuará a configurar o importante interface entre duas linhas actualmente existente no mesmo local.

A transição entre essa esplanada e a restante praça será feita através de degraus espaçados. No acesso secundário do Mercado (esquina Noroeste) será criado também um alargamento do espaço pedonal público para que seja conferida uma escala digna a essa zona de acesso e uma plataforma de chegada ao através da modelação do terreno.

No que respeita à localização da feira pretende-se que esta deixe de ser um constrangimento para a actividade económica realizada no Mercado e para a própria Cidade no que à ocupação e manutenção do espaço público em boas condições de manutenção e funcionamento diz respeito.

A alteração proposta para a Feira configura-se, nesta nova proposta, com a sua concentração na rua a Sul do Mercado, regulando este tipo de comércio que, pela sua natureza, tende a ser caótico, libertando o restante espaço em torno do Mercado da pressão por ela causada.

De modo a optimizar o funcionamento da Feira e a eliminar barreiras à livre circulação, a via passará a estar ao nível do passeio, configurando assim um espaço pedonal contínuo e apenas demarcando as áreas pedestres e com diferentes pavimentos e dissuasores de trânsito.

AMARES DESMANTELA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS EM OMBRA

Município de Amares iniciou o desmantelamento da ETAR da Ombra

Tendo por base o desenvolvimento local sustentável e a melhoria de condições de vida da população, o Município de Amares acaba de dar mais um importante passo, iniciando os trabalhos de desmantelamento da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) da Ombra, junto ao Rio Cávado, na Freguesia de Ferreiros.

Foto 1 - Principal.jpg

Reconhecendo a importância do ambiente para a qualidade de vida dos munícipes, o vice-presidente da Câmara Municipal de Amares, Isidro Araújo, lembra que “aquele equipamento funcionou durante anos a fio sem capacidade de resposta às reais necessidades de um território que se pretende em pleno desenvolvimento, com graves prejuízos ambientais, provocando maus odores e comprometendo a qualidade das águas”. “Felizmente este espaço espera uma nova vida com a candidatura já apresentada a fundos comunitários”, sublinha Isidro Araújo.

O vice-presidente destaca, ainda, os benefícios já decorrentes da desativação da ETAR há cerca de um ano, dizendo que “com a adesão ao sistema multimunicipal de recolha de efluentes de águas residuais através das Águas do Norte, o Município de Amares passou a dispor de tratamento dos efluentes de forma adequada, contribuindo, para a melhoria da qualidade da água do rio Cávado da vida das populações”.

MUNICÍPIO DE PONTE DE LIMA REFORÇA APOIO ÀS FREGUESIAS

O Município de Ponte de Lima continua a sua política de desenvolvimento sustentável junto das freguesias, com o intuito de promover a beneficiação e a melhoria dos equipamentos essenciais para a qualidade de vida da população.

vila 2003 ctr 2 (3).jpg

Assim, em reunião de Câmara, o executivo aprovou a concessão de verbas para apoio às freguesias do concelho. A comparticipação será no total de 165 388,86 euros, divididos pelas freguesias S. Pedro D’Arcos, Poiares, Bertiandos, Ribeira e Santa Comba. Esta verba terá como objetivo a beneficiação da rede viária em algumas ruas com mais necessidades nas respetivas freguesias.

Na Freguesia de S. Pedro D’ Arcos, a Câmara Municipal deliberou por unanimidade atribuir uma comparticipação financeira de 70% até ao montante máximo de 30.644,60 euros, destinada a comparticipar a obra de "Beneficiação da Rua do Alto", a transferir à medida da execução da obra.

Quanto à freguesia de Poiares foi atribuída a quantia de 13.258,06 euros, destinada à obra de "Beneficiação da Rua da Fonte da Figueira, Beco do Calvário e Travessa das Fontes", a transferir à medida da execução da obra.

Já na Freguesia de Bertiandos, o executivo decidiu atribuir a verba de 13.557,00 euros, destinada à obra de "Beneficiação da Rua de Crasto".

A freguesia da Ribeira vai usufruir da maior parte do montante total, contando com 90.280,20 euros, destinada a obra de "Pavimentação nos caminhos do lugar do Carrascal", a transferir à medida da execução da obra.

A Freguesia de Santa Comba vai ser beneficiada com a montante de 17.649,00 euros, destinada à obra de "Beneficiação da Rua de Crasto e Travessa do Crasto”.

O Município de Ponte de Lima continua a sua política de desenvolvimento sustentável junto das freguesias, com o intuito de promover a beneficiação e a melhoria dos equipamentos essenciais para a qualidade de vida da população.

Assim, em reunião de Câmara, o executivo aprovou a concessão de verbas para apoio às freguesias do concelho. A comparticipação será no total de 165 388,86 euros, divididos pelas freguesias S. Pedro D’Arcos, Poiares, Bertiandos, Ribeira e Santa Comba. Esta verba terá como objetivo a beneficiação da rede viária em algumas ruas com mais necessidades nas respetivas freguesias.

Na Freguesia de S. Pedro D’ Arcos, a Câmara Municipal deliberou por unanimidade atribuir uma comparticipação financeira de 70% até ao montante máximo de 30.644,60 euros, destinada a comparticipar a obra de "Beneficiação da Rua do Alto", a transferir à medida da execução da obra.

Quanto à freguesia de Poiares foi atribuída a quantia de 13.258,06 euros, destinada à obra de "Beneficiação da Rua da Fonte da Figueira, Beco do Calvário e Travessa das Fontes", a transferir à medida da execução da obra.

Já na Freguesia de Bertiandos, o executivo decidiu atribuir a verba de 13.557,00 euros, destinada à obra de "Beneficiação da Rua de Crasto".

A freguesia da Ribeira vai usufruir da maior parte do montante total, contando com 90.280,20 euros, destinada a obra de "Pavimentação nos caminhos do lugar do Carrascal", a transferir à medida da execução da obra.

A Freguesia de Santa Comba vai ser beneficiada com a montante de 17.649,00 euros, destinada à obra de "Beneficiação da Rua de Crasto e Travessa do Crasto”.

FAMALICÃO COMEMORA 40 ANOS DE PODER LOCAL DEMOCRÁTICO

Comemorações decorrem na próxima segunda-feira, dia 12, a partir das 18h00 nos Paços do Concelho

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, convida os órgãos de comunicação social a participar nas comemorações dos 40 anos de Poder Local Democrático em Famalicão (1976-2016), que decorrem na próxima segunda-feira, dia 12 de dezembro, nos Paços do Concelho.

Pelas 18h00, será inaugurada a exposição documental “40 anos de Poder Local, 1976-2016”, no átrio, seguindo-se pelas 18h30, a sessão solene de homenagem aos primeiros autarcas eleitos em Famalicão, no salão da Assembleia Municipal.

De acordo com Paulo Cunha, “as eleições autárquicas de 1976 instituíram o poder local democrático em Portugal. Este foi o primeiro e decisivo passo instituidor de uma dinâmica de crescimento do País em todo o território, determinante para a sua coesão social e territorial e para qualificação da vida dos portugueses”.

Depois da Revolução dos Cravos, efetuada na madrugada do dia 25 de Abril de 1974 pelo Movimento das Forças Armadas, Portugal passou a viver num regime democrático. Contudo, não se efetuaram logo eleições, pois primeiro foi necessário estabilizar o país e proceder à organização das instituições para que se pudesse levar a cabo todo o recenseamento eleitoral e dar tempo às estruturas partidárias de se organizarem e apresentarem as suas propostas.

Assim, só a 12 de Dezembro de 1976 se realizaram as primeiras Eleições Autárquicas Democráticas que instituíram o poder local com autonomia consagrada constitucionalmente.

Nestas eleições, foram eleitos no país 304 presidentes de câmara municipais, 5135 deputados municipais, e cerca de 26 mil deputados para as assembleias de freguesia. Em Vila Nova de Famalicão, foram eleitos 108 autarcas.

Refira-se que as comemorações dos 40 anos de Poder Local democrático inserem-se no âmbito do projeto “Conta-me a História”, que a Câmara Municipal está a desenvolver sobre o processo de consolidação democrática em Portugal.

O trabalho desenvolvido ao longo deste processo tem trazido à luz do dia novos documentos e tem despertado o interesse e a adesão de importantes testemunhas que viveram e tiveram participação ativa nos principais acontecimentos políticos e sociais que ocorrerem em Portugal entre 1974 e 1976.

Para além da apresentação do documentário “O Filme do 25 de Abril em Famalicão”, o projeto contou ainda com a realização de uma mesa redonda em 25 de Novembro de 2015, dia associado ao final do PREC – Período Revolucionário em Curso, e com uma conferência por Diogo Freitas do Amaral no dia 3 de abril último, sobre os 40 anos da Constituição da República Portuguesa.

VILA PRAIA DE ÂNCORA: TRAVESSA DO TEATRO VAI MESMO TER PASSAGEM INFERIOR PEDONAL

Miguel Alves: uma grande vitória de Vila Praia de Âncora, sobretudo de todos os que não desistiram

A Travessa do Teatro, em Vila Praia de Âncora,vai ser dotada de uma passagem inferior pedonal sob a Linha do Minho, devolvendo à população, em completa segurança, uma travessia histórica. Após uma longa e complexa negociação, a Câmara e a empresa Infraestruturas de Portugal (IP) chegaram a acordo. “Não foi fácil mas é verdade: Vila Praia de Âncora terá uma passagem desnivelada sob o caminho-de-ferro junto à Travessa do Teatro. A Câmara Municipal e a Infraestruturas de Portugal chegaram a acordo sobre a construção desta passagem que vai voltar a juntar a Vila, a zona de comércio com a praia e a potenciar o seu desenvolvimento”, garante Miguel Alves.

O presidente da Câmara de Caminha conseguiu sensibilizar a empresa para a importância da travessia pedonal e ficou acordado que a obra será realizada no contexto da eletrificação da linha do Minho, de Viana até Valença, incluída no Plano Ferrovia 2020. Trata-se de uma intervenção previsivelmente bastante onerosa, do ponto de vista financeiro, mas sem custos diretos para a Câmara nesta fase. Neste momento, está terminada a negociação entre o Município e a IP, que permitiu também assegurar as responsabilidades de cada uma das entidades. A empresa desenvolverá o projeto e realizará a empreitada, sempre em coordenação e colaboração com a Câmara, e o Município, na fase de exploração, assegurará a conservação e manutenção da passagem inferior pedonal, nos termos do protocolo a celebrar entre ambas. 

Recorde-se que Miguel Alves, mesmo antes de ser eleito, reuniu com a REFER.Convidou, na altura, o seu presidente a visitar o local, e assumiu perante a população, ainda em campanha eleitoral, o compromisso de lutar pela melhor solução para a travessia e para Vila Praia de Âncora. Entretanto, o Executivo anterior tinha já dado nota publicamente do corte de relações com a empresa.

Assim, conta o presidente da Câmara, “o mais difícil foi remendar as asneiras do passado. No mandato anterior, como é público, a autarquia entendeu seguir uma política de confrontação com a REFER e cometeu o disparate de cortar relações institucionais com a empresa. Como prometido, reatámos essa relação tentando consolidar uma relação de confiança. Explicámos à IP que as pessoas e o comércio de Vila Praia de Âncora não podiam pagar pelos erros do passado, explicámos ao Governo que as obras de modernização da Linha do Minho seriam uma excelente oportunidade para avançar com este investimento”.

Discretamente,“enquanto alguns se entretinham a repetir que a obra era impossível e que a Câmara faltava a verdade, entendemos que devíamos seguir o nosso caminho, negociar e encontrar uma solução. Ela cá está: a obra será feita no âmbito da eletrificação da Linha do Minho e não vai custar um cêntimo aos cofres depauperados do Município. Uma grande vitória de Vila Praia de Âncora, sobretudo de todos os que não desistiram”, conclui o presidente.

Recorde-se que as intervenções planeadas na Linha do Minho foram também identificadas como um dos investimentos prioritários pelo Plano Estratégico de Transportes e Infraestruturas – Horizonte 2014-2020 (PETI3+).

O projeto de modernização da Linha do Minho compreende intervenções já concluídas e intervenções em planeamento. Tudo aponta para que o concurso,de que fará parte a travessia inferior pedonal junto à Travessa do Teatro, em Vila Praia de Âncora, possa ser lançado no início do próximo ano, devendo estar concluído em meados de 2017. Só aí se iniciará a obra da modernização, no contexto da qual será feita a passagem da Travessa do Teatro.

Apesar do encerramento ao trânsito automóvel, devido a acordo anterior e a problemas legais, a circulação pedonal manteve-se até 2009, ano em que a travessia foi fechada, mas a população nunca se conformou.

A Infraestruturas de Portugal é a empresa pública que resulta da fusão entre a Rede Ferroviária Nacional – REFER, E.P.E. (REFER, E.P.E.) e a EP - Estradas de Portugal, S.A. (EP, S.A.).Essa fusão foi consagrada em junho de 2015.

VIMARANENSES COMEM SOPA POR SOLIDARIEDADE

ESTE SÁBADO DE MANHÃ, 10 DE DEZEMBRO

“Sopa Solidária” na Horta Pedagógica de Guimarães entrega cabaz de Natal ao Centro Juvenil São José

Utentes vão confecionar sopa na Horta com os legumes que lá produziram. Oferta de Cabaz de Natal inclui também lista de necessidades indicada pela instituição beneficiada este ano. Entrega está marcada para amanhã, às 12:30 horas.

Guimaraes_Sopa_Solidaria.JPG

A Horta Pedagógica de Guimarães recebe este sábado, 10 de dezembro, a partir das 10 horas, a terceira edição da iniciativa “Sopa Solidária na Horta”, cujo objetivo é promover a sensibilização para a recolha solidária de excedentes produzidos pelos utilizadores da Horta Pedagógica de Guimarães, contribuindo para a oferta de um cabaz de Natal.

Os produtos angariados serão destinados ao Lar de Infância e Juventude Centro Juvenil de São José, instituição particular de solidariedade social, dedicada ao acolhimento e inserção social de crianças e jovens sem o apoio familiar essencial ou em risco de exclusão social. Tem capacidade para acolher e ter à sua responsabilidade, no seu Lar de Infância e Juventude, cerca de 40 crianças e jovens dos 6 aos 18 anos.

A realização da iniciativa “Sopa Solidária na Horta” resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal de Guimarães, o Laboratório da Paisagem e a superfície comercial Bolama. Além dos produtos provenientes da Horta, os participantes podem contribuir com artigos indicados pela instituição, designadamente, produtos de higiene pessoal, toalhas de banho, lençóis para camas individuais, edredons, boxers elásticos e meias.

BRAGA É MUNICÍPIO FAMILIARMENTE RESPONSÁVEL

Braga eleita ‘Autarquia + Familiarmente Responsável’. Município reconhecido pelo terceiro ano consecutivo

A Câmara Municipal de Braga foi distinguida, pela terceira vez consecutiva, como ‘Autarquia + Familiarmente Responsável, título atribuído pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis (OAFR), tendo recebido ontem, dia 07 de Dezembro a ‘Bandeira Verde’, símbolo desta distinção, na Associação Nacional de Municípios, em Coimbra.

Familiarmente resp.jpg

Por se tratar do terceiro ano consecutivo, o Município Bracarense recebeu, ainda, a distinção de ‘Palma’, demonstrando a aposta efectiva em políticas municipais mais amigas das Famílias Bracarenses que contribuem, decisivamente, para o aumento da qualidade de vida dos Cidadãos.

“Esta distinção é o reconhecimento do trabalho efectuado em prol dos Bracarenses. Sempre definimos a área do apoio social como uma das prioridades da nossa actuação e o facto de recebermos este título pelo terceiro ano consecutivo, é algo que nos deixa extremamente satisfeitos”, referiu Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a cerimónia de entrega da ‘Bandeira Verde’.

Várias foram as medidas e as políticas sociais e “familiarmente responsáveis” implementadas pelo actual executivo municipal e que em muito contribuíram para atribuição deste galardão, entre elas destaque para a implementação da redução dos tarifários de água e saneamento, que tem em consideração o número de pessoas por agregado familiar, não penalizando as famílias mais numerosas; a política generalizada de oferta de manuais escolares; o reforço dos apoios conferidos aos alunos de escalão A e B; o reforço no apoio ao transporte escolar; o reforço do apoio nas refeições escolares; comparticipação da taxa de IRS para as famílias; a redução do IMI; o projecto Pimpolho de prevenção da ambliopia aos alunos do pré-escolar, o programa de apoio à vacinação; o programa Braga a Sorrir de saúde oral para os mais carenciados; os Cartões Sénior e Famílias Numerosas e o projecto ‘Avóspedagem’.

Segundo o Autarca, "são muitos os Bracarenses que diariamente beneficiam de uma melhoria evidente da sua qualidade de vida, fruto das medidas implementadas pelo actual Executivo, e vamos continuar a efectuar todos os esforços para que Braga seja cada vez mais uma Cidade amiga das famílias e onde os mais jovens encontrem todas as condições para se fixar e constituir a sua vida”.

O Observatório avalia a forma como cada um dos municípios trata um total de 12 áreas como o apoio à maternidade e paternidade, o apoio às famílias com necessidades especiais, a educação, a habitação, os transportes, a saúde ou a cultura e o desporto. Este ano, concorreram às bandeiras verdes 109 municípios, dos quais 58 recebem o galardão, 37 dos quais pela terceira vez consecutiva, onde Braga se inclui.

Braga foi uma das autarquias a responder ao inquérito realizado pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis a nível nacional e onde foram analisadas as políticas de família dos municípios em dez áreas de actuação: 1. apoio à maternidade e paternidade; 2. apoio às famílias com necessidades especiais; 3. serviços básicos; 4. educação e formação; 5. habitação e urbanismo; 6. transportes; 7. saúde; 8. cultura, desporto, lazer e tempo livre; 9. cooperação, relações institucionais e participação social; 10. outras iniciativas. São ainda analisadas as boas práticas das autarquias para com os seus funcionários autárquicos em matéria de conciliação entre trabalho e Família.

A Bandeira Verde tem como principal objectivo dar visibilidade às autarquias com boas práticas e incentivar as restantes a fazerem mais e melhor no âmbito das políticas de apoio à família. A iniciativa favorece o diagnóstico interno e promove a cooperação entre as autarquias, ajudando efectivamente à criação de uma cultura favorável à família e à conciliação Família/Trabalho.

...E JORGE ALMEIDA SANTOS REPLICA!

Carta aberta ao Senhor Presidente da Assembleia Geral da Federação do Folclore Português

418827_3406505525304_152325379_n.jpg

Exmº Senhor Lopes Pires

Tenho assistido ao desenrolar do processo eleitoral dos Corpos Sociais para o próximo triénio com espanto e indignação. - Espanto porque nunca imaginei que pessoas que se querem a um determinado nível comportamental tenham descaído para as formas mais baixas e condenáveis de condução de uma campanha que deveria ser séria, construtiva e com elevação. - Indignação pelos termos usados e, principalmente, pelo insulto a uma pessoa que, como qualquer outra, merece o respeito da sua vida particular. Discutam a sua gestão, apontem-lhe as falhas mas não entrem na esfera da sua saúde para fundamentarem o insucesso. Do Senhor, tenho as melhores referências e devo dizer-lhe, com toda a franqueza e frontalidade, que esperava de si a neutralidade requerida como presidente do órgão que organiza e controla o acto eleitoral do próximo domingo. Não creio que tenha procedido bem ao convocar uma assembleia eleitoral para “dentro” de um congresso. Embora formalmente separados, na prática vão decorrer em simultâneo na manhã do segundo dia o que, como deve calcular (é uma pessoa inteligente e muito experiente), vai causar muito ruído e perturbação com as pessoas divididas entre os dois actos, não excluindo as movimentações dos corredores. Permita-me que lhe diga achar esta decisão totalmente desajustada e merecedora de uma data e local exclusivamente dedicados. Mediante as movimentações das listas candidatas e dos problemas que afligem todos quanto incorporam a FFP, seria urgente e necessário um debate onde se identificassem todos os pontos fracos e quais as soluções apresentadas por cada uma das candidaturas ou restantes participantes. A Assembleia Geral não se pode furtar à responsabilidade de promover e moderar o debate. É uma das suas atribuições. Porquê uma carta aberta ao Presidente da Direcção? Porquê agitar os ânimos? Porque não convoca, então, uma Assembleia onde tudo isso possa ser debatido cara a cara, olhos nos olhos com quem de direito? Fica à espera do formalismo de uma resposta nos mesmos termos? Continua a tratar formalmente por carta muitos dos assuntos podem ser resolvidos pessoal e telefonicamente para um bom funcionamento da instituição? Por último, pergunto-lhe se se revê no líder da sua Lista A que acusa em manifesto eleitoral o seu Presidente de Direcção sofrer de “patologia bipolar “ para justificar o seu mau desempenho, entrando sua vida privada, pessoal que diz respeito à sua intimidade e, mesmo que conhecida, não deve ser divulgada por outrem de uma forma amplificada violando os princípios fundamentais do cidadão? É esse o seu líder de lista, de Direcção que apoia? Pretende libertar-se de um presidente ineficiente e alia-se a um candidato com este nível de intervenção? Sente-se confortável? Não esperava este seu manifesto dissimulado em carta aberta ao presidente. Tinha-o como uma reserva moral mas, francamente, fiquei decepcionado e apreensivo porque não vejo gente capaz de lutar com lealdade e serenidade para defender a Federação e mais se configura com uma luta por promoções pessoais servindo-se da instituição como degrau. Vai presidir à Assembleia Geral eleitoral. Sente-se confortável nesse papel quando apoia e integra uma das listas em disputa? Não tenho a menor dúvida da sua seriedade mas tem que transparecê-la para tranquilidade dos eleitores. Com todo o respeito, apresento-lhe os melhores cumprimentos na esperança de ainda poder estatutariamente alterar a Assembleia prevista para o dia 11 para uma data conveniente de forma a um amplo debate na presença dos associados, e não atrás dos teclados, na defesa da Federação do Folclore Português. Jorge Manuel de Almeida Santos - Moita - Portugal

PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA GERAL DA FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS QUESTIONA PRESIDENTE DA DIRECÇÃO

CARTA ABERTA AO SENHOR FERNANDO FERREIRA DA SILVA

2657297_claJq.jpeg

Prezado Amigo

Era assim, durante muitos anos, que costumava iniciar as comunicações que lhe endereçava. Porém, dada a forma como ultimamente me tem tratado, acho que devo dobrar língua, como diz o nosso povo. Recomecemos, então:

Senhor Presidente da Direção da FFP

Pensei muito antes de lhe dirigir esta carta, mas as circunstâncias e o Senhor empurraram‐me.    

Pensava que o Senhor não deveria ter dúvidas sobre a        amizade e lealdade que lhe dispensei ao longo dos muitos anos em que juntos pugnámos pela FFP.

Respondi sempre positiva e rapidamente às suas solicitações, dei sempre o melhor do      meu saber – que, sei, não é muito para o ajudar em          tudo quanto precisou.

Para o defender, cheguei quase a incompatibilizar‐me com Amigos velhos. Até    para me entregar a documentação referente à lista B, lhe procurei facilitar a entrega, indo, inclusive, ao         encontro do seu mensageiro

Assim como, a seu pedido ou da pessoa que o representava, lhe dei as minutas     para as várias declarações do processo, para que tudo estivesse em ordem.

E de que forma tenho sido retribuído? Não lhe vou atribuir qualificativos; mas vou apenas relatar dois ou três factos que possibilitem uma apreciação justa por parte de quem nos observa para efeitos de próxima votação.

Fui reler a sua “carta aberta”, sem data, mas que recebi por correio electrónico em 3 de Novembro de 2016. E agora ainda fiquei mais admirando do que quando da primeira leitura. Mas, para não tornar esta carta demasiado longa (refiro-me apenas a alguns (poucos) dos carinhos que dispensa aos componentes da lista A, seus colaboradores leais durante anos e anos, nos quais me incluo:

  1. … Com mentiras descaradas… Quais são? Diga-nos.

E ao resto não me refiro.

  1. Da tal carta aberta consta: “Quem me conhece sabe bem que a Educação que me foi dada no berço me incutiu valores de Humanidade, Respeito, Educação e Honra”. Diga-me então: porque razão não respondeu a nenhuma das três cartas que lhe enviei entre os dias 18 e 27 de Novembro, a propósito do lamentável caso de um grupo madeirense que, embora devesse vir a ser visitado na semana de 17 de Dezembro, com cerca de um mês de antecedência já anunciava, com grandes parangonas que nesse dia 17 iria receber o diploma de sócio efectivo.
  2. O senhor nunca me respondeu, mas diga-me agora: Quem deu a ordem à secretaria da FFP para informar o grupo em causa que lhe ia ser entregue o diploma no tal dia 17, mesmo sem ser visitado nem cumpridos os regulamentos que o senhor ajudou a fazer?
  3. No dia 3 de Dezembro escrevi-lhe de novo para lhe pedir informação sobre um caso grave relacionado com a lista B. E o senhor que fez? O costume: não respondeu.
  4. Que raio de Presidente da Mesa da Assembleia Geral sou eu que não consigo obter uma resposta do senhor Presidente da Direcção em matérias correntes da vida da FFP?
  5. Todas as cartas merecem uma resposta, aprendi já não sei quando nem onde.

Penso que o senhor não vai ganhar as eleições porque os sócios da FFP são inteligentes, sabem distinguir o trigo do joio e não querem continuar a assistir a atropelos dos princípios que regem a nossa grande instituição.

Mas, se me enganar, aqui deixo um conselho que não me pediu, mas que me sinto na obrigação de lhe dar, considerando que, mesmo de má qualidade, ainda sou o Presidente da Mesa da Assembleia Geral:

No futuro, mude o que puder, para melhor, no relacionamento com os seus colaboradores, pois, mesmo quando não estão de acordo consigo, merecem ser respeitados; mude na interpretação tendenciosa que faz dos Estatutos e Regulamentos da FFP; mude no respeito que o seu futuro Presidente da Mesa da Assembleia Geral sempre lhe há-de merecer, já que o actual não foi disso merecedor.

Em 6 de Dezembro de 2016

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral

Da Federação do Folclore Português

António Lopes Pires

MAGIA DO NATAL ILUMINA BRAGA

Luzes brilham até 16 de Janeiro

A partir desta Quarta-feira, 7 de Dezembro, e até 16 de Janeiro, Braga está embelezada com a luz, cor e alegria tão características desta época natalícia. A cerimónia de inauguração da iluminação decorreu na Praça da República e teve vários momentos de animação, com os Bracarenses a aderirem a este momento simbólico.

CMB07122016SERGIOFREITAS0000004018.jpg

São milhares de luzes em cerca de 50 ruas, 6 edifícios e 12 rotundas, com uma ornamentação que engrandece ainda mais o programa ‘Braga é Natal’. A árvore de Natal, localizada na Arcada, tem cerca de 25 metros e aproximadamente 55 mil lâmpadas Led.

Este é já um cartão-de-visita da Cidade, que nos últimos anos tem presenteado os Bracarenses e os visitantes com inúmeras actividades para toda a família e animação no período natalício, fazendo de Braga – especialmente do Centro Histórico - uma passagem obrigatória nesta altura mágica do ano.

“Esta é uma excelente forma de projectarmos a Cidade durante uma época muito importante para o comércio e para o turismo da Região, sendo que nos temos distinguido pela qualidade e criatividade da iluminação”, referiu Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, garantindo que as luzes natalícias “trazem um brilho diferente à Cidade e criam um ambiente mais agradável e atractivo para a população local e para os visitantes”.

Ricardo Rio desafiou os cidadãos a “disfrutarem, em família, de toda a programação preparada no evento ´Braga é Natal´, esperando que esta seja “uma quadra de ouro para a Cidade e para os Bracarenses”.

Por fim, o Edil explicou ainda que, face à incapacidade demonstrada pela empresa originalmente contratada para proceder à instalação da iluminação natalícia, o Município foi obrigado a substituir essa empresa, o que provocou um atraso de dois dias relativamente à data inicialmente programada para ligar as luzes – 5 de Dezembro, Dia de S. Geraldo.

Sobre a hora tardia de acendimento das luzes de iluminação pública, que têm provocado constrangimentos em algumas zonas da Cidade, Ricardo Rio referiu que a Autarquia tem efectuado diligências junto da EDP, entidade responsável, para que o problema seja resolvido e as luzes acendam mais cedo. “Temos contratualizado com a EDP que as luzes sejam ligadas pelas 17.00 horas e, nesse sentido, estamos a efectuar todos os esforços com a empresa para corrigir o problema".

CMB07122016SERGIOFREITAS0000004020.jpg

CMB07122016SERGIOFREITAS0000004024.jpg

CMB07122016SERGIOFREITAS0000004028.jpg

MINHOTOS EM ANDORRA CANTAM AO MENINO

“Cantares Natalícios portugueses vão ser ouvidos em Andorra

No próximo dia 10 de Dezembro, sábado, às 19h30 o “Poblet de Nadal” de Andorra la Vella irá acolher pela primeira vez uma audição de cantares de Natal em português a cargo dos elementos do Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’.

Cantata_GFCasaPortugal.JPG

A iniciativa insere-se na mostra de cantares de Natal “Nadales” que organiza o Comú (Câmara Municipal) da capital do Principado de Andorra e que irá mostrar diferentes vertentes dos cânticos natalícios.

O primeiro encontro de Cânticos de Natal composto por 13 grupos corais e 10 grupos de musica e de folclore, está inserido na Aldeia de Natal situada na Plaça del Poble formada por casinhas de madeira com diversos produtos alimentares e de artesanato alusivo à quadra natalícia assim como uma pista de gelo para os mais pequenos.

Os cânticos ao Menino e de Natal serão ouvidos através de peças do cancioneiro português como: “O menino está dormindo”, “Foi na noite de Natal”, Ó menino Jesus”, “Natal de Elvas” e “Entrai pastores, entrai”, repertorio escolhido para ocasião pelos elementos do Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ que concluem o ano 2016 repleto de atividades para celebrar duas décadas de cultura e amizade nos vales de Andorra.”

15284968_1833572456857870_2851658717516791096_n.jpg

INATEL APOIA O ASSOCIATIVISMO

“Programa de Apoio ao Associativismo 2016”, dirigido a Centros de Cultura e Desporto  (CCD), filiados na INATEL.

O “Programa de Apoio ao Associativismo 2016” é uma iniciativa promovida pela Fundação INATEL, com o objetivo de apoiar a atividade desenvolvida por Centros de Cultura e Desporto nos planos do desenvolvimento cultural, desportivo e social das regiões e comunidades em que se inserem.

Sobre esta iniciativa, devem os interessados considerar:

  • O regulamento enviado em anexo, através do qual se comunicam os princípios que conduzem a iniciativa.
  • A data limite para a apresentação de candidaturas: 21 de dezembro de 2016.
  • O canal para a apresentação de candidaturas:

o   A apresentação de candidaturas deve ser realizada através do preenchimento de formulário eletrónico criado para o efeito, disponível através da seguinte ligação: PAA 2016.

As candidaturas rececionadas através do formulário referido serão reencaminhadas ao cuidado das Unidades Locais a que respeitam.

Também, salvaguarde-se que:

  • Cada CCD apenas poderá apresentar uma única candidatura para atividades que decorram até ao dia 30 de Junho de 2017.

o   Quando seja entregue mais de uma proposta, considerar-se-á apenas a primeira recebida.

  • Também, apenas serão consideradas as candidaturas apresentadas por CCD que tenham a sua filiação regularizada com a INATEL, quer à data de apresentação da candidatura, quer à data da atribuição do apoio.
  • Não serão aceites, fora dos prazos estabelecidos, a entrega de candidaturas e de documentação anexa a candidaturas.
  • Não serão aceites candidaturas que não sejam acompanhadas de toda a informação solicitada em regulamento:

o   Identificação e descrição do projeto candidato ou do plano de atividades a desenvolver ou dos materiais a adquirir.

o   Datas de execução do(s) projeto(s);

o   Nº de beneficiários;

o   Destinatários / beneficiários do(s) projeto(s);

o   Previsão orçamental;

o   Valor solicitado como apoio;

o   Identificação de outras entidades participantes do projeto e indicação de eventuais comparticipações que o CCD venha a angariar ou tenha angariado para a execução do projeto / plano de atividades ou dos materiais a adquirir;

o   Principais intervenientes no desenvolvimento da(s) atividade(s).

  • As candidaturas apresentadas serão alvo de uma avaliação por parte das Unidades Orgânicas Locais e, posteriormente, pelos Serviços Centrais da Fundação INATEL. De seguida, serão comunicadas aos CCD’s proponentes as deliberações que as candidaturas mereceram por parte do Juri;
  • Em caso de deferimento do pedido de apoio, os CCD’s terão de entregar à Fundação INATEL o respetivo recibo e o IBAN até ao dia 28 de Dezembro de 2016;

NEGÓCIOS EM ESPOSENDE SUBIRAM 20% NO VERÃO DE 2016

250 pessoas foram contratadas, devido à excecionalidade da época balnear

Esposende está acima da média de crescimento nacional, revela um estudo recentemente publicitado pela Associação Comercial e Industrial do Concelho de Esposende (ACICE). Os resultados confirmam o quão assertivas têm sido as opções da Câmara Municipal de Esposende, conciliando a programação de verão com a dinâmica comercial local. A provar esta tese está o facto de o mês de julho ter sido aquele que registou o maior aumento do volume de negócios, precisamente porque o Município alargou a esse mês a sua programação de verão.

Ana moura. público.jpg

Para além da importância que estes dados refletem na economia local, deve atender-se a um fator social de maior importância. Os empresários entrevistados dizem ter contratado mais empregados, por via do aumento da procura e, apesar de sazonal, 250 pessoas foram contratadas, tendo 20% dos empresários revelado intenção de manter esses novos trabalhadores.

O estudo foi efetuado junto de 115 empresas associadas da ACICE que atuam na área da hotelaria e restauração, comércio alimentar e não alimentar, confirmando as “tendências” trazidas à evidência pelos agentes que atuam no concelho de Esposende. Os dados revelam o crescimento de 20% no volume de negócios, durante a época balnear de 2016.

Este inquérito trouxe à evidência a correção da estratégia adotada pelo Município de Esposende que, na ACICE tem encontrado um aliado para muitas realizações, como o caso da Feira Medieval ou a Festa dos Anos 80 que assumem grande preponderância na programação de animação de verão.

80% dos empresários inquiridos afirma, taxativamente, que o volume de negócios registado no passado verão foi superior ao verificado em período homólogo de 2015 e, para além dos benefícios diretos, destacam o impacto positivo que esse crescimento tem no negócio. 83% dos questionados afirma mesmo que os eventos de verão têm grande impacto na economia local

Esta consulta feita juntos dos empresários esposendenses permitiu auscultar as opiniões de quem acolhe o público. Por isso, durante a realização do inquérito foi frequente ouvir expressões como “foi o melhor verão dos últimos anos”, Esposende nunca teve tanta gente como neste verão” ou “este foi o melhor verão desde o início da crise”.

O programa “Esposende Verão 2016” projetou mais de cem eventos de animação, cultura, desporto e lazer, distribuídos pelos meses de julho, agosto e setembro. Este programa inseriu-se no Plano de Desenvolvimento Turístico e, consequentemente, económico, para Esposende, na medida em que vai ao encontro das estratégias que visam afirmar Esposende como um município turístico, confirmando-se pelos dados agora revelados.

“O nosso objetivo visa criar no concelho um movimento catalisador de novos públicos, que vão trazer certamente novas dinâmicas ao comércio e aos serviços locais. É uma oferta cultural que pretende também assumir junto dos turistas um motivo forte para optarem por Esposende como um destino de férias”, sustenta o presidente da Câmara Municipal de Esposende.

MUSEU BERNARDINO MACHADO CELEBRA 15 ANOS DE EXISTÊNCIA

Homenagem a Elzira Dantas Machado e Júlio Machado Vaz marcam comemorações

Elzira Dantas Machado e Júlio Machado Vaz, esposa e bisneto de Bernardino Machado respetivamente, vão ser os grandes homenageados nas comemorações do 15.º aniversário do Museu Bernardino Machado, em Vila Nova de Famalicão.

Museu Bernardino Machado.jpg

O equipamento cultural que está localizado no Palacete Barão da Trovisqueira, bem no centro da cidade famalicense, celebra no próximo dia 15 de dezembro, quinta-feira, 15 anos de existência, evocando duas grandes personalidades da sua história. Elzira Dantas Machado será homenageada com a atribuição do seu nome à praceta contígua ao Museu, entretanto requalificada, enquanto o nome de Júlio Machado Vaz será atribuído à sala de conferências e exposições temporárias do Museu.

“É uma homenagem justa e oportuna que reaviva a memória daqueles que estando próximos de Bernardino Machado contribuíram para a criação do Museu Bernardino Machado e para o seu reconhecimento nacional”, afirma a propósito o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha.

O programa comemorativo que vai decorrer a partir das 15h00, contará com as presenças de Elzira Machado Rosa, neta de Bernardino Machado e Elzira Dantas Machado, e de  Júlio Guilherme Ferreira Machado Vaz, filho de Júlio Machado Vaz e bisneto de Bernardino Machado.

Refira-se que Elzira Dantas Machado teve um papel de grande relevância na sociedade portuguesa e na defesa dos direitos das mulheres, tendo sido uma das fundadoras da Liga Republicana das Mulheres Portuguesas, em 1909, e mais tarde, em 1916, presidente da Associação de Propaganda Feminista. Com o eclodir da 1.ª Guerra e a participação de Portugal no conflito, ajudou a criar a Cruzada das Mulheres Portuguesas, cuja principal missão era apoiar os soldados e as suas famílias.

Por sua vez, Júlio Machado Vaz, médico e professor, foi um dos grandes entusiastas da criação do Museu Bernardino Machado, tendo doado o seu riquíssimo espólio documental, correspondência, fotografias e postais ilustrados legado pelo seu avô ao município de Vila Nova de Famalicão para a fundação do Museu.

Ao longo destes 15 anos, o Museu Bernardino Machado tem-se afirmado no país como um centro de investigação histórica de referência, sendo reconhecido nos meios académicos nacionais. Para além da divulgação e valorização da figura de Bernardino Machado, um famalicense por adoção que foi Presidente de Portugal, por duas vezes, durante a I República, o Museu tem vindo a destacar-se na organização de diversos eventos e na produção de documentos que têm sido essenciais para investigadores e historiadores.

VIMARANENSES ASSINALAM DIA DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

ESTA QUARTA-FEIRA, NAS RUAS DA CIDADE

“Caminhada Inclusiva” em Guimarães assinalou Dia Internacional das Pessoas com Deficiência

Gala intitulada “Diferentes Vozes: Por uma Vida Digna para Todos” encerra programa no dia 14 de dezembro. Evento promovido pelo Fórum Municipal das Pessoas com Deficiência realiza-se no CCVF.

Guimaraes_Caminhada_Inclusiva_2016.jpg

Utentes, familiares, colaboradores, dirigentes e agrupamentos de escolas participaram na quarta edição da “Caminhada Inclusiva”, que percorreu esta quarta-feira, 07 de dezembro, as principais ruas do centro da cidade, no âmbito do programa de comemorações do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, que Guimarães está a celebrar ao longo de duas semanas e que termina no próximo dia 14 de dezembro, às 10 horas, com a realização de uma gala no Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor. 

O espetáculo, intitulado “Diferentes Vozes: Por uma Vida Digna para Todos”, envolverá duas centenas de utentes em palco, pertencentes a sete instituições de âmbito social, encerrando o programa “Por uma Vida Digna para Todos”, que a Câmara de Guimarães, através do seu Fórum Municipal, deu início no final de novembro. A gala incluirá apresentações da Associação de Paralisia Cerebral de Guimarães, Cercigui, CAO/Lar Residencial Alecrim da Santa Casa da Misericórdia de Guimarães, Associação para a Integração e Reabilitação Social de Crianças e Jovens de Vizela e dos agrupamentos de escolas de Abação, Fernando Távora e João de Meira.

«Estas iniciativas apenas são possíveis devido ao trabalho e ao amor pela causa que todos vocês, dirigentes das instituições, professores e monitores dedicam a estas comemorações. Daí o nosso reconhecimento e gratidão, pelo estímulo, contributo, entusiasmo e paixão que devotam a estas pessoas tão especiais. É o vosso empenho e dedicação que fazem estes jovens tão felizes, como se consegue ver pelo rosto de cada um deles!», afirmou Amadeu Portilha, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, em representação do Presidente do Município.

Paula Oliveira, vereadora com competências delegadas na área da Ação Social, considerou que «estas ações permitem sensibilizar a comunidade, embora saibamos que todos nascemos com direitos iguais! Há um caminho a percorrer e estes jovens também merecem uma vida feliz, digna e realizada», disse, na receção aos participantes da Caminhada Inclusiva, no Largo Cónego José Maria Gomes.

A quarta edição desta iniciativa partiu do Paço dos Duques de Bragança em direção ao Largo Martins Sarmento, Rua Serpa Pinto, Av. Alberto Sampaio (Muralha), Alameda S. Dâmaso, Largo do Toural, Rua de Santo António, Largo dos Laranjais e Largo Cónego José Maria Gomes. Na chegada ao edifício da Câmara Municipal, foi lido um Pregão subordinado ao tema da inclusão e efetuada uma largada de pombos pela Sociedade Columbófila de Guimarães.

BRAGA FORTALECE RELAÇÕES ECONÓMICAS COM UCRÂNIA

Protocolo de colaboração viabiliza geminação com Ivano-Frankivsk

Os Municípios de Braga e de Ivano-Frankivsk, da Ucrânia, assinaram um protocolo que, após aprovação dos respectivos órgãos autárquicos, irá culminar na celebração de um acordo de geminação. A cerimónia protocolar, realizada hoje, 7 de Dezembro no Salão Nobre dos Paços do Concelho, aconteceu no âmbito da ‘Semana da Ucrânia’ que decorre até à próxima Sexta-feira, dia 11 de Dezembro, em Braga.

CMB07122016SERGIOFREITAS0000004017.jpg

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, lembrou que Braga mantém uma “forte relação com a Ucrânia”, tendo sido cidade acolhedora de alguns milhares de ucranianos ao longo dos últimos anos. “São cidadãos perfeitamente integrados na nossa sociedade e elementos muito valiosos para o enriquecimento daquilo que é a diversidade cultural, social e económica que Braga ostenta”, salientou o edil, na sessão que contou com a presença da Embaixadora da Ucrânia em Portugal, Inna Ohnivets, e do presidente da Câmara de Ivano-Frankivsk, Martsinkiv Ruslan.

Com o estabelecimento desta parceria, Braga passa a ter na Ucrânia um “pólo de angariação de potenciais visitantes, mas também uma oportunidade para fortalecer as relações de cooperação no plano económico”, referiu Ricardo Rio, sustentando que “existem oportunidades que têm que ser potenciadas e que, estamos convictos, serão aproveitadas pelos empresários dos dois países ao longo dos próximos tempos”.

Um dos pontos altos deste primeiro dia da ‘Semana da Ucrânia’ foi o Fórum de Negócios Luso-Ucraniano, realizado no Museu D. Diogo de Sousa, onde foi dado a conhecer o contexto empresarial e económico das Cidades de Braga e Ivano-Frankivsk. Para Ricardo Rio, “é importante perceber que há regiões na Ucrânia que estão perfeitamente estabilizadas, com potencial de crescimento económico muito significativo e que podem merecer o investimento por parte de empresários Bracarenses”. Segundo o Edil, “existem já empresas Bracarenses com forte presença na Ucrânia, mas o nosso objectivo é, ao longo dos próximos meses, reforçar esse capital de investimento e atrair potenciais investidores para no nosso Concelho”.

A ‘Semana da Ucrânia’ inclui um conjunto de actividades culturais e económicas que visam aproximar a comunidade ucraniana da sociedade Bracarense. A par da mostra de pintura de artistas ucranianos, patente ao público no Museu D. Diogo de Sousa, o programa inclui amanhã, dia 8 de Dezembro, uma homenagem às vítimas da guerra na Ucrânia, junto do Monumento "Nebesna Sotnya», no Parque de S. João da Ponte, pelas 14h30. Também nesse dia, o Museu D. Diogo de Sousa acolherá uma Feira de Artesanato e, no dia 9, o destaque vai para os workshops com as Escolas de Braga sobre a Ucrânia e sua cultura. A ‘Semana Solidariedade Ucrânia’ termina com um concerto Luso-Ucraniano, no Museu D. Diogo de Sousa, que juntará artistas dos dois países.

CMB07122016SERGIOFREITAS0000003978.jpg

CMB07122016SERGIOFREITAS0000003983.jpg

CMB07122016SERGIOFREITAS0000004001.jpg

CMB07122016SERGIOFREITAS0000004008.jpg

FAFE AJUDA FAMÍLIAS CARENCIADAS

Câmara Municipal apoia mais um grupo de famílias carenciadas para obras requalificação nas habitações

O Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, apoioi, em nome do Município, no âmbito do Programa Municipal para melhoria de habitação de agregados familiares carenciados, mais um conjunto de famílias, representando um investimento total na ordem dos 22 mil euros, distribuído por seis famílias que receberam um apoio financeiro para proceder a obras de remodelação e reparação nas habitações.

DSC_6494A.jpg

Este programa pretende ir ao encontro de famílias que vivam sem o mínimo de condições de habitabilidade e sem recursos económicos para efetuar obras de reparação nas respetivas casas.

Foi lançado em 1998, pelo então vereador com o pelouro de Ação Social, Raul Cunha, e mantém-se até hoje, sendo que já apoiou mais de 600 famílias, num investimento superior a 5 milhões de euros.

Na entrega deste apoio, o Presidente da Autarquia, Raul Cunha, reforçou a importância de um programa que conta já com 18 anos, mais ainda numa altura de crise como a que o país atravessa.

Este é um programa de sucesso, não só porque ajuda famílias que necessitam de obras urgentes nas suas casas, mas também porque estimula a economia, ajudando também pequenos empreiteiros. Esta ajuda é muito importante e a autarquia não pode alhear-se dos problemas”, explicou.

O Presidente da Câmara deixou ainda claro que este apoio é um direito que as pessoas têm, reforçando que não se trata de caridade.

Este programa não é caridade, nem um favor, este apoio é um direito e, como tal, quem cumpre os requisitos e precisa de ajuda não deve deixar de a solicitar. É um contributo que o Município dá para que as pessoas vivam com mais qualidade e conforto”.

Nesta entrega de cheques, as famílias beneficiados já terminaram as obras nas suas habitações e receberam, por isso, o segundo e último pagamento.

Estamos sempre ao vosso dispor”, colmatou o Presidente da Câmara Municipal de Fafe.  

Neste programa, para além do apoio financeiro, a autarquia presta ainda apoio técnico, de projeto e fiscalização de obras. 

FAMALICÃO ESTÁ DE MÃOS DADAS COM AS FAMÍLIAS

Mais uma viagem, mais uma bandeira. O Município de Vila Nova de Famalicão esteve esta quarta-feira, 7 de dezembro, em Coimbra, para receber pela quinta vez, a bandeira de “Autarquia Mais Familiarmente Responsável”.

famalicão 2fami.jpg

A autarquia liderada por Paulo Cunha voltou a ser premiada pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis como um município amigo das famílias, vendo assim reconhecida a aposta que tem feito no aumento da qualidade de vida dos seus munícipes, nomeadamente com a implementação de medidas particularmente dirigidas para os agregados familiares, com apoios transversais a vários domínios, desde a educação ao desporto, passando pela ação social, ambiente e cultura.

A cerimónia de entrega do galardão decorreu esta quarta-feira à tarde no Auditório da Fundação CEFA, em Coimbra, onde Vila Nova de Famalicão se fez representar pela responsável do pelouro da Família, Sofia Fernandes.

Para a vereadora da autarquia este é mais um “motivo de orgulho” para Vila Nova de Famalicão, sobretudo, explica, “quando esta bandeira representa a continuidade e o reforço das políticas que temos vindo a desenvolver em prol da qualidade de vidas das famílias famalicenses”.

Recorde-se que esta é a quarta vez consecutiva que Vila Nova de Famalicão é reconhecido pela Associação Portuguesa de Famílias Numerosas pelas políticas municipais amigas das famílias e por isso o município vai voltar a receber a “Bandeira com Palma”, símbolo maior da organização que distingue não só a prática referente ao ano de atribuição do prémio, mas igualmente a permanência ao longos dos anos no território de políticas amigas das famílias.

O reconhecimento de Famalicão pela excelência das políticas sociais e de apoio às famílias, é justificado pelas medidas implementadas pelo município em várias áreas. Na área da educação, sobressai a existência de um terceiro escalão social de apoio às famílias com crianças no pré-escolar e 1.º Ciclo de Ensino Básico (que acresce aos dois escalões nacionais), a oferta dos manuais escolares gratuitos para os mesmos níveis de ensino - Famalicão foi mesmo o primeiro do município a introduzir esta medida que aplica desde 2001 -, o Banco de Livros Escolares, os transportes gratuitos, o apoio à aquisição de material didático por parte das famílias mais carenciadas e as bolsas de estudo aos estudantes universitários do concelho.

Na área social destaca-se o Programa Municipal “Casa Feliz” que ajuda as famílias mais carenciadas do concelho a realizarem obras de renovação das suas habitações e que apoia as famílias que mais precisam no pagamento das rendas, assim como os descontos e isenções nas tarifas de água e saneamento para as famílias numerosas e para as mais necessitadas.

Em matéria fiscal, é uma reconhecida mais-valia para as famílias a estabilidade fiscal do município ao longo dos anos, a fixação da taxa do IMI próxima do mínimo legal (0,35%) e a existência de um IMI familiar, que atribui um desconto no pagamento do imposto de 40 euros para as famílias com dois filhos e de 70 euros para as famílias com três ou mais dependentes.

O acesso das famílias à fruição cultural e à prática desportiva tem também merecido uma atenção especial da autarquia que tem instituído o Cartão Jovem Municipal, o Cartão Sénior Feliz e o Cartão do Voluntário com descontos significativos em diversas atividades e no acesso aos transportes públicos no concelho, para além de outros benefícios.

Recorde-se que o Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis é uma iniciativa da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, em parceira com Instituto da Segurança Social, tendo como principais objetivos acompanhar, galardoar e divulgar as melhores práticas das autarquias portuguesas em matéria de responsabilidade familiar.

PONTE DE LIMA REPRESENTA PORTUGAL NO LONDON INTERNATIONAL HORSE SHOW

Ponte de Lima – Destino Equestre Internacional presente no London International Horse Show

Considerando a marca “Ponte de Lima – Destino Equestre Internacional” como uma estratégia de desenvolvimento que visa a dinamização de projetos que potenciam os recursos endógenos, o Município de Ponte de Lima integra a delegação portuguesa que vai participar no London International Horse Show, a decorrer de 13 a 19 de dezembro no Olympia, em Londres.

Draft6-01 (Medium).png

Portugal, representado pelos Municípios de Ponte de Lima, Beja, Golegã e Alter do Chão, apresentar-se-á por um conjunto de 16 cavaleiros com os seus lusitanos, neste que é um dos maiores eventos desportivos equestres internacionais, onde se realizarão as Taças do Mundo de Dressage, de Obstáculos e de Atrelagem.

Com um stand para exposição do melhor que se faz e produz em Portugal, ao longo de 5 dias, a delegação portuguesa terá uma posição de grande destaque, sendo o dia 13 dedicado a Ponte de Lima.

De realçar que o Município limiano apresenta uma mostra de produtos endógenos, desde os enchidos, fumados e o tradicional Vinho Verde, para além de material promocional que promove as potencialidade turísticas do concelho.

Já referenciado como o maior e mais prestigiante evento desportivo equestre, tem captado a atenção internacional, sendo esta uma oportunidade única para promover Portugal no setor turístico e atividades económicas com ligação ao mesmo, prevendo – se que o evento conte com a presença de meios de comunicação social de todo o mundo.

De referir ainda a realização de 11 espetáculos, onde o Cavalo Lusitano será o ex-líbris, sendo apresentado como “O Orgulho de Portugal”.

JOÃO LAGARTO DÁ EM FAMALICÃO “LIÇÕES DE DANÇA PARA PESSOAS DUMA CERTA IDADE”

Peça vai estar em cena este sábado, dia 10, no grande auditório da Casa das Artes

 “Lições de Dança para Pessoas Duma Certa Idade”, assim se chama a peça que o ator português João Lagarto se prepara para apresentar este sábado, 10 de dezembro, no pequeno auditório da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão.  

João Lagarto 1.jpg

O espetáculo, uma adaptação do romance homónimo do escritor checo Bohumil Hrabal, tem como centro da ação a personagem Jyrka, um experimentado contador de histórias e antigo sapateiro a caminho dos 70 que, sentado à mesa de um bar, dirige-se diretamente ao público feminino na sala.

“Recorda episódios do seu tempo. (…) Aproveita para ir também dando conselhos às damas, mas estes são sempre ilustrados com exemplos concretos da sua vida profissional, da sua estadia na tropa, idas ao médico, conquistas, educação religiosa, numa sequência sem fim e sem ordem, como se diz das cerejas na conversa”, pode ler-se na apresentação da peça.

A peça começa às 21h30. A entrada tem o custo de 8 euros, reduzindo para metade para estudantes e portadores do Cartão Quadrilátero Cultural.

Mais informações no site oficial da Casa das Artes de Famalicão, em www.casadasartes.org

FICHA TÉCNICA

“Lições de Dança para Pessoas Duma Certa Idade”

Tradução, Encenação e Interpretação: João Lagarto

Produção: Alice Prata

Desenho de Luz: José Carlos Gomes

Coprodução: João Lagarto, Câmara Municipal de Almodôvar e Casa das Artes de Arcos de Valdevez

PARTIDO "OS VERDES" ESTÁ PREOCUPADO COM A MORTE DE DOIS LOBOS NO MINHO

O Deputado José Luís Ferreira, do Grupo Parlamentar Os Verdes, entregou na Assembleia da República uma pergunta em que questiona o Governo, através do Ministério do Ambiente sobre a morte de pelo menos dois indivíduos da espécie lobo-ibérico por ações humanas na Serra da Cabreira e em Vila Nova da Cerveira.

O lobo-ibérico, classificado no livro vermelho dos vertebrados como em perigo (EN), que beneficia, em Portugal, de legislação própria específica de proteção desde 1988, Lei n.º 90/88 (que teve por base um projeto de lei do PEV), continua a estar fortemente ameaçado e a ser alvo de perseguição e abate pelo homem, ou vítima de acidentes como atropelamento entre outros pelo que Os Verdes pretendem saber que diligencias estão a ser feitas para se apurar a causas e culpados das recentes mortes de lobos aqui relatadas.

Pergunta:

Recentemente vieram a público notícias que relatam a morte de pelo menos dois indivíduos da espécie lobo-ibérico (Canis lupus signatus Cabrera, 1907) por ações humanas na Serra da Cabreira e em Vila Nova da Cerveira.

Os animais mortos apontam para um juvenil de lobo-ibérico morto por envenenamento, encontrado no dia 13 de novembro, na serra da Cabreira, em Vieira do Minho e um segundo caso de atropelamento, em 21 de novembro, em Vila Nova da Cerveira, na freguesia de Covas.

A ser verdade estes atos são proibidos pelo Decreto-Lei n.º 54/2016 de 25 de agosto.

O lobo-Ibérico é um dos grandes carnívoros europeus, classificado no livro vermelho dos vertebrados como em perigo (EN), que beneficia, em Portugal, de legislação própria específica de proteção desde 1988, Lei n.º 90/88 (que teve por base um projeto de lei do PEV) mas continua a estar fortemente ameaçado e a ser alvo de perseguição e abate pelo homem, ou vítima de acidentes como atropelamento entre outros.

Ao longo dos anos as dificuldades de coexistência entre o homem e o lobo têm sido

permanentes e perduram até aos dias de hoje. A área de distribuição do lobo-ibérico no nosso território representa hoje apenas 20% do que já foi no início do século XX, segundo o Livro Vermelho.

As populações de lobo no mundo, na Europa e em particular em Portugal estão profundamente fragilizadas. No nosso país são variadas as causas para essa fragilidade, desde a destruição e fragmentação do habitat natural, nomeadamente por atravessamento de grandes vias rodo e ferroviárias, barragens, aglomerados populacionais ou atividade agropecuária, a grande falta de presas naturais aumenta o conflito direto com o homem, para além de que ainda hoje persiste na cultura popular uma imagem negativa em relação ao lobo. São frequentes a caça ilegal, envenenamento e armadilhas e os atropelamentos etc.

Não é alheio a este estado, o facto de as indemnizações previstas na lei, devidas aos ataques a rebanhos, demorarem a ser pagas aos proprietários de gado em território de lobo.

Assim, ao abrigo das disposições regimentais e constitucionais aplicáveis, solicito ao Senhor Presidente da Assembleia da República que remeta ao Governo a seguinte pergunta, para que o Ministério do Ambiente me possa prestar os seguintes esclarecimentos:

1 – Tem o Ministério conhecimento destes recentes casos e que diligencias estão a ser feitas para se apurar a causas e culpados das recentes mortes de lobos aqui relatadas? Que outros casos têm ocorrido e quais têm sido os procedimentos seguidos para que situações destas deixem de ocorrer?

2 - Que meios tem o Ministério afetos à proteção do lobo-ibérico, nomeadamente equipas de vigilância, equipas no terreno para reconhecimento no local de ataques de lobo-ibérico, esclarecimento e formação à população, nomeadamente criadores de gado, fornecimento cães de gado ou implementação de medidas para recolhimento e abrigo do gado nomeadamente ovino e caprino e equino? Considera este ministério serem os meios suficientes?

3 – Em caso de ataques a rebanhos qual o tempo médio que demora a análise da ocorrência e o pagamento de indemnização prevista na lei, em caso de se provar o ataque ser provocado por lobo-ibérico?

4 – Existe algum esforço dos serviços para reintrodução de presas naturais do lobo em territórios onde este ocorre?

5 - Em que estado se encontra atualmente a população nacional de lobo- ibérico em termos de número de indivíduos e sua dispersão no território? Há perceção do seu crescimento ou regressão nos últimos 30 anos?

6 - Quando pensa o ICNF ou o Ministério do Ambiente ter aprovado e pôr em marcha o Plano de Ação para a Conservação do Lobo-ibérico?

O Grupo Parlamentar “Os Verdes

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO DE PONTE DA BARCA DEFENDE REVOGAÇÃO DA LEI ADMINISTRATIVA TERRITORIAL AUTÁRQUICA

Vassalo Abreu a favor da revogação da Lei que extinguiu as freguesias

O autarca de Ponte da Barca esteve na Assembleia da República a defender a revogação da lei imposta em 2013 e na vigência do governo PSD/CDS

IMG_5737.JPG

Vassalo Abreu, Presidente da Câmara Municipal de Ponte da Barca, foi um dos oradores convidados da Comissão Parlamentar da Assembleia da República, na passada segunda-feira, em que se discutiu a revogação da Lei que impôs a redução do número de freguesias, no âmbito da Reforma Administrativa Local, levada a cabo em 2013 e na vigência do governo PSD/CDS.

O Autarca de Ponte da Barca é a favor da revogação desta Lei que, explica 'extinguir as seculares 'paróquias' de Portugal foi um ato extemporâneo e que teve custos sociais e políticos que não foram compensados pelo relativamente reduzido impacto orçamental desta medida'. Defensor, desde a primeira hora, da não aplicação desta Lei, Vassalo Abreu entende que 'nestes processos delicados, é preciso sentir as realidades históricas, culturais e geográficas, ouvir as pessoas, saber das suas tradições, dos seus costumes', propondo que, a haver alterações, 'sejam as Assembleias Municipais a decidir'.

MELGAÇO EXPÕE “OFÍCIOS E TRADICIÓNS POPULARES DA GALIZA”

Um leque de trabalhos que retrata as atividades etnográficas do mundo rural galego

A Casa da Cultura tem patente uma nova mostra de arte: até 30 de dezembro é possível observar a exposição ‘Ofícios e tradicións populares da Galiza’, da autoria do galego Adolfo Fernández Dafonte. As peças, realizadas em argila, que compõem a coleção são uma homenagem ao mundo rural galego onde desfilam afiadores, emigrantes, barbeiros etc. Figuras próximas, feitas para serem entendidas por todos os públicos e por detrás das quais se esconde um árduo trabalho de pesquisa.

Exposição OFÍCIOS E TRADICIÓNS POPULARES DA GALIZA  (5).jpg

Trata-se de uma mostra em que o autor trabalha o barro com as mãos: ‘As minhas obras são figuras representativas das mulheres e dos homens do mundo rural galego, desempenhando as suas tarefas agrícolas, muitas das quais já inexistentes’, considera o autor.

Adolfo Fernández Dafonte nasceu em 1964 em Ourense. É um escultor autodidata e investigador de técnicas ancestrais de cozedura do barro e do uso de fornos milenários. Trabalha o barro com as mãos para criar peças mais singulares e únicas, barro esse maioritariamente extraído da zona da Baixa Limia.

A mostra já esteve patente em diversos concelhos de Lugo e de Ourense, e agora, pela segunda vez, em Portugal. Pode ser visitada durante o horário normal da Casa da Cultura: das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 (segunda a sexta-feira), e aos sábados das 9h30 às 12h30 e das 14h00 às 18h00.

Exposição OFÍCIOS E TRADICIÓNS POPULARES DA GALIZA  (1).jpg

Exposição OFÍCIOS E TRADICIÓNS POPULARES DA GALIZA  (2).jpg

FAMALICÃO RECEBE O PAI NATAL

Pai Natal recebe prendas na Cabana Solidária até 24 de Dezembro. Solidariedade e partilha no Natal de Famalicão

Em Vila Nova de Famalicão, quem recebe as prendas é o Pai Natal. É na cabana Solidária montada na Praça D. Maria II que todos os dias chegam dezenas de presentes tendo como destinatário o Pai Natal. A situação parece contraditória mas o objetivo é nobre.

Aldeia Natal 024.jpg

A iniciativa é promovida pela Câmara Municipal, em parceria com a Unidade de Gestão do Centro Urbano, e desafia os famalicenses a doarem géneros alimentares e de higiene, bem como gorros, cobertores e mantas, que depois serão distribuídos pelas famílias carenciadas do concelho, através da Loja Social de Famalicão.

Todos os dias até 24 de dezembro, entre as 10h00 e as 12h30, as 14h30 e as 18h00 (nos dias de 20 a 23 até às 20h00) duendes e Pai Natal recebem os visitantes e para os mais novos há pinturas faciais, modelagem de balões e muita animação.

Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha “o objetivo é recriar o ambiente natalício no centro da cidade, puxando pelo espírito solidário dos famalicenses”.

É também imbuída deste espirito de partilha que a Associação Milho D’Oiro lançou o concurso de Cachecóis de Natal.

Para já, cerca de uma dezena de instituições e muitos famalicenses aderiram à iniciativa criando o seu próprio cachecol. Por estes dias, nos infantários e lares de idosos do concelho não tem havido mãos a medir na confeção dos adereços. Agora entre 18 de dezembro e 14 de janeiro, os cachecóis ficaram em exposição no Museu da Indústria Têxtil, altura em que decorrerá uma mega troca de cachecóis.  

Cabana Solidária.jpg

RUI VELOSO ACTUA EM VIANA DO CASTELO

Informa-se que os bilhetes para o Concerto de RUI VELOSO, a realizar no dia 11  fevereiro 2017, no Centro Cultural de Viana do Castelo, se encontram disponíveis para venda.

ruivelos.png

Locais de venda: Teatro Municipal Sá de Miranda, nos horários habituais da bilheteira (segunda a sexta-feira, das 9h00 às 19h00; em dias de espetáculo: das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 22h00); sábado e domingos em dias de espetáculos, (2 horas antes).

www.ticketline.sapo.pt - Fnac - Ag. Viagens Abreu – Worten – A.B.E.P – Casino Lisboa – C.C. Dolce Vita – C.C. Mundicenter – El Corte Inglês e SuperCor – Galeria Comercial Campo Pequeno – MMM Ticket – Uticketline – CCB – Time Out Mercado da Ribeira – Shopping Cidade do Porto – Forum Aveiro – Ask Me Lisboa e INFORMAÇÃO RESERVAS: ligue 1820 (24 horas)

No dia do espetáculo, se a lotação não estiver esgotada, poderão adquirir bilhetes na bilheteira do Centro Cultural entre as 18h00 e as 22h00.

Classificação etáriaM/6 anos

Custo do bilhete: 15€ (plateia) | 15€ (bancada)

Aceitam-se reservas de bilhetes, unicamente, por  emailtmsm@cm-viana-castelo.pt , com um prazo de levantamento de 24 horas, caso contrário a reserva ficará sem efeito.

Há bilhetes de plateia e bancada, pelo que deverão mencionar na reserva o desejado.

Não há lugares marcados.

ESCRITORA MARIA AREAL APRESENTA CONTO DE NATAL EM CERVEIRA

Autarquia cerveirense apoia lançamento de oitavo livro de Maria José Carvalho Areal

“Carro Vermelho” assume-se como um conto de todos os Natais e para todas as idades. Publicado pela Chiado Editora, o lançamento deste livro da autoria da Profª Maria José Carvalho Areal está agendado para o próximo domingo,11 de dezembro, pelas 15h00, na Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira.

Cartaz apresentação livro Carro Vermelho.jpg

O Município de Vila Nova de Cerveira associou-se, desde a primeira hora, a este lançamento, não só por se tratar de uma escritora muito querida para o concelho, pela entrega e dedicação aos jovens e idosos em torno da leitura, mas porque a temática do conto se enquadra nos objetivos pedagógicos e na quadra de magia natalícia que se avizinha.

‘Carro Vermelho’ é umconto/novela para todas as idades “que desliza pelo tempo de se fazer maior na mensagem, arrastando inquestionavelmente essa forma provocatória de remexer e agitar o mais íntimo de cada um de nós”. Levantando um pouco a ponta do véu, a autora realça que a história se desenrola em torno de uma criança chamada João, de um homem comum, e de duas personagens femininas, a Matilde e a Joana. Cada um, com a sua personalidade e modo de ver e viver a vidamas, por causa de um carro vermelho, tudo pode acontecer.

A autora não é, no entanto, estreante no mundo das letras, tendo já editadas sete publicações. As três primeiras obras publicadas versaram a sua veia poética, com ‘Pedaços de Mim’ (1999), ‘À Deriva’ (2004) e ‘Sabor a sal e a mel’ (2006). Em 2009/2010, foi coordenadora e coautora dos Vol. I e II de histórias de vida intitulado‘Pedaços de Memórias – Itinerários no Tempo e no Espaço’. Revelando uma transversalidade de temas e conteúdos, Maria José Carvalho Areal edita, em 2015, mais um livro de poesia, o ‘Há dias que não sei de mim e outros que pouco de mim sei’ (2015), e duas obras de contos, ‘Na Eira dos Pardais’ (2013) e ‘Rendas do meu decote’ (2016).

A sua mais recente obra, ‘Carro Vermelho’, é lançada, este domingo, às 15h00, na Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira, com apresentação pela Dr.ª. Isabel Lima.

BRAGA CONDICIONA CIRCULAÇÃO DE TRÂNSITO

Condicionamentos à normal circulação de trânsito

O Município de Braga informa que, por motivo de realização de trabalhos de limpeza, haverá restrições de circulação no túnel que liga a Avenida António Macedo à Avenida da Liberdade.

Assim, a circulação no referido túnel estará condicionada entre as 22h00 do dia 11 de Dezembro e as 06h00 do dia 12 de Dezembro.

“LEXY, O MENINO VEGANO” DA ANCORENSE BÁRBARA MAGALHÃES VAI SER APRESENTADO EM VILA PRAIA DE ÂNCORA E CAMINHA

Da parte da manhã a autora estará na Ludoteca Vila Praia de Âncora e, da parte da tarde, na Biblioteca Municipal de Caminha

A apresentação do livro infantil “Lexy, o menino vegano”, da ancorense Bárbara Magalhães, vai ser um dos destaques no concelho no próximo fim de semana. Estamos perante a primeira obra sobre veganismo para o público infantil, em Portugal.  O livro ilustrado por Tânia Bailão Lopes vai ser apresentado pela prof. Isabel Lima Martins no sábado, dia 10 de dezembro, pelas 10h30, na Ludoteca Vila Praia de Âncora e, pelas 15h30, na Biblioteca Municipal de Caminha.

14606339_903051229824781_6860422353722472915_n.jpg

Bárbara Magalhães, natural de Vila Praia de Âncora, formada em Psicologia, desde jovem evidenciou preocupações profundas quanto ao abandono e maus tratos de animais, prática de touradas e outras manifestações, resultando daqui uma adesão à alimentação vegetariana e, posteriormente, à adoção de um estilo de vida vegano. Este pressupõe uma forma de viver que exclui, tanto quanto possível, produtos/práticas em que animais são usados ou explorados de alguma forma.

O livro “Lexy, o menino vegano” sobre o veganismo é “um livro para crianças, que os adultos podem (e devem) espreitar”. A autora encontrou a inspiração para escrever este livro na sua experiência pessoal como vegana e mãe de um menino vegano. O objetivo é ajudar os mais pequenos (e também os pais) a entender que não há nada de errado ou solitário neste caminho, que é saudável, ético e ecológico.

Na verdade, a autora pretende normalizar um assunto que deixou de ser prática de uma minoria e que é hoje a realidade de milhões de pessoas em todo o mundo. Assim, através de ilustrações maravilhosas e rimas simples e divertidas, ela mostra-nos como é possível seguir um caminho, em que o respeito se expande e abrange, da mesma forma, animais humanos e não-humanos.

A autora convida “Vamos acompanhar o Lexy numa viagem pelo mundo do veganismo, de A a Z”.

ARCOS DE VALDEVEZ VIVE MAGIA DE NATAL

De 1 de Dezembro a 7 de Janeiro

Em Dezembro Arcos de Valdevez transforma-se para viver em pleno o espírito do Natal.

Feira dos Doces e do Chocolate - Frente.jpg

A Vila veste-se a rigor com as múltiplas decorações alusivas à época, a iluminação natalícia, a sonorização e animação das ruas. As montras do comércio também surgem mais bonitas e iluminadas, ajudando a compor o quadro da Magia de Natal que se vive.

Situado a menos de uma hora do Porto e Vigo e meia hora de Braga, o concelho convida os arcuenses e visitantes a viverem uma época natalícia inesquecível, com as múltiplas e sugestivas propostas de animação que farão as delícias de todos, tanto adultos como mais pequenos.

Para além da exposição na Praça Municipal das árvores feitas pelas IPSS´S e associações concelhias, a iluminação, a música nas ruas, para alegrar o espírito, e toda a envolvente que compõe a Magia de Natal, realizar-se-á de 8 a 11 de Dezembro, a Feira dos Doces e do Chocolate, onde se poderá provar a excelente doçaria arcuense como o bolo de discos, os charutos de ovos ou os rebuçados dos Arcos. Na Feira Artesanal de Natal, de 17 a 18 de Dezembro, os arcuenses e visitantes poderão adquirir as suas lembranças de Natal, únicas por serem realizadas artesanalmente.

De 19 a 23 de Dezembro o centro histórico ganhará nova vida com a diversa animação de rua e atuação de grupos corais e musicais.

Nesta altura, os mais pequenos também poderão divertir-se no Campo de Férias de Natal da Porta do Mezio, de 19 a 30 de Dezembro, e com as Aventuras de Natal no Paço de Giela, nos dias 21, 22, 27 e 28 Dezembro.

De realçar ainda a emissão do Programa: “Somos Portugal” – TVI e as comemorações da Passagem de Ano a 31 de Dezembro, no Campo do Trasladário, e o Grande Concerto de Ano Novo pela Banda da Sociedade Musical de Arcos de Valdevez a 7 de Janeiro, no Auditório da Casa das Artes.

A Campanha - Magia de Natal 2016 é organizada pela Câmara Municipal e a ACIAB - Associação Comercial e Industrial de Arcos de Valdevez e de Ponte da Barca, com o objetivo de promover o que se faz em Arcos de Valdevez, dinamizar o comércio local e Turismo, bem como a recreação da população, tanto a mais jovem como a mais adulta.

Feira dos Doces e do Chocolate - Verso.jpg

jn5.jpg

jn7.jpg

magia_natal_2016 (1).jpg

 

PAN QUESTIONA MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS SOBRE CAPTAÇÃO DE INVESTIMENTO DO GRUPO TESLA EM PORTUGAL

  • O fabricante norte-americano surge com um potencial industrial disruptivo com vista a uma economia descarbonizada
  • Assumir a captação deste investimento externo como prioridade nacional
  • Envolver no processo negocial os municípios interessados e os representantes do sector industrial Português

O PAN - Pessoas-Animais-Natureza questionou o Governo sobre a promoção de esforços para garantir o investimento do grupo Tesla em Portugal, nomeadamente em redes de supercarregadores, centros de inovação tecnológica e na construção de uma Giga Factory.

 Nas questões apresentadas ao Ministério dos Negócios Estrangeiros, o PAN pretende saber que compromissos estão a ser adotados para que a captação deste investimento possa ser colocada no topo das prioridades a nível nacional. O partido pretende ainda confirmar que entidades estão a ser envolvidas no processo negocial, assumindo que o processo beneficiará dos contributos dos municípios interessados, dos representantes do sector industrial Português e da sociedade civil.

Portugal acaba de assumir audaciosos compromissos e objetivos, na COP 22, com vista a ter uma economia descarbonizada já em 2050 e que precisam ser acompanhados pela implementação e expansão da 3ª revolução industrial.

Com um sector automóvel com forte peso na economia, uma plataforma logística reforçada pela sua, bem posicionada, rede marítima e uma excelente plataforma de captação de energias renováveis como a solar e a eólica, Portugal tem excelentes condições para reunir consensos e Know How em torno deste desígnio nacional que é a transição energética e industrial e que pode representar uma posição de liderança no ramo da ciência, da investigação e da alta tecnologia.

ELEMENTOS DOS CORPOS DIRECTIVOS DA FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS DIRIGEM CARTA ABERTA AO PRESIDENTE DA DIRECÇÃO

13615131_1012431938806429_4843877617134149738_n (1).png

Carta aberta dos órgãos sociais da FFP ao senhor Fernando Ferreira

ELEIÇÕES NA FFP

Senhor presidente da FFP, Fernando Ferreira,

Foi divulgado um documento enviado pela Lista B (intitulada “Federação Maior e Melhor, Agora”), candidata às eleições da FFP para o triénio 2017/2019, que merece algumas considerações que permitam desmascarar a vacuidade do texto, a vacuidade de ideias e a vacuidade de propósitos assim como a nossa profunda indignação relativamente a toda a atitude demonstrada ultimamente por si relativamente aos elementos dos órgãos sociais da FFP e por si escolhidos.

Referiremos apenas meia dúzia de questões.

Vejamos:

— O presidente da direção proposto por esta lista B é o mesmo que ainda é hoje o presidente da direção. Por que razão só agora a Federação vai ser maior e melhor?

— Por que razão não aproveitou os últimos três anos e os anteriores e os anteriores... para fazer o que diz que agora vai fazer?

— Quem o impediu de realizar mais e melhor? Diga os nomes de quem lho impediu para que o movimento folclórico fique a saber a verdade e possa julgar em consciência.

— Em boa verdade, o senhor presidente não fez mais e melhor porque não quis ou não soube. Ninguém lhe levantou dificuldades. Pelo contrário, os seus colaboradores diretos fizeram tudo para o apoiar, em todas as circunstâncias, como o senhor muito bem sabe. Trabalharam dedicadamente em todos os setores da vida da instituição, incluindo no prosseguimento de propósitos definidos pelo senhor presidente da direção. Lealdade e trabalho nunca lhe foram negados.

— Se a lista B ganhar as eleições – tudo está nas mãos dos associados – o que vamos ter é mais do mesmo. E quando vierem novas eleições lá teremos o mesmo choradinho: Agora é que vai ser! Vamos virar tudo do avesso!

Passemos àquilo a que chama a “Carta de Compromissos”.

Avaliar:

Ficamos estupefactos. Então o senhor presidente, há tantos anos à frente da instituição, ainda vai avaliar o que deveria saber de cor e salteado?

  1. Condição financeira da FFP. Não a conhece? Que tem então andado a fazer? Dirige uma instituição e não sabe da sua condição financeira? O senhor ainda é o presidente…
  2. Analisar a condição do corpo diretivo da FFP. Para quê? Então os colaboradores que o senhor próprio escolheu ainda vão ser analisados? Talvez para vir a dizer deles o mesmo que agora diz dos atuais, esquecendo toda a lealdade, esforços e trabalhos que lhes deve.
  3. Realizar um inquérito de diagnóstico e avaliação ao movimento folclórico nacional no seu todo. É de pasmar. Como é possível que alguém que é presidente, e que quer continuar presidente, precise do tempo de após eleições para fazer um inquérito para conhecer a sua instituição? O que o movimento precisa é de um presidente e de uma equipa experiente e qualificada que conheça a instituição, que já saiba do que ela precisa e que tenha capacidade, competência e disposição para fazer o que é adequado para a dignificação e eficiência da FFP, no que respeita aos seus objetivos já bem e oficialmente definidos.

Estruturar

Não vale a pena apreciar caso a caso, porque todos eles são apenas conjuntos de palavras ocas e sem sentido prático. Era preciso que em cada alínea se dissesse como é que se vai proceder. Citamos apenas dois exemplos, suficientes para se ver o crédito que merecem estes e os outros:

Definitivamente ativar e dinamizar o Conselho Científico da FFP. Para se poder acreditar nisto, era obrigatório mais uma vez, que dissesse COMO o vai fazer. Respondam-nos entretanto: O Conselho Científico não tem funcionado... Que fez o presidente da direção para lhe dar vida?

Criar o cartão de sócio da FFP para todos os associados e conselheiros técnicos regionais. É espantoso! Ou as pessoas estão desmemoriadas ou pretendem esconder-se atrás do fumo. Ou atirar areia para os olhos... Então não consta do Regulamento Geral Interno (n.º 2 do Art.º 16) que os sócios têm o direito de receber o diploma de associado de acordo com os modelos aprovados pela direção. Se a lista B, quando eleita, vai fazer inquéritos, como diz, então faça já um inquérito a todos os associados (efetivos, auxiliares e aderentes) para ficar a saber quantos e quais são os que nunca viram tal diploma. Porquê pensar em cartões quando ainda não cumpriu a obrigação dos diplomas?

— E pensamos que sobre a apreciação do documento chamado de “Carta de Compromissos”, não é preciso ir mais além. Quanto ao seu valor de compromisso estamos conversados.

E para terminar esta conversa que já vai demasiado longa, perguntamos ao senhor presidente, candidato a presidente:

Como é possível que alguém que agora se diz tão empenhado no futuro da Federação do Folclore Português, que promete salvá-la, agora, sendo o presidente legítimo da sua direção, a tenha abandonado completamente sem uma palavra de explicação aos seus companheiros, ou aos órgãos sociais desde o dia 27 de agosto, passado?

Não vai às reuniões…

Não responde às solicitações mesmo quando urgentes…

Não se demitiu do seu cargo mas demitiu-se, efetivamente, das suas funções e obrigações estatutárias…

Atropela os diversos organismos (como o Conselho Técnico Nacional) através de procedimentos irregulares e à sua revelia...

Tudo isto é profundamente lamentável e inadmissível!

Uma última pergunta: Que fez o senhor presidente para a realização do próximo Congresso de Leiria? As preocupações com a dignidade e o prestígio da FFP onde estão?

Lá o esperamos em Leiria para o discurso de abertura, como lhe cumpre.

Os elementos dos órgãos sociais da FFP.

MONÇANENSE CRIA “CABAZ DA SAUDADE”

“Um cabaz com o gosto da saudade”

Carla Sá Pereira, enfermeira de profissão, vianense por nascimento e monçanense por opção, vila onde reside há uma década, lançou recentemente o 'Cabaz da Saudade', sendo apresentado publicamente este sábado, 10 de dezembro, pelas 15h00, no Museu do Alvarinho.

Através do portal www.cabazdasaudademoncao.pt é possível encomendar um cabaz com produtos exclusivos da terra. Entre estes, o cliente pode encontrar vinhos, licores, mel, compotas, doçaria, fumeiros, chocolates, roscas e artesanato diverso. O tamanho do cabaz varia entre o grande, o médio e o pequeno.

Para a concretização desta “ideia empreendedora”, a responsável desenvolveu parcerias com vários produtores e artesãos do concelho. Com o projeto em andamento, o objetivo passa por promover Monção e espalhar os sabores monçanenses pelos quatro cantos do mundo. Ou seja: “O melhor de Monção, em sua casa”.

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CAMINHA REÚNE SEXTA-FEIRA EM VILA PRAIA DE ÂNCORA

Sessão vai decorrer, pelas 21H00, no Centro Social e Cultural de Vila Praia de Âncora

A Assembleia Municipal de Caminha vai reunir sexta-feira, dia 09 de dezembro, pelas 21H00, no edifício do Centro Social e Cultural de Vila Praia de Âncora. À semelhança das anteriores, esta sessão pode ser acompanhada em direto, online, através do sítio do município e nas redes sociais a ele associadas.

Depois do período de antes da ordem do dia, os deputados municipais vão analisar a informação escrita do presidente da Câmara sobre a atividade do Município e a situação financeira do mesmo.

Da ordem de trabalhos faz parte a apreciação das Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2017. O documento reforça a ideia de coesão estratégica deste executivo, quer na contenção da despesa, quer na previsão da receita, tendo por base a análise dos últimos documentos previsionais desde 2014. Para Miguel Alves, este é um orçamento "amigo das famílias, porque mantém em baixa a carga fiscal, porque apoia as pessoas com políticas educativas ativas e políticas económicas geradores de emprego - amigo das empresas - porque investe mais, criando novas oportunidades para as empresas, sejam elas do ramos da construção civil ou reabilitação urbana, sejam as que estão ligadas à promoção do turismo através da aposta na hotelaria, restauração ou eventos - amigo das instituições - porque incrementa os apoios às instituições sem fins lucrativos e articula atividades com o associativismo cultural, desportivo e social - amigo do futuro - porque não hipoteca as novas gerações, mantém um nível de contenção e responsabilidade elevado e investe de forma virtuosa na Educação, no Ambiente e na Economia". Em relação ao Plano Plurianual de Investimentos (PPI), que crescerá também neste ano de 2017, o orçamento prevê um aumento de investimento nas Funções Sociais na ordem dos 9.5%, do qual se destacam as obras de requalificação e ampliação da Escola Secundária Sidónio Pais em Caminha e Vilarelho e as obras de saneamento e de beneficiação de infraestruturas de rede que tem em vista fortes investimentos nas freguesias de Âncora, Argela, Moledo, Seixas e Vila Praia de Âncora e Vilar de Mouros. Prevê também um aumento de investimento em Funções Económicas de mais de 35% (reforço de quase 300 mil euros), prevendo que a aposta em acessibilidades e arruamentos nas freguesias possam atingir um incremento de 42% face ao exercício anterior. "Estamos aqui a identificar várias intervenções no território, das quais destacamos as seguintes: pavimentação da rua da Bargiela em Âncora, a requalificação do Nó da Erva Verde em Vila Praia de Âncora, a intervenção no Caminho dos Tornicos e do Agrelo em Vilar de Mouros, o apoio na requalificação da Avenida da Liberdade em Lanhelas, o alargamento do Caminho do Pinto na freguesia de Gondar e Orbacém, uma intervenção na Rua de Santa Marinha em Argela, a beneficiação do Largo da Igreja em Riba de Âncora, a beneficiação da Avenida Barão de S. Roque na freguesia de Venade e Azevedo, a intervenção na Avenida de Santana em Moledo", concretiza-se no documento. O orçamento prevê ainda um aumento 69% no investimento em Comércio e Turismo, "disponibilizando mais de 115 mil euros para uma área tão importante no contexto do concelho de Caminha. De referir que, ao orçamento e ao PPI, junta-se um Plano de Atividades Municipais (PAM) que prevê uma despesa de 884 mil euros. Aqui se juntam as mais importantes atividades levadas a cabo pelo Município de forma isolada, algumas vezes, mas também em conjunto com as instituições do concelho ou através de parcerias empresariais. O PAM elenca distintos eventos e organizações que não esgotam a atividade da Câmara Municipal, mas que deixam clara a aposta feita na Educação, na Cultura e no Desporto, áreas de eventos e atividades por excelência.

A Assembleia vai pronunciar-se sobre o Mapa de pessoal para 2017.

Da ordem de trabalhos faz parte a aprovação do lançamento de uma derrama de 1,5% e isenção da mesma para as empresas que tenham criação líquida de postos de trabalho; novas empresas com sede em Caminha e criadas no Município e, ainda, sujeitos passivos cujo volume de negócios no ano anterior não ultrapasse os 60.000€.

Os delegados municipais vão apreciar a participação variável no IRS relativa aos rendimentos do ano 2017 fixada em 1,5%. Vão igualmente pronunciar-se sobre a Taxa Municipal de Direitos de Passagem.

A votação estarão sete contratos interadministrativos a celebrar entre a Câmara Municipal de Caminha e as Juntas de Freguesia de Âncora, Dem, Riba de Âncora Vilar de Mouros, a União de Freguesias de Gondar e Orbacém, a União de Freguesias de Moledo e Cristelo e a União de Freguesias de Venade e Azevedo no montante de 93 mil euros, para transporte dos alunos do 1º, 2º, 3º ciclos, secundário e vocacional para os respetivos estabelecimentos de ensino.

A Assembleia vai ainda deliberar sobre os contratos interadministrativosa celebrar entre a Câmara Municipal e o Agrupamento de Escolas Sidónio Paisno âmbito do programa de generalização de fornecimento de refeições escolares aos alunos do pré-escolar e do primeiro ciclo do ensino básico, no montante de 172.636,80€. De igual modo, vai pronunciar-se sobre oscontratos interadministrativosa entre a Câmara Municipal de Caminha e a Junta de Freguesia de Dem, no valor de 10.431€, para implementação do programa de generalização de fornecimento de refeições escolares aos alunos do pré-escolar e do primeiro ciclo do ensino básico. O objetivo é assegurar uma alimentação saudável, equilibrada e com qualidade, a um preço uniforme a todos os alunos do 1º ciclo e pré-escolar.

Por último, os delegados municipais vão votar um contrato administrativo a celebrar entre a Câmara Municipal de Caminha e a União de Freguesias de Moledo e Cristelo para a atividade de Animação e Apoio à Família.

ARCOS DE VALDEVEZ REALIZA APRESENTAÇÃO PÚBLICA MAGIA DE NATAL 2016

Realizou-se, dia 5 de dezembro, a Apresentação Pública da Magia de Natal, no âmbito da Campanha de Natal 2016, promovida pela ACIAB, Câmara Municipal de Arcos de Valdevez e Comércio Tradicional de Arcos de Valdevez, são várias as ações que se realizarão durante o período natalício, onde a aposta se centra na promoção dos produtos locais, para dinamização das empresas, para atrair visitantes e promover a economia local. Desta forma, Arcos de Valdevez vai estar repleto de ações alusivas ao natal, como animação, sonorização, decoração de ruas, iluminação de natal e muitas outras ações. 

Natal16_primeira.jpg

João Manuel Esteves, Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, falou sobre as ações integradas na Magia de Natal, em parceria com a ACIAB, que iniciou com a iluminação nas ruas de Arcos de Valdevez, no dia 25 de novembro e que se prolongam até dia 7 de janeiro. “Esta parceria com a ACIAB e as associações do concelho, transmitem um sentimento de partilha, promovendo o comércio, atraindo assim mais turismo a Arcos de Valdevez”.

No âmbito da Magia de Natal, realizar-se-á de 8 a 11 de dezembro a Feira dos Doces e do Chocolate, no Campo do Trasladário, na qual estarão presentes os doces típicos da época natalícia, assim como muita animação alusiva ao Natal. Para a passagem de ano, estará presente o Programa da TVI “Somos Portugal”, que terá início às 14h30 até às 20h00 e que fará reportagem em vários locais do concelho.

Natal16_segunda.jpg

António Marques Campos, Presidente da Direção da ACIAB, falou da importância destas iniciativas no concelho de Arcos de Valdevez, uma vez que promovem o comércio, “A iluminação de Natal cria um ambiente acolhedor, os empresários preocupam-se cada vez mais com a decoração das montras, de forma a receber o consumidor, os turistas e os emigrantes”. Afirmou ainda que a parceria com o Município é de extrema importância, porque os empresários sentem-se mais apoiados, o que dinamiza o tecido empresarial, tornando-o mais atrativo, criando assim mais riqueza para o nosso concelho.

Francisco Peixoto Araújo, Vice-presidente da Direção da ACIAB, fez questão de realçar que este tipo de iniciativas fazem parte dos objetivos da ACIAB, com o intuito de atrair pessoas de outras regiões e turismo, de forma a fomentar a economia da região, através de um conjunto de iniciativas, eventos que promovem as nossas empresas e a região. Salientou ainda, que a Iluminação de Natal iniciou mais cedo e que abrange mais ruas, pois para o comércio é relevante este tipo de eventos trazendo mais vida e animação embelezando mais  ruas e centro histórico. 

Referiu ainda, que à semelhança dos anos anteriores, a ACIAB aposta no Sorteio de Natal, tendo aumentado o número de aderentes e patrocinadores a esta iniciativa, cerca de 200 empresas aderentes e 35 empresas patrocinadoras dos concelhos de Arcos de Valdevez e de Ponte da Barca.

Francisco Peixoto Araújo, lançou um desafio ao Município de Arcos de Valdevez, parceria entre as duas entidades na realização de eventos e ações para 2017, para promoção e dinamização do tecido empresarial e região.

Ao longo do ano, a ACIAB tem apostado na realização de diversas iniciativas, passando a mensagem de que comprando nas nossas empresas promove-se a região, aproxima-se os clientes do comércio, dinamizando o tecido empresarial e a região. 

Natal16_terceira.jpg

MUNICÍPIO DE ESPOSENDE APROVA VERBAS PARA REABILITAÇÃO URBANA DE APÚLIA, FÃO, ESPOSENDE E MARINHAS

Quatro milhões para reabilitação urbana de Apúlia, Fão, Esposende e Marinhas

A Câmara Municipal de Esposende acaba de ver aprovado, pela Comissão Diretiva do Norte 2020, o Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU), no valor que ultrapassa ligeiramente os três milhões de euros, mas que pode atingir os quatro milhões, mercê das bonificações decorrentes do cumprimento dos prazos e normas estipuladas. Esta medida beneficiará as zonas urbanas de Apúlia, Fão, Esposende e Marinhas.

Esposende. aérea.jpg

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, este plano que contempla a recuperação de imóveis, nas zonas de maior densidade urbana, significa “dinheiro para investimento público, com todo o proveito para os privados, em condições vantajosas, pois contempla vasta isenção de taxas”.

Tida como componente indispensável ao desenvolvimento socioeconómico e urbano local, o programa insere-se num plano mais alargado, decorrente do novo regime jurídico da reabilitação urbana que veio estabelecer novas regras às autarquias locais. Desde logo, a possibilidade de delimitar e assegurar a promoção das medidas necessárias à reabilitação das áreas urbanas que dela careçam.

Face aos desafios do novo quadro comunitário (Portugal 2020), à importância conferida aos centros históricos e frentes ribeirinhas, nomeadamente espaços urbanos e verdes de utilização coletiva, equipamentos, atividades económicas e infraestruturas correspondentes, as ARU são um importante instrumento de ordenamento do território.

O Município de Esposende “arriscou” a elaboração dos quatro projetos de reabilitação, colhendo agora os frutos de tal estratégia de renovação urbana, ganhando vantagem na submissão de candidaturas a fundos comunitários. Particulares e entidades privadas que queiram fazer obras ficam, também, abrangidos por benefícios fiscais aplicáveis nas operações urbanísticas a desenvolver.

O Município de Esposende definiu as áreas de Apúlia, Fão, Esposende e Marinhas, por serem espaços urbanos consolidados, com relevante interesse patrimonial e que apresentam alguns problemas de degradação física dos edifícios. De resto, esses locais têm estado na base de outras medidas de reabilitação urbana, adotadas pela Câmara Municipal de Esposende.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Esposende, as áreas constituem um “instrumento fulcral de planeamento, pois determinam uma intervenção integrada de reabilitação, a qual trará também benefícios para os particulares, nomeadamente de natureza fiscal”. Benjamim Pereira sublinha que este trabalho de planeamento urbano será desenvolvido em articulação com as respetivas Juntas de Freguesia, abrindo também a discussão à comunidade.

VIZELA INCENTIVA A GERIR IMAGEM PESSOAL

"O Produto és tu" com casa cheia

Cerca de 200 jovens vizelenses responderam positivamente ao desafio da Câmara Municipal enchendo por completo o auditório Luís Lopes Guimarães.

O Prdoduto és tu.JPG

“Transforma a venda do teu Produto! Qual Produto? O Produto És Tu!”. Este foi o mote da palestra que teve lugar, ontem, no auditório Luís Lopes Guimarães, em Vizela, promovido pela Câmara Municipal de Vizela, em parceria com a empresa de gestão de recursos humanos e consultoria “Alento”.

Este evento contou com a presença da Vereadora Dora Gaspar que, na abertura da sessão, referiu a importância destas iniciativas no sucesso da procura ativa de emprego.

Perante uma jovem plateia em transição para o mercado de trabalho, Artur Moura Queirós da ‘Alento’ interagiu com o público, focando algumas pistas importantes, nomeadamente como elaborar um plano pessoal de marketing e comunicação; a importância do networking; como gerir a imagem pessoal e profissional; técnicas comportamentais em entrevistas/reuniões de trabalho.

Esta foi mais uma iniciativa da Câmara Municipal de Vizela, no âmbito do serviço prestado pelo Gabinete de Apoio ao Desenvolvimento Jovem para a Empregabilidade Total (GADJET) e que se enquadra na promoção e desenvolvimento junto dos jovens de um conjunto diversificado de competências que os ajuda a encarar, de forma pró-ativa e assertiva, os desafios da (re)integração no mercado de trabalho.

O GADJET resulta num trabalho efetivo de parceria com o Gabinete de Atendimento e Acompanhamento Social (GAAS) da Santa Casa da Misericórdia de Vizela, os Estabelecimentos de Ensino, Educação e Formação do Concelho e o Centro para a Qualificação e o Ensino Profissional (CQEP).

GUIMARÃES INAUGURA RUA “S. NICOLAU DOS ESTUDANTES” NO DIA DO PADROEIRO DOS NICOLINOS

CERIMÓNIA DECORREU ESTA TERÇA-FEIRA, 06 DE DEZEMBRO

Toponímia vimaranense enriquecida com ligação do Largo Conde de Arnoso, no Campo da Feira, ao Parque das Hortas. Que terá um novo nome a partir de abril do próximo ano. Passará a chamar-se Largo da República.

Guimaraes_Rua_S_Nicolau_Estudantes_Inauguracao.jpg

A requalificação urbanística e funcional efetuada pela Câmara de Guimarães no Parque das Hortas e da sua área envolvente, que deu origem à nova rua “S. Nicolau dos Estudantes”, hoje inaugurada, «acrescentou cidade à cidade», considerou o Presidente do Município, Domingos Bragança, no dia em que a ligação rodoviária e pedonal entre o Largo República do Brasil e as Hortas passou a ter a denominação do padroeiro dos estudantes do ensino secundário de Guimarães, falecido no dia 06 de dezembro.

«Esta rua, que está num dos locais mais bonitos e emblemáticos de Guimarães, representa a nossa gratidão para com todos os nicolinos que nos antecederam e para com os que mantêm hoje viva esta tradição de Guimarães! As Festas Nicolinas são sentidas por todos os estudantes, mas está também no coração de todos os vimaranenses, que as vivem com emoção e afeto numa cidade que se afirma cada vez mais no presente e no futuro», disse o responsável pelo Município, que anunciou uma nova denominação para o Parque das Hortas a partir do dia 25 de Abril de 2017, passando a chamar-se Largo da República.

Domingos Bragança referiu também que está a «trabalhar no sentido de encontrar uma sede» para a Associação de Comissões de Festas Nicolinas. «Será um espaço nobre e um local de reunião onde terão a possibilidade de disponibilizar o seu acervo», acrescentou. Recentemente, o Presidente da ACFN reuniu com o Presidente da Autarquia. Em dia de «festa e especial», Rui Silva agradeceu a colaboração da Câmara e lembrou que, depois da Travessa da Senhora Aninhas, madrinha dos estudantes, os nicolinos passaram a ter agora uma rua. «Um dia teremos uma avenida…», disse, entre sorrisos, numa cerimónia onde Nuno Guimarães, Presidente da Comissão de Festas 2016, enalteceu o «marco importante» da inauguração.  

Na sua intervenção, o Presidente da Câmara destacou igualmente o trabalho desempenhado por Augusto Costa à frente da Associação de Antigos Estudantes do Liceu de Guimarães (AAELG), que concluiu um mandato de 18 anos enquanto Presidente da Direção dos “Velhos Nicolinos”, sucedendo agora a José Ribeiro. «Merece o nosso reconhecimento, porque deixa um bom legado e transmite o testemunho a uma pessoa também apaixonada pelas Nicolinas. Esse é um princípio para que tudo corra bem!», afirmou Bragança, que realçou a importância da Irmandade de S. Nicolau, agora liderada por Carlos Sousa, pelo «sentimento de religiosidade» que confere às festas.

ERGOVISÃO DE MONÇÃO APRESENTA WORKSHOP GRATUITO EM PARCERIA COM PERFUMES E COMPANHIA

No próximo dia 10 de Dezembro, sábado, a partir das 14 horas, a loja da Ergovisão Monção, situada no Rio Park, em parceria com a Perfumes e Companhia, irá realizar um Workshop direcionado para mulheres que necessitam de usar óculos e que pretendem aprender técnicas de maquilhagem.

Maquilhagem com oculos-01.jpg

Escolher a maquilhagem perfeita para um rosto torna-se um repto, sobretudo quando se usa óculos. Pode não ser tarefa fácil encontrar o look perfeito quando o formato e a cor da armação parecem limitar as opções, esconder parte do rosto ou não favorecer os seus olhos.

Se quer resolver este problema pode conhecer algumas dicas no próximo sábado, durante a tarde na loja da Erogivsão, onde especialistas da loja Perfumes e Companhia vão responder a várias questões.

Aproveite esta oportunidade para poder sentir-se mais confiante consigo própria.

No dia 8 de Dezembro, a Ergovisão estará na Pista de Gelo de Valença.

A par desta iniciativa, a Ergovisão estará na Pista de Gelo de Valença das 10 às 16 horas e receberá todos para um rastreio gratuito.

Nada como divertir-se com uma viagem de patins e aproveitar a ocasião para realizar um rastreio à sua visão de forma gratuita.

No âmbito da política de prevenção visual, a Ergovisão promove esta iniciativa de forma gratuita para a sensibilização de cuidados a ter com os olhos.

Apareça no próximo dia 8 de Dezembro na Pista de Gelo de Valença e aproveite para tirar as suas dúvidas sobre a sua saúde oftamologica.

A Ergovisão Monção localizada no Retail Rio Park, é um espaço inovador, com recurso a tecnologia de ponta, serviços diversificados, elevado profissionalismo e atendimento personalizado.

Nesta vila minhota desde julho, podem encontrar serviços de optometria e contactologia, com possibilidade de realização de consultas gratuitas. Este espaço comercializa também todo o tipo de produtos óticos, desde armações, óculos de sol e lentes de contacto, dispondo ainda de uma marca própria com preços acessíveis.

a4.jpg

ORIGENS E SIGNIFICADO DA COROA DO ADVENTO

A Coroa do Advento constitui um dos símbolos da época do Natal a anunciar o nascimento do Messias. Nos domingos do Advento, considerado o primeiro tempo do Ano Litúrgico correspondendo às quatro semanas que antecedem o Natal, as quais surgem representadas nas quatro velas. A família reúne-se à sua volta para rezar e celebrar. Seguindo a sua liturgia, é acesa a vela que corresponde à respectiva semana, entoando cânticos e fazendo leitura de passagens da Bíblia alusivas ao Advento.

As origens desta tradição remontam a antigos ritos colares praticados pelos povos europeus através dos quais celebravam o nascimento do Sol ou seja, o solstício de Dezembro, os quais vieram mais tarde a dar origem às saturnais romanas.

A sua forma circular representava precisamente a divindade solar que ocupava um lugar central em todos os ritos pagãos e está presente nas danças de roda que os povos sempre executaram desde as suas origens mais remotas.

Durante o inverno, os povos faziam fogueiras que, simbolizando a luz e o calor em cujo regresso se depositavam as esperanças, aparecem simbolizadas nas velas que fazem parte dos rituais da nossa fé.

Com efeito, através do rito, os povos antigos celebravam a acção criadora dos Deuses, assegurando dessa forma a ininterrupção do ciclo da vida e da morte num perpétuo renascimento e conferindo ao ritual um cunho de magia.

Porém, a religiosidade pagã ou seja, do camponês, cedeu o lugar ao Cristianismo e a novas formas de espiritualidade. E, desse modo, também a Coroa do Advento adquiriu uma nova simbologia e um novo significado.

Para o cristão, a infinidade do círculo representado na forma circular da Coroa do Advento representa o amor de Deus e a sua eternidade, bem assim como a aliança entre Deus e o Homem.

Os seus ramos verdes simbolizam a Esperança e a Vida na crença da Vida Eterna e da Ressurreição que constitui precisamente aquilo que distingue o verdadeiro cristão.

Carlos Gomes / http://www.folclore-online.com/

BRAGA É UM DOS PRINCIPAIS DESTINOS NATALÍCIOS DO PAÍS

Braga afirma-se como um dos principais destinos natalícios do país. Evento ´Braga é Natal´ realiza-se de 10 a 31 de Dezembro

De 10 a 31 de Dezembro, a magia e o espírito de Natal vão invadir as ruas da Cidade, proporcionando aos Bracarenses e visitantes o melhor das tradições natalícias.

CMB06122016SERGIOFREITAS0000003960.jpg

Concursos, intervenções artísticas, concertos de rua, espectáculos de dança e novo circo, grupos de cânticos de reis e janeiras, recriação da Fogueira de Natal, um Bolo-rei Gigante e uma tenda com mais de cinco dezenas de actividades dirigidas ao público infanto-juvenil são algumas das iniciativas que integram a quarta edição do ‘Braga é Natal’, promovido pelo Município de Braga.

Como afirmou Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a apresentação do evento, que decorreu na Casa dos Crivos, a Cidade é actualmente ´um dos principais destinos natalícios do país´. “Quem se deslocar a Braga neste período vai certamente viver uma experiência única, divertir-se com a família ou amigos e usufruir de múltiplas actividades, ao mesmo tempo que aqui realizam as suas compras, contribuindo para a dinamização do comércio local”, afirmou.

De acordo com o Edil, o investimento da Autarquia no evento é, na globalidade, superior a 300 mil euros, o que se justifica pelo facto de aliar à dimensão festiva a componente económica.

“Os principais beneficiários são os cidadãos, que usufruem das actividades com cada vez maior nível de qualidade que têm ao seu dispor, e os comerciantes, que vão aumentar as suas vendas neste mês. O investimento efectuado é significativo mas tem um retorno exponencial para a Cidade”, explicou, indo ao encontro das palavras de Domingos Macedo Barbosa, presidente da Associação Comercial do Minho, que estimou, para este período, a passagem de mais de 2 milhões de pessoas pelas ruas da Cidade e um volume de negócio superior a 65 milhões de euros nos sectores do comércio, turismo e serviços.

Por seu turno, Lídia Dias, vereadora da Cultura, salientou que o Natal é ´um dos momentos mais ricos e importantes´ que Braga tem ao longo do ano. “Pelo quarto ano consecutivo o evento cresceu e é, sem dúvida, uma das apostas ganhas deste Executivo. São dias mágicos em que transforamos Braga em cidade de Natal, com um ambiente festivo e espirito de comunidade trabalhado ao mais ínfimo pormenor por todos os que se associam a este grande evento”, referiu.

 

Evento com propostas diversificadas e para todos os públicos

As propostas para estes dias são diversificadas e orientadas para diferentes públicos. Personagens do imaginário natalício vão percorrer as ruas do Centro Histórico e interagir com miúdos e graúdos em ambiente de grande diversão. Um dos principais atractivos para as crianças é a Tenda de Natal, situada na Avenida Central e que terá mais de 50 horas de programação. No dia 17 de Dezembro (Sábado) assinala-se o ´Natal na Rua´, com um vasto conjunto de actividades marcadas durante todo o dia, esperando-se grande afluência de pessoas nas ruas.

No dia 18 de Dezembro, a partir das 15h00, decorrerá a Parada de Natal, um desfile de criatividade e magia que contará com centenas de participantes, animadores e grupos de dança que encarnam personagens do imaginário natalício. A Parada terá como palco as principais ruas do Centro Histórico. Soldadinhos de chumbo, bailarinas, circo de malabares, banda filarmónica, trenós, duendes, elfos, o Pai Natal e a rena Rudolfo farão parte deste momento único e mágico.

Para a noite de 22 de Dezembro está reservado um excepcional Concerto de Natal, com a Orquestra Barroca e Cora da Casa da Música, que será ser oferecido a todos os Bracarenses. A este programa junta-se o maior Presépio Vivo da Europa, que se realiza na freguesia de Priscos entre os dias 18 de Dezembro e 17 de Janeiro.

Do programa também faz parte a Corrida de S. Silvestre, que terá lugar no dia 30 de Dezembro, pelas 21h30, e que compreende um percurso de 10km que atravessa as principais artérias do Centro de Braga. No dia 15 de Dezembro, às 10h30, realiza-se a Corrida do Pai Natal, destinada às crianças dos Jardins-de Infância e alunos do 1º ciclo.

Este ano, Braga volta a fazer a Passagem de Ano nas ruas, numa festa intensa onde não vai faltar a música e o fogo-de-artifício. A partir das 22h00, no palco instalado na Avenida Central haverá um grande concerto de Tito Paris e animação até às 04h00 com Karetus e vários Dj’s locais.

CMB06122016SERGIOFREITAS0000003964.jpg

TERRAS DE BOURO VIRA CAPITAL DA MODA NO MINHO

Evento Moda Terras de Bouro, edição inverno 2016, encheu Pavilhão Municipal.

O pavilhão municipal de Terras de Bouro esteve repleto na noite do dia 3 de dezembro para assistir à passagem de manequins, selecionados também a partir de castings locais, num desfile cuja produção esteve a cargo da empresa STRASS FASHION & EVENTS.

MTBterrasB.JPG

Neste evento, promovido pelo Município de Terras de Bouro com a parceria da Junta de Freguesia de Moimenta, o comércio local teve assim oportunidade de apresentar as suas criações, vendo também os seus moldes e opções valorizados no espetáculo que contou, igualmente, com a colaboração da revista BGLAM-MAGAZINE.

Destaque ainda para as atuações da Escola de Ballet Clássico e Contemporâneo - Classe do Gerês e também para o momento musical proporcionado pelo cantor Rogério Braga.

MTB-0375.JPG

MTB-0396.JPG

MTB-0397.JPG

MTB-0420.JPG

MTB-0437.JPG

MTB-0474.JPG

MTB-0489.JPG

MTB-0522.JPG

MTB-0529.JPG

MTB-0534.JPG

MTB-0539.JPG

MTB-0544.JPG

MTB-0557.JPG

MTB-0568.JPG

MONÇÃO COMEMORA DIA INTERNACIONAL DO VOLUNTARIADO

Data comemorada ontem na Escola Secundária de Monção através de um conjunto de atividades com o objetivo de sensibilizar a comunidade educativa para a prática do voluntariado.Alunos e professores “humanizaram” as mãos do símbolo do Banco Local de Voluntariado de Monção, procederam à recolha de donativos para uma associação local e criaram um placard com frases curtas alusivas à temática “Ser voluntário é…”

Voluntariado 03MONÇ (1).JPG

Monção comemorou o Dia Internacional do Voluntariado. Ontem, 5 de dezembro, no âmbito do Programa de Voluntariado Jovem/PES-Haja Saúde/Banco Local de Voluntariado de Monção, vários alunos da Escola Secundária de Monção realizaram um conjunto de atividades com o objetivo de sensibilizar a comunidade educativa para a prática do voluntariado.

Desta forma, alunos e professores “humanizaram” as mãos do símbolo do Banco Local de Voluntariado de Monção, procederam à recolha de donativos para uma associação local e criaram um placard com frases curtas alusivas à temática “Ser voluntário é…”

O objetivo desta ação, que incidiu na transmissão de “ferramentas” potenciadoras do exercício do voluntariado, teve acolhimento positivo por parte dos alunos. No placard, podia ler-se: “Ser voluntário é levar emoções aos outros”, “Ser voluntário é ajudar em troca de amor” ou “Ser voluntário é vivenciar cidadania e consolidar valores”.

O Dia Internacional do Voluntariado, proclamado a 5 de dezembro de 1985 pelas Nações Unidas, é celebrado todos os anos naquele dia como forma de incentivar, valorizar e agradecer o trabalho de voluntariado prestado por milhões de pessoas em todo o mundo.

O Banco Local de Voluntariado de Monção, criado há sensivelmente seis anos, tem como missão a promoção dovoluntariado no território concelhio, facilitando o encontro entre os voluntários e as instituições acolhedoras. Presentemente, abrange várias áreas sociais, culturais e educativas,

Entre estas, destaca-se a recolha e distribuição de alimentos, apoio à infância e terceira idade, campanhas de sensibilização/peditórios,Banco Municipal de Livros Escolares, Banco da Mãe e do Bebe, apoio a eventos culturais e ajuda ao estudo de crianças com dificuldades económicas.

Voluntariado 03MONÇ (2).jpg

Voluntariado 03MONÇ (3).jpg

ARMANDO CARVALHO TOMOU POSSE NO NÚCLEO DO PSD DE RIBA DE AVE

Sessão decorreu esta segunda-feira, 5 de dezembro

Realizou-se esta segunda-feira, 5 de dezembro, a tomada de posse da Comissão Política do Núcleo do PSD de Riba de Ave, liderada por Armando Carvalho.

Riba de Ave2 (1).jpg

A sessão ficou marcada pela ambição e determinação de um conjunto de pessoas em devolver a Riba de Ave a pujança económica e industrial de outros tempos.

Para já a aposta segue o sentido de criar condições de desenvolvimento e crescimento da vila, nomeadamente na área cultural.

O dinamismo do Núcleo do PSD de Riba de Ave vai de encontro à estratégia delineada pela Concelhia do PSD de Vila Nova de Famalicão de proximidade às populações de forma a perceber melhor as suas necessidades e anseios.

A tomada de posse contou com as presenças do Presidente da Concelhia do PSD de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, e da presidente de Junta de Riba de Ave, Susana Pereira, entre outros representantes da política concelhia. 

Refira-se que Armando Carvalho foi eleito presidente do núcleo local do PSD, com 64% dos votos.

CRIANÇAS BRACARENSES VÃO TER FÉRIAS EM GRANDE NO NATAL

Programa ´Férias em Grande – Natal´ abre inscrições esta Quarta-feira. Actividade abrange período de férias escolares de Natal

O Município de Braga vai organizar o Programa “Férias em Grande – Natal”, destinado aos jovens entre os 10 e os 15 anos de idade. A actividade irá abranger a totalidade dos dias úteis compreendidos entre o dia 19 a 22 e entre o dia 26 e 29 de Dezembro, abrangendo vários locais de actividade, entre as 9H00 horas e as 17H30 horas, com almoço e lanches incluídos.

ferias em grande natal 2016.jpg

As inscrições estarão abertas a partir do dia de amanhã, Quarta-feira, 7 de Dezembro. O prazo das inscrições decorre até ao próximo dia 15 de Dezembro e só poderão ser efectuadas presencialmente no Balcão Único, localizado no Edifício do Pópulo. As inscrições são limitadas e aceites por ordem de chegada, sendo apenas contabilizadas as que estão completamente preenchidas e validadas.

A actividade possui, como principal objectivo, a disponibilização às crianças de um serviço de ocupação dos tempos livres durante as férias escolares. Como objectivos secundários, apresentam-se o conhecimento e frequência de variadas instalações desportivas do Concelho, assim como a participação em actividades como workshops diversos, actividades desportivas, cinema, entre muitas outras.

O almoço e os lanches ficarão da responsabilidade do Município de Braga. O transporte para o local da actividade, e de regresso para o local sede, encontra-se também assegurado pela Autarquia, em autocarro, ou a pé para os locais mais próximos.

ARCOS DE VALDEVEZ REALIZA OFICINA DE COGUMELOS SILVESTRES

A ARDAL – Porta do Mezio vai organizar uma oficina de Cogumelos Silvestres, no dia 10 de Dezembro de 2016, das 14h00 às 17h00. Esta iniciativa tem como objetivo sensibilizar os participantes para a biodiversidade, importância ecológica e preservação dos cogumelos silvestres, transmitir aos participantes as regras para a colheita de cogumelos de modo sustentável e dotar aos mesmos noções sobre a sua identificação de forma segura.  

Cogumelos_silvestres.jpg

Programa:

1.Introdução aos cogumelos silvestres (Auditório)

  1. Saída de campo nas imediações da Porta do Mezio para recolha de exemplares
  2. Identificação dos cogumelos recolhidos com recurso a chaves de identificação e guias de campo (Auditório).

A oficina de cogumelos silvestres irá decorrer na Porta do Mezio e é direcionada ao público em geral. Os interessados devem inscrever-se na Porta do Mezio ou através do telefone n.º 258510100/258522157 ou através do correio eletrónico: portadomezio@ardal.pt

Haverá uma degustação de cogumelos e outros petiscos regionais no final!
As inscrições são limitadas. Inscreva-se já!

GUIMARÃES REPARA PAVIMENTO DE ARTÉRIAS DA CIDADE

Reparação de pavimento na noite desta 4ª feira entre a Alameda de S. Dâmaso e a Rua de Santo António

Intervenção tem início às 21 horas desta quarta-feira, 07 de dezembro. Serão feitas retificações de abatimentos e depressões no estado do piso e caixas de águas pluviais.

Guimaraes_Pavimento_Centro_Cidade.jpg

A zona norte da Alameda São Dâmaso, Largo do Toural e Rua de Santo António, no centro de Guimarães, vai estar nove horas encerradas ao trânsito durante o período noturno desta quarta-feira, entre as 21 horas de 07 de dezembro e as 06 horas do dia 08 de dezembro, estando salvaguardado o acesso ao Largo Condessa do Juncal.

A interdição rodoviária, articulada com a Polícia Municipal e com a PSP de Guimarães, deve-se a uma intervenção que será efetuada no pavimento pela empresa responsável pela construção da obra, ao abrigo da garantia da empreitada relacionada com a requalificação urbanística do Toural, Alameda de S. Dâmaso e Rua de Santo António.

Durante este horário noturno, período escolhido para minimizar constrangimentos aos automobilistas, os técnicos da empresa, com a fiscalização do Departamento de Obras da Autarquia, vão proceder a retificações de abatimentos e depressões existentes no estado do piso e nas caixas de águas pluviais que se encontram localizadas nestas ruas do centro de Guimarães.

NATAL TAMBÉM É ECOLOGIA EM FAMALICÃO

Uma árvore de Natal feita a partir de caixas de ovos e enfeitada com cápsulas de café é apenas um dos 25 trabalhos expostos na edição deste ano da exposição “Natal Ecológico”, inaugurada esta terça-feira, 6 de dezembro, nos Serviços Educativos do Parque da Devesa, em Vila Nova de Famalicão.  

Natal Ecológico (1).jpg

A mostra, que se realiza pelo 15.º ano, contou com a participação de cerca de 500 crianças e jovens de 10 instituições educativas do concelho e volta a surpreender pela originalidade e criatividade dos trabalhos apresentados. 

O vereador da Educação e Conhecimento do município, Leonel Rocha, esteve esta manhã presente na inauguração da exposição. O responsável autárquico mostrou-se satisfeito por ver que as escolas continuam a aceitar o desafio lançado todos os anos pela Câmara Municipal, promovendo assim junto dos mais novos a ideia de que Natal também é sinónimo de ecologia. 

A exposição é de entrada livre e vai estar patente no Parque da Devesa até ao dia 6 de janeiro.

Natal Ecológico (2).jpg

Natal Ecológico (3).jpg

FAMALICÃO É PALCO DE SONHOS

Entre outras coisas, o Carlos sonhava cantar o fado. Ao contrário do que algum dia imaginou, hoje concretizou o seu sonho. Cantou perante um auditório lotado. E cantou o seu fado. O fado de alguém que luta contra o preconceito e que quer fazer ver à sociedade que o rótulo de “deficiente” é injustamente conotado como algo negativo.

Famalicão é palco de sonhos  (1).jpg

O Carlos foi uma das muitas pessoas que esta terça-feira subiram ao palco do grande auditório da Casa das Artes de Famalicão para dar corpo ao “Espetáculo dos Sonhos”, dinamizado pelo encenador João Negreiros para assinalar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, evocado todos os anos  no dia 3 de dezembro. 

O momento contou com a participação de 3 instituições concelhias de apoio à deficiência – a ACIP, a APPACDM e o Centro Social e Paroquial de Ribeirão - e foi produzido no âmbito do projeto municipal “EnvolvArte”, promovido pelo pelouro da Cultura da autarquia e que visa o desenvolvimento das habilidades pessoais e sociais da pessoa com deficiência através da arte, especificamente com o teatro e a música.

Refira-se ainda que no âmbito das comemorações do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, assinalado este ano em Famalicão sob o lema “não é estranho ser diferente, o estranho é ser indiferente”,a Escola Secundária Camilo Castelo Branco recebe esta quarta-feira um desfile de moda intitulado “Moda Improvável 3G”, promovido no âmbito do projeto Contrato Local de Desenvolvimento Social – CLDS 3G.

Famalicão é palco de sonhos  (2).jpg

BRAGA E AUSTRÁLIA EQUACIONAM NOVAS FORMAS DE COOPERAÇÃO

Embaixador recebido no Salão Nobre dos Paços do Concelho

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, recebeu hoje, 6 de Dezembro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, o Embaixador da Austrália em Portugal, Peter Brian Rayner, que está a realizar uma visita de dois dias à Cidade.

CMB06122016SERGIOFREITAS0000003943.jpg

Na ocasião, o Autarca Bracarense reiterou o interesse em reforçar a ligação à Austrália, país que possui um “leque muito vasto de oportunidades do ponto de vista da atracção turística e empresarial”.

“A Austrália possui muitas áreas de convergência com aquilo que são os nossos interesses. Estamos certos que poderemos abrir portas a novas oportunidades de colaboração que, no futuro, traduzir-se-ão em benefícios concretos para a Cidade”, sustentou Ricardo Rio, lembrando que o Concelho possui os recursos e o conhecimento científico necessário para atrair grandes projectos de investimento.

Por seu turno, o Embaixador da Austrália deu conta do interesse de algumas empresas do seu país em investir em Portugal, nomeadamente do sector da mineração. “Existem várias empresas com interesse no lítio, um metal cada vez mais importante para a indústria automóvel, mais concretamente para as baterias dos carros eléctricos. Portugal tem uma das maiores reservas de lítio da Europa e, nesse sentido, existe margem para investir nesta área”, adiantou o diplomata. 

CMB06122016SERGIOFREITAS0000003945.jpg

FAMALICÃO PREPARA NOVOS INVESTIMENTOS

Projetos de investimentos aprovados pela Câmara Municipal de Famalicão. Têxtil e crematório garantem 2,5 milhões de euros de investimento

São mais 2,5 milhões de euros de investimento empresarial no concelho de Vila Nova de Famalicão. Uma unidade têxtil e uma agência funerária que vai construir o primeiro crematório do distrito de Braga são os promotores de mais duas iniciativas empresariais que a Câmara de Vila Nova de Famalicão reconhece como Projetos Made 2IN pelo seu interesse municipal. 

AFS_2729.JPG

A Tiajo, empresa fornecedora de tecidos para uniformes e workwear líder de mercado em Portugal, sediada na freguesia de Esmeriz, vai avançar ainda este mês com um projeto de investimento de 2,2 milhões de euros que pressupõe a transferência de instalações para o Lugar de Cambães, na União de Freguesias de Avidos e Lagoa. As novas instalações vão ter mais 3.400 metros quadrados em relação às atuais por forma a incorporar novos equipamentos e conferir uma capacidade de resposta superior. As obras estarão concluídas no verão do próximo ano. 

Este novo projeto de investimento da Tiajo vai permitir criar cinco novos postos de trabalho – atualmente a empresa, criada em 1988, conta com um efetivo de 12 colaboradores.

A outra iniciativa empresarial vai ser levada a cabo pela Agência Funerária da Lagoa que pretende ampliar as atuais instalações tendo em vista a construção de um crematório, o primeiro no distrito, na Rua da Agra, na União de Freguesia de Avidos e Lagoa. Em causa está um investimento que ronda os 300 mil euros e que também estará terminado no verão do próximo ano. 

Tanto a Tiajo como a Agência Funerária da Lagoa foram contempladas com incentivos fiscais ao abrigo do Regulamento de Projetos de Investimento de Interesse Municipal – Made 2IN. As propostas de projeto e respetivos apoios financeiros ao investimento foram aprovadas por unanimidade pelo executivo municipal na reunião pública de 24 de novembro.  

95 milhões de iniciativa empresarial e 840 empregos 

Desde a entrada em vigor do regulamento, em outubro de 2015, foram já anunciados como de interesse municipal 26 novos investimentos empresariais com forte impacto na geração de riqueza e na criação de emprego. Ao todo representam 95,5 milhões de euros e perspetivam a criação de 840 novos empregos.

A Câmara Municipal confere condições excecionais às novas iniciativas empresariais, concedendo-lhes benefícios fiscais e outras vantagens. Os benefícios fiscais, de acordo com os critérios do regulamento, podem ir desde a isenção total ou parcial do IMI e do IMT até à redução de 50% do valor das taxas das operações urbanística

“AS ELFAS DO PAI NATAL VÃO DE FÉRIAS” PARA VER EM CAMINHA E VILA PRAIA DE ÂNCORA

Peça de teatro sobe aos palcos do Valadares, Teatro Municipal de Caminha e do Centro Cultural de Vila Praia de Âncora no próximo sábado

 

A magia do Natal vive-se intensamente em Caminha: 40 dias, 40 atividades e 16 instituições envolvidas. No sábado, dia 10 de dezembro, Caminha e Vila Praia de Âncora vão contar com animação infantil para os mais novos, com a exibição da peça “As Elfas do Pai Natal vão de férias”, uma produção Krisálida- Associação Cultural do Alto Minho. As sessões vão decorrer no Valadares, Teatro Municipal de Caminha e no Centro Cultural de Vila Praia de Âncora e são gratuitas.

São muitas as atividades que estão a decorrer no concelho de Caminha direcionadas a todos os públicos: crianças, jovens e adultos, com o objetivo de fazer de Caminha uma das rotas turísticas de fim de ano e dinamizar a economia local.

“As Elfas do Pai Natal” estarão em exibição em Caminha pelas 15 horas, no Valadares, Teatro Municipal e pelas 17 horas, no Centro Cultural de Vila Praia de Âncora.

Sobre as “As Elfas do Pai Natal vão de férias” podemos desvendar um bocadinho da história: “Com o Natal à porta e tanto brinquedo para entregar aos meninos e meninas, as duas elfas chegam de malas aviadas ao aeroporto com o intuito de embarcarem para umas férias maravilhosas.  Será que o Pai Natal foi informado? Parece que não, e este anda aflitíssimo à procura do seu braço esquerdo e braço direito.  Como o embarque para o avião está atrasado, estas duas protagonizam uma série de peripécias engraçadas visto que ambas têm personalidades bastante diferentes.  Mas o Pai Natal não desiste, descobre onde elas estão e vai ao encontro delas. Será que ele as consegue encontrar? Será que elas vão ter coragem de deixar o seu amigo Pai Natal na mão?”

A direção artística desta animação teatral está a cargo de Carla Magalhães; a encenação é coletiva; e a interpretação é da responsabilidade de Maria Meixeiro; Filipa Almeida e João Moreira.

01 A 31 DEZEMBRO

ROTA DA RABANADA

Local: Restaurantes, pastelarias e cafés aderentes do Concelho de Caminha

 

01 A 19 DEZEMBRO

O NATAL NA MINHA VIDA

A partilha do espirito de Natal através da rede social Facebook

Envio dos suportes  (fotografia original acompanhada de texto 

e música) para cultura@cm-caminha.pt

A partir de 20 de dezembro - Publicação do Álbum

Mais informações em www.cm-caminha.pt

 

QUI 08 DEZEMBRO | 21H00

III CONCERTO DE ÓRGÃOS DE TUBOS

COMEMORAÇÕES DOS 500 ANOS DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE CAMINHA

Local: Igreja da Misericórdia, Caminha

 

SÁB 10 DEZEMBRO

AS ELFAS DO PAI NATAL 

VÃO DE FÉRIAS

15H00 - Valadares, Teatro Municipal - Caminha

17H00 - Centro Cultural de Vila Praia de Âncora

 

10 E 11 DEZEMBRO | 09H00 – 17H00

FEIRA DE TRADIÇÕES DE NATAL

ARTESANATO E PRODUTOS TRADICIONAIS LOCAIS

Local: Terreiro, Caminha

 

14 E 19 DEZEMBRO | 18H00

WORKSHOP DE DOÇARIA TRADICIONALDE NATAL 

- RABANADAS E SONHOS

QUA 14 

Local: Sede da Junta de Freguesia de Lanhelas

 

SEG 19 

Local: Centro Paroquial e Social de Riba de Âncora

 

QUI 15 DEZEMBRO

PLANTE UM PINHEIRO DE NATAL

Público-alvo: Comunidade Escolar do Concelho de Caminha

Local:  Riba de Âncora

 

SEX 16 DEZEMBRO | 21H30 

CONCERTO DE NATAL 

ORFEÃO DE VILA PRAIA DE ÂNCORA

Local: Igreja Paroquial de Moledo 

 

17 E 18 DEZEMBRO | 09H00 – 17H00

FEIRA DE TRADIÇÕES DE NATAL

ARTESANATO E PRODUTOS 

TRADICIONAIS LOCAIS

Local: Praça da República, Vila Praia de Âncora

 

17 E 18 DEZEMBRO

CONTO DE NATAL, OFICINA

DE CONSTRUÇÃO DE MARIONETA 

E FOTOGRAFIA COM O PAI NATAL

 

SÁB 17 

10H00 – 12H00 - Praça Conselheiro Silva Torres,Terreiro, Caminha

15H00 – 17H00 - Praça da República, Vila Praia de Âncora

 

DOM 18 

10H00 – 12H00 - Praça da República, Vila Praia de Âncora

15H00 – 17H00 - Praça Conselheiro Silva Torres , Terreiro, Caminha

 

DOM 18 DEZEMBRO | 10H00 PASSEIO DE PAI NATAL EM BICICLETA, 

CORRIDA E CAMINHADA

Concentração e partida: Praça da República em Vila Praia de Âncora e chegada ao Parque do Ferry Boat em Caminha.

 

DOM 18 DEZEMBRO | 14H30

3ª CAMINHADA DO PAI NATAL

MOLEDO > CAMINHA > MOLEDO

Local: Concentração no Centro Social Paroquial de Moledo

 

DOM 18 DEZEMBRO | 18H30

CONCERTO DE NATAL 

ORFEÃO DE VILA PRAIA DE ÂNCORA

Local: Igreja da Misericórdia de Caminha

 

19 A 23 E 26 A 30 DEZEMBRO | 10H00 - 12H00

OFICINA DE TEATRO 

DE NATAL PARA CRIANÇAS

Local: Edifício dos Paços do Concelho, Caminha

Público-alvo: Crianças e jovens dos 6 aos 14 anos de idade

Mais informações: krisalida.acam@gmail.com 

T 960 115 415

 

QUA 21 DEZEMBRO | 21H30

CONCERTO DE NATAL DA TUNA DA UNIVERSIDADE SÉNIOR DO ROTARY 

CLUB DE CAMINHA 

Local: Igreja de Santa Clara, Caminha

 

QUI 22 DEZEMBRO | 21H30

CONCERTO DE NATAL DA AMFF

Local: Igreja Matriz de Caminha

 

SEX 23 DEZEMBRO | 21H30

CONCERTO DE NATAL 

ORFEÃO DE VILA PRAIA DE ÂNCORA

Local: Igreja Matriz de Vila Praia de Âncora

 

SÁB 24 DEZEMBRO | 10H00 - 12H00

FOTOGRAFIA COM O PAI NATAL

Local: Praça Conselheiro Silva Torres - Terreiro e Caminha e Praça da República, Vila Praia de Âncora

 

SEX 30 DEZEMBRO | 20H00 - 23H00 

PRESÉPIO VIVO E AUTO DE NATAL

Pelo Grupo de Teatro da Freguesia de Lanhelas 

Local: Lanhelas

 

SÁB 31 DEZEMBRO | 23H30

CAMINHA, 

ONDE O NORTE PASSA O ANO

CONCERTO DE MARTA REN 

& THE GROOVELVETS

ATUAÇÃO DO GRUPO DE COVERS XORNAS

Local: Praça Conselheiro Silva Torres - Terreiro, Caminha

 

DOM 01 JANEIRO | 17H00

CONCERTO DE ANO NOVO

SOCIEDADE MUSICAL BANDA LANHELENSE E CORAL POLIFÓNICO 

DE VILA NOVA DE CERVEIRA

Local: Valadares, Teatro Municipal - Caminha

 

08, 15, 22 E 29 DEZEMBRO | 21H30

FITAS DE NATAL

Local: Valadares, Teatro Municipal - Caminha

 

11 E 18 DEZEMBRO | 15H00

FITAS DE NATAL INFANTIS

Local: Valadares, Teatro Municipal - Caminha

MONÇÃO COMEMORA DIA INTERNACIONAL DO VOLUNTARIADO

Banco local assinala data, 5 de dezembro, com ação de formação básica. O objetivo incide na transmissão de “ferramentas” que valorizem o exercício do voluntariado.Atualmente, o banco local conta com 89 voluntários. Em 2012, estavam inscritas 58 pessoas e, no último ano, 74.

Voluntariado 01.jpg

O Banco Local de Voluntariado de Monção celebra o Dia Internacional de Voluntariado, comemorado amanhã, 5 de dezembro, com uma ação de formação básica para a prática de voluntariado destinada aos elementos do banco local e instituições acolhedoras de voluntários.

Esta iniciativa, que decorrerá entre as 10h00 e as 17h30, no auditório da Biblioteca Municipal de Monção, será ministrada por Patrícia Vaz Lourenço, formadora especializada na área.O objetivo incide na transmissão de “ferramentas” que valorizem o exercício do voluntariado.

Neste âmbito, decorre uma ação de sensibilização de voluntariado junto dos alunos do 1º e 2º ano do Agrupamento de Escolas de Monção. Trata-se do concurso “Para mim o voluntariado é….”, cujos trabalhos serão apresentados, na segunda metade de dezembro e primeira de janeiro, na Biblioteca Municipal de Monção.

A iniciativa, com coordenação de três professoras de artes plásticas das Atividades de Enriquecimento Curricular, Andreia Fernandes, Mafalda Evangelista e Sandra Soares, obedeceu a três fases: transmissão do conceito de voluntário, envolvimento dos pais e trabalhos de grupo. Os dois melhores serão premiados. 

O Banco Local de Voluntariado de Monção tem sensivelmente quatro anos de existência, englobando atualmente 89 voluntários que apoiam 20 organizações promotoras de voluntariado. Em 2012, estavam inscritas 58 pessoas e, no último ano, 74. O aumento deve-se à visibilidade do projeto, com várias atividades durante o ano, e à disposição da comunidade local para ajudar o próximo.

O voluntariado abrange várias áreas sociais, culturais e educativas, destacando-se a recolha e distribuição de alimentos, apoio à infância e terceira idade, campanhas de sensibilização/peditórios,Banco Municipal de Livros Escolares, apoio a eventos culturais, e apoio ao estudo de crianças com dificuldades através do projeto “raíz quadrada”.

Voluntariado 02.jpg

Voluntariado 03.JPG

BARCELOS TEM PROGRAMA DE FÉRIAS DE NATAL PARA AS CRIANÇAS E JOVENS

Crianças e Jovens do concelho com um vasto programa de Férias de Natal

A partir do dia 19 de dezembro os espaços municipais estarão repletos de muita diversão, alegria, sorrisos e criatividade

Construções de lanternas, pintura de azulejo, confeção de pão de natal, pintura de peças em barro, criação de presépios, oficina de contos e lendas, teatro, música, jogos, construção de fantoches de esponja, Hóquei em Patins, Judo, Karaté, Futebol, Voleibol, Xadrez, Jogos pré-desportivos e muito mais, é o que o Município de Barcelos organiza, no período de férias escolares de Natal. A Casa da Juventude, o Museu de Olaria, a Biblioteca Municipal e o Pavilhão Municipal oferecem um conjunto de atividades de ocupação dos tempos livres das crianças e jovens do concelho. A partir do dia 19 de dezembro não faltará diversão, alegria, sorrisos e criatividade espalhada pelos espaços municipais.

Casa da Juventude

A Casa da Juventude do Município de Barcelos oferece diversas atividades, durante o período de Férias Escolares de Natal, através do Programa de Ocupação de Tempos Livres, entre 19 e 30 de dezembro, para grupos entre as 10h e as 12h e individualmente entre as 15h e as 17h30. A inscrição é gratuita mas obrigatória até ao 15 de dezembro, e deve ser efetuada através do e-mail casadajuventude@cm-barcelos.pt ou telefone 253 814 307.

Os materiais deverão ser assegurados pelos participantes que deverão ter, no mínimo, seis anos.

Museu de Olaria

Os ateliês das Férias de Natal do Museu de Olaria decorrem entre 20 a 23 e 27 a 30 de dezembro de 2016, entre as 10h e as 12h, e são dirigidos a crianças entre os 6 e os 12 anos. O programa de atividades conta com construções de lanternas, pintura de azulejo, confeção de pão de natal, pintura de peças em barro e ainda a criação de presépios.

As inscrições devem ser feitas através do e-mail museuolaria@cm-barcelos.pt ou do telefone 253 824 741.

Biblioteca Municipal de Barcelos

Tendo em vista ocupar os tempos livres das crianças e jovens durante o período de férias de Natal, a Biblioteca Municipal de Barcelos leva a efeito o programa “Férias Divertidas”. Além de poderem ler os muitos livros que se encontram à sua disposição na sala de leitura, de 19 a 30 de dezembro, as crianças, dos 6 aos 10 anos, podem assistir a contos, oficinas, teatro, música e jogos. Os jovens dos 11 aos 14 anos, de 19 a 30 de dezembro, podem participar numa construção de fantoches de esponja e, de 28 a 30 de dezembro, numa oficina de Contos e Lendas.

A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição prévia, na semana e nas atividades em que se pretende participar. A inscrição poderá ser feita pessoalmente, na Biblioteca Municipal de Barcelos, através do telefone 253809641 ou email: biblioteca@cm-barcelos.pt.

Pavilhão Municipal

Mais uma edição das Férias Desportivas Municipais de Natal vai ser levada a cabo pelo Pelouro do Desporto do Município de Barcelos.

As Férias Desportivas fundamentam-se em conceitos educacionais que auxiliam a desenvolver a organização pessoal, responsabilidade, integração social, independência, cooperação, ética, respeito e espírito desportivo.

As modalidades em que poderão participar são Hóquei em Patins, Judo, Karaté, Futebol, Voleibol, Xadrez e Jogos pré-desportivos.

As Férias Desportivas Municipais contam com profissionais especializados e reconhecidos na área de Educação e Desporto, que adequam as atividades desportivas e culturais a cada faixa etária e que promovem o convívio social entre os participantes sempre com boa disposição e sob a máxima segurança.

As inscrições encontram-se abertas até ao dia 16 de dezembro e poderão ser efetuadas no Pavilhão Municipal de Barcelos entre as 14h30 e as 19h de segunda a sexta.

CELORICO DE BASTO RECEBE ESPETÁCULO “NA FELICIDADE NÃO HÁ DIFERENÇA”

“Promovemos momentos de ternura onde todos se sentem parte”

No âmbito das comemorações do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, o Centro Cultural de Celorico de Basto recebeu, no dia 3 de dezembro, um “grandioso” espetáculo intitulado “Na Felicidade não há Diferença”. Uma ação promovida pela Associação de Solidariedade Social de Basto que valorizou os utentes do Centro de Atividades Ocupacionais.

_DSC4091.jpg

“Este é um espetáculo maravilhoso que valoriza com dignidade, amor e sentido de pertença e inclusão as pessoas portadoras de deficiência que integram o nosso Centro de Atividades Ocupacionais. É tão gratificante ver esta felicidade, esta alegria” disse o presidente de direção da ASSB, Joaquim Mota e silva. O também presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, em pleno dia Internacional da Pessoa com deficiência, fez questão de lembrar que a inclusão é um dever da comunidade, por isso a todos diz respeito. Precisamos criar mecanismos inclusivos, destruir as barreiras arquitetónicas existentes, acabar com preconceitos, permitir formação, trabalho, direito a uma vida com qualidade e em comunidade”.

O Centro Cultural encheu para assistir ao espetáculo “Na felicidade não há diferença”. Pelo palco passaram várias interpretações dos utentes, pessoas com deficiência, e técnicos do CAO que em uníssono, proporcionaram um espetáculo repleto de emoções.

“É maravilhoso trabalhar no CAO, somos uma verdadeira família ligada por emoções fortes. É um local que exige muita disponibilidade afetiva, muita atenção, onde ensinamos e aprendemos diariamente” disse Ana Marinho, técnica do CAO.

No final do espetáculo todos os presentes foram convidados a largar cerca de 200 balões brancos pelos céus de Celorico de Basto.

_DSC4217.jpg

_DSC4272.jpg

_DSC4340.jpg

VIANA DO CASTELO: FILARMÓNICA DE VILA NOVA DE ANHA REALIZA CONCERTO DE NATAL

A Filarmónica de Vila Nova de Anha do Departamento Cultural e Recreativo do Centro Social Paroquial, apresenta-se ao Público, no próximo dia 17 de Dezembro pelas 21h00, na Igreja Paroquial de Vila Nova de Anha, no seu já habitual concerto de Natal, onde serão interpretadas obras por parte do Grupo de Madeiras e Grupo de Metais, assim como pela Orquestra de Sopros desta Filarmónica.

image002anha.png

BRAGA ESTÁ NA FRENTE DA SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL

Competitividade no Sector Exportador em análise no Museu D. Diogo de Sousa

“Se cada um conseguir transformar o seu mundo, o mundo à nossa volta fica melhor.” A ideia foi proferida por Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante uma sessão subordinada ao tema ´Competitividade no Sector Exportador: A Opção pela Sustentabilidade´, inserido na 11ª Semana da Responsabilidade Social. O evento, que decorreu no Museu D. Diogo de Sousa, foi organizado pela Associação Nacional de Ética Empresarial e pela UN Global Compact Network Portugal.

CMB06122016SERGIOFREITAS0000003925.jpg

Na ocasião, promoveu-se uma reflexão sobre os desafios que o tecido empresarial enfrenta face aos novos desafios e referenciais internacionais. ”As empresas e instituições de Braga têm sido um excelente exemplo na promoção de valores e dinâmicas relacionadas com a competitividade positiva, sustentabilidade ambiental, promoção da justiça social ou capacitação dos recursos em prol do bem-estar das populações”, referiu.

Para o Edil, a temática do desenvolvimento sustentável tem sido ´muito acarinhada´ ‘pelo actual Executivo Municipal, que tem procurado disseminar e estimular as boas práticas no dia-a-dia da comunidade empresarial. “Braga tem um potencial acrescido nessa matéria, já que uma das dimensões que terá relevância essencial no futuro é a componente da inovação tecnológica. As novas abordagens baseadas nesse conhecimento serão fonte de transformação da realidade local e mundial”, referiu.

Sublinhando que as Cidades são o palco natural para a concretização destas transformações e que as inúmeras tendências de organização das Cidades apontam para o aumento da economia da partilha, o Autarca adiantou que são vários os desafios que se colocam. “Estes fenómenos de transformação radical da realidade de posse implicam desafios ao nível da adaptação cultural e social dos cidadãos mas também à subsistência das empresas. O tecido económico terá de ser capaz de se adaptar e antecipar essas tendências, encontrando respostas adequadas que sejam percebidas como uma mais-valia para todos nós”, disse.

CMB06122016SERGIOFREITAS0000003927.jpg

CMB06122016SERGIOFREITAS0000003930.jpg

MAIOR BOLO DE MEL DE PORTUGAL É DE PONTE DA BARCA!

Ponte da Barca vai apresentar, pelo segundo ano, o Maior Bolo de Mel de Portugal. Iniciativa integra a Tradicional Feira do Mel que decorre de 17 a 22 de dezembro, na Praça da República

Quatro pastelarias de Ponte da Barca vão confecionar, pelo segundo ano consecutivo, um bolo de mel, com mais de 50 metros e mais de 200 quilos de peso que será montado no dia 22, junto à Praça da República, onde vai decorrer o Mercado de Natal (de 17 a 22 de dezembro). Para tal, vão ser utilizados na confeção do bolo mais de 100 quilos de farinha, 30 litros de mel, 50 quilos de açúcar, mais de 200 ovos, e 20 quilos de nozes.

IMG_6724.JPG

A duração da confeção do bolo gigante, a cargo das pastelarias Cascata, Caracas, Doce Lima e Liz, que voltaram aaceitaram o desafio lançado pela autarquia, e esperam superar o do ano passado (que tinha 50 metros) está estimada em mais de seis horas, sem contabilizar o tempo necessário para que a montagem, no dia 22, a partir das 14h00.

A iniciativa, segundo a Vereadora, Sílvia Torres, pretende valorizar "os ingredientes mais tradicionais do concelho - o mel e as nozes e impulsionar a programação de Natal preparada pela autarquia com objetivo de dinamizar o comércio tradicional, dando visibilidade às pastelarias do concelho".

Concurso de Mel, Bolo e Rabanadas de Mel

Paralelamente, vai decorrer a Feira do Mel, que inclui os concursos de mel, bolos e rabanadas de mel, cujas inscrições devem ser efetuadas até ao dia 21 de dezembro. Os regulamentos e respetiva ficha de inscrição estão disponíveis no site da Câmara Municipal (www.cmpb.pt). O certame vai contar com a presença de mais de uma dezena de expositores, entre produtores e artesãos locais, associações, instituições particulares de solidariedade social e Epralima - Escola Profissional do Alto Lima.

Mercado de Natal que inclui diversas iniciativas como vários musicais e contos de Natal, diversos ShowCookings, um dos quais com Eva Gonçalves, uma das finalistas do programa televisivo Master Chef

Apesar de ser na Praça da República onde vão decorrer a maioria das atividades, a animação de Natal irá estender-se a outros espaços com propostas que farão as delícias de miúdos e graúdos, das quais se destaca as da Biblioteca Municipal com o Concurso de escrita criativa e ateliers. Vai ter lugar também a iniciativa Natal Solidário - Ofereça um sorriso às crianças que menos têm que consiste em apadrinhar uma criança de uma família carenciada do concelho, oferecendo um presente, numa iniciativa que envolve os funcionários da Câmara Municipal e da Unidade de Saúde Familiar do Centro de Saúde Local . Além do som de rua, da iluminação que vai encher de cor as principais artérias e a chegada do Pai Natal, destaque para o Mercado de Natal onde vai ser possível adquirir presentes originais executados pelas Associações concelhias e por todas as IPSS's locais e onde vai decorrer ao longo dos seis dias que vai estar patente (17 a 22) o Musical de Natal com a participação dos Grupos Corais de Entre Ambos-os-Rios e Britelo; Vila Chã S. João; Oleiros e Santa Maria de Moía, Vila Nova de Muia; os Showcookings 'Patelaria de Natal', pela Patelaria Caracas, o 'Biscoitos de Mel', e o 'Doce de Natal fora da Caixa', com Eva Gonçalves, o espetáculo Musical “Pai Natal Onde Estás?” de Miguel Fernandes, o Concerto dos Contraponto, o workshop 'O ciclo do mel explicado aos mais pequenos', os concursos de Bolo de Mel e Rabanadas de Mel, entre muitas outras atratividades.

ARCOS DE VALDEVEZ REÚNE EXECUTIVO MUNICIPAL

REUNIÃO ORDINÁRIA DE 28 DE NOVEMBRO DE 2016

PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA:

No período Antes da Ordem do Dia foi deliberado aprovar e endereçar um voto de louvor à Banda da Sociedade Musical Arcuense pela obtenção do primeiro prémio no III Concurso de Bandas Filarmónicas de Braga;

Neste período o Sr. Presidente também se referiu à atribuição do primeiro prémio à ARDAL no âmbito da 3ª edição do prémio Nacional Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola, na categoria desenvolvimento rural. Um projeto que se trata de uma iniciativa da Associação Regional de Desenvolvimento do Alto Lima (ARDAL), em parceria com a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez e outras entidades, que pretende divulgar e promover o Parque Nacional da Peneda Gerês, bem como potenciar negócios de operadores turísticos e dos artesãos da região, pois disponibiliza uma plataforma de promoção e comercialização dos produtos locais e serviços do turismo.

De igual modo o sr. Presidente adiantou que a Câmara Municipal foi convidada pela Quercus para integrar o projeto "Ceres Ecotur / Eceat", o qual tem como objetivo a atribuição do novo selo de qualidade "ecolabel". Este selo é um referencial de boas práticas ambientais por parte das empresas do sector do Turismo, que com a sua atividade devolvem à comunidade onde se inserem, mais-valias que lhes permita criar melhores condições de vida.

João Manuel Esteves, presidente da Câmara Municipal, também abordou a notícia da liderança do concelho de Arcos de Valdevez no ranking da eficiência financeira dos municípios do distrito de Viana do Castelo, segundo o estudo anual divulgado pela Ordem dos Contabilistas Certificados. Um posicionamento que é o reconhecimento de uma gestão municipal responsável, criteriosa e transparente, indispensável para a sustentabilidade económico financeira do Município e confiança dos arcuenses no poder local, contribuindo desta forma para continuar a trabalhar em prol do progresso de Arcos de Valdevez.

O autarca também informou que na passada sexta-feira foram ligadas as luzes de Natal nas ruas e que até Janeiro ocorrerão diversas iniciativas no âmbito da campanha “Magia Natal”.

A Câmara deliberou atribuir um louvor coletivo aos militares que prestam serviço Grupo de Intervenção Proteção e Socorro da Unidade de Intervenção da GNR, dado o laborioso trabalho nas mais variadas vertentes e que, desde 2007, cumprem zelosamente em prol do bem comum.

Por último informou que a Câmara Municipal tomou conhecimento oi aprovada a candidatura POSEUR-03-2012-FC-000609 - Ampliação da Rede de Saneamento de Águas Residuais do Subsistema da Vila - Arcos de Valdevez, EIXO PRIORITÁRIO 3 - PROTEGER O AMBIENTE E PROMOVER A EFICIÊNCIA DOS RECURSOS (FUNDO DE COESÃO) a qual engloba 12 intervenções, estando em execução 6. Trata-se de uma candidatura com um valor de investimento na ordem dos 2 milhões de euros.

Instalação de condutas de abastecimento de água em Gração (S. Jorge): foi deliberado aprovar o projeto de decisão final de adjudicação do procedimento de ajuste direto referido em epígrafe, sendo a única proposta apresentada pela empresa Habimonção – Construções, Lda., no valor de 5.999,75 €, mais IVA, e prazo de execução de 30 dias.

Ampliação da rede de saneamento na EM 202-2 (Paço - Giela): foi deliberado adjudicar a obra ao concorrente Exotikvalor, Engenharia e Ambiente, Lda., pelo valor de 44.950,00 €, não incluindo o imposto sobre o valor acrescentado (IVA).    

BENEFICIAÇÃO DO PAVIMENTO DA EN101 ENTRE O KM 45+700 E O KM 50+450: foi deliberado aprovar que abrir procedimento e que a obra pública em causa seja executada por empreitada, dado a especificidade dos trabalhos, pelo preço base de 257.447,10 euros;

De igual modo foi deliberado aprovar as peças do procedimento, nomeadamente o Programa de Procedimento, Caderno de Encargos e Projeto de Execução;

Entrada sudoeste da sede do concelho: foi deliberado aprovar a abertura de procedimento concursal para a execução da empreitada de obra acima referida, pelo valor base de 645.000,00 Euros;

AMPLIAÇÃO DO CM 1301 (da EN101 a Nogueiras) – RIO DE MOINHOS: foi deliberado aprovar a abertura de concurso público pelo valor base de 190 mil euros e um prazo de execução de 90 dias

CM 1295 – GONDORIZ – foi deliberado proceder à abertura de concurso publico pelo valor base de 225 mil euros e um prazo de execução de 90 dias.

REQUALIFICAÇÃO DE PERCURSOS PEDONAIS E ZONAS DE ESTACIONAMENTO EM ARCOS S.PAIO E GIELA – foi deliberado proceder à abertura de procedimento por ajuste direto pelo preço base de 55 mil euros e 90 dias de prazo de execução.

DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO

1.º Loteamento do Parque Empresarial dE PAÇÔ – 2.ª Alteração: - A Câmara tomou conhecimento que terminou no passado dia 11 de novembro, o período de discussão pública, relativo à 2.ª alteração ao 1.º Loteamento do Parque Empresarial de Paçô,  não tendo sido registada nenhuma participação, e aprovou o projeto, para efeitos do disposto no art.º 7.º do Decreto-lei n.º 555/99, de 16 de dezembro na sua atual redação.

2.º Loteamento do Parque Empresarial dE PAÇÔ – 1.ª Alteração: - Câmara tomou conhecimento que terminou no passado dia 11 de novembro, o período de discussão pública, relativo à 1.ª alteração ao 2.º Loteamento do Parque Empresarial de Paçô, não tendo sido registada nenhuma participação, e aprovou o projeto, para efeitos do disposto no art.º 7.º do Decreto-lei n.º 555/99, de 16 de dezembro na sua atual redação.

Foi deliberado aprovar a proposta de protocolo de colaboração com a APIMIL – Associação Apícola Entre Douro e Minho, apresentado pela CIM Alto Minho – Comunidade Intermunicipal do Alto Minho, com vista à criação de condições para a disponibilização de um técnico, por parte da APIMIL, uma vez por mês, durante o horário de funcionamento, para aconselhar e acompanhar os apicultores com atividade em cada um dos concelhos que vierem a outorgar o protocolo.

 A disponibilização deste apoio técnico será realizada sem custos financeiros para a autarquia, sendo a contrapartida solicitada a disponibilização de uma sala localizada no concelho.

INSTALAÇÃO DE UNIDADE DE PRODUÇÃO DE COMPOTAS  EM EDIFICÍO DESTINADO A HABITAÇÃO: foi deliberado aprovar a compatibilidade da instalação de uma unidade de produção de compota na moradia, para o desenvolvimento da atividade de produção de compotas- CAE 10393 (c/limite máximo anual de produto acabado de 5 000 kg).

APOIOS

APOIO À RECUPERAÇÃO HABITACIONAL DE ESTRATOS SOCIAIS DESFAVORECIDOS: foi deliberado aprovar um apoio económico, no valor de 9.970,00€ (nove mil novecentos e setenta euros), para realização de obras de beneficiação da habitação de um arcuense residente em Parede Nova - Carralcova.

APOIOS ECONÓMICOS

Foi deliberado aprovar a atribuição de um apoio económico no valor de 900€ (novecentos euros), a um agregado familiar do concelho, para ajudar a fazer face com os custos da formação do seu filho, correspondente ao montante atribuído a um aluno que concorre à bolsa de estudo do Município e cujo rendimento anual per capita é o mesmo que apresenta este agregado.

Idem, a atribuição de um apoio económico, no valor de 500,00 euros, a um arcuense residente na Rua Fernando Freitas, nº 21, R/C Direito, nesta vila e concelho, para o ajudar a fazer face aos custos com o curso que se encontra a tirar de especialização tecnológica na área da gestão e produção de cozinha, na Escola de Hotelaria e Turismo de Viana do Castelo, situação,

O valor a atribuir corresponde ao montante atribuído a um aluno que concorre à bolsa de estudo.

APOIOS DESPORTIVOS

Foi deliberado apoiar Alberto Amaral, ciclista federado deste concelho, em 1500 euros para o ajudar a fazer face com os custos da época de 2017 como ciclista Master.

CULTURA

Aluguer de equipamento e recursos técnicos de Som e Luz profissional Serviço de Cultura 2017: foi deliberado autorizar a abertura de um procedimento administrativo de Ajuste Direto, considerando 59 eventos de Música/Dança/Teatro promovidos pelo Serviço de Cultura, no valor de referência de 35.400 euros (valores sem IVA), com consulta a três empresas: Estevão Guimarães Unipessoal, MNAudio e AudioStage.

 ALUGUER DE FILMES CINEMATOGRÁFICOS PARA EXIBIÇÃO/ANO 2017: foi deliberado aprovar a abertura de um procedimento administrativo de Ajuste Direto para aluguer de 44 filmes cinematográficos para exibição no Auditório da Casa das Artes durante o ano de 2017, no valor de referência de 22.000 euros (valores sem IVA), com consulta à empresa CINEBOX, a única que responde no mercado às necessidades do aluguer.

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE RECURSOS HUMANOS PARA A DIVISÃO SOCIOCULTURAL: foi deliberado proceder à abertura de concurso publico pelo valor base de 151 mil euros.

OBRAS MUNICIPAIS

Reabilitação do complexo das piscinas municipais: foi deliberado aprovar o auto de consignação respeitante à empreitada referida em epígrafe, adjudicada à empresa Espaço Genial Construção Civil e Obras Públicas, Lda., pelo valor de 146.375,29 euros, e prazo de execução de 150 dias.

ESTÁDIO MUNICIPAL DE RUGBY – DRENAGENS: foi deliberado aprovar uma prorrogação do prazo a título gracioso por mais 20 dias, ou seja, até 29/11/2016.

REABILITAÇÃO DE PAVIMENTOS EM VIAS MUNICIPAIS – BLOCO 2 (PO 52/2016): foi deliberado aprovar trabalhos a menos no valor de 31.805,11 euros, bem como aprovar a execução de trabalhos de espécie prevista no contrato no valor de 31.744,42 euros.

Bloco XLVI - Caminho do Largo dos Portais – Souto: foi deliberado aprovar a conta final da empreitada referida em epígrafe, no valor final de 54.833,99 euros (com IVA: 58.124,03 euros).

 Reabilitação de pavimentos em vias municipais - Bloco 2: foi deliberado aprovar a prorrogação do prazo solicitada a título legal por 25 dias, isto é, até 1 de dezembro de 2016.

REABILITAÇÃO DA ESTRADA DO GIÃO – 1ª FASE: Foi deliberado aprovar a conta final da empreitada referida em epígrafe, no valor de 27.252,06 euros (com IVA: 28.887,18 euros)

 Execução de Infraestruturas para automatização dos sistemas de abastecimento de água: foi deliberado aprovar a restituição de 60% dos décimos retidos, conforme disposto no Decreto Lei 190/2012, de 22 de agosto.

Requalificação e Redefinição do Arruamento da Lamela: foi deliberado aprovar o auto e a restituição ao empreiteiro dos depósitos de garantia e quantias retidas como garantia da obra.

Requalificação de acessos públicos em Valverde: foi deliberado homologar o auto de vistoria para efeitos de receção provisória.

PO 82-2014 - Bloco XLVI - Caminho de S. Tiago (Arcos S. Paio) a Casares (Vale) - Do C.M. 1321 a Santiago: foi deliberado aprovar o cálculo da revisão de preços referente aos autos 1 a 10, no valor de - 9.764,18 euros (menos nove mil, setecentos e sessenta e quatro euros e dezoito cêntimos), valor a ser restituído ao Município.

Porta do Mezio -Drenagem e tratamento de águas residuais – Soajo – Cabana Maior: foi deliberado homologar o auto de receção definitiva, assim como aprovar a restituição dos depósitos de garantia da obra e o cancelamento das respetivas garantias bancárias para garantia do contrato.

Execução de obras de manutenção/recuperação de pavimentos na ecovia II: foi deliberado aprovar a adjudicação à única firma concorrente VIAVEZ – Unipessoal, Lda., pelo valor de 38.296,90 €, a que acresce o IVA à taxa legal em vigor.

REQUALIFICAÇÃO DO CAMPO DE RUGBY – CONSTRUÇÃO DE BALNEÁRIOS: foi deliberado autorizar a liberação de 30% da caução total, por ter decorrido 1 ano completo desde a receção provisória.

ampliação da rede de abastecimento de água - UF de Álvora e Loureda e freguesia de Aboim das Choças: foi deliberado aprovar a prorrogação do prazo por mais 58 dias.

 Ampliação da rede de Saneamento Básico - Arcos de Valdevez (S. Paio): a Câmara tomou conhecimento que a Infraestruturas de Portugal, S.A. – Gestão Regional de Braga e Viana do Castelo comunicou a intenção de deferimento do pedido de instalação de coletor na obra de arte ao km 53+525, no âmbito da empreitada referida em epígrafe.

            São devidas taxas de instrução e ocupação no valor de 781,25€, que devem ser pagas no prazo de 30 dias a partir da notificação.

            De igual modo foi deliberado homologar o contrato a celebrar entre o IP e o Município relativo à instalação da infraestrutura.

escola mista de Prozelo

Foi deliberado certificar que o edifício onde funcionou a escola mista da freguesia de Prozelo, sito no lugar de Cimo de Vila, atualmente sede da junta de freguesia, inscrito na matriz urbana daquela freguesia sob o artigo 515, é propriedade da Freguesia de Prozelo, a quem foi doado por testamento de José António Soares Pereira, apesar de estar inscrito na matriz em nome do Município.

AQUISIÇÃO DA SOLUÇÃO INTEGRADA DE FIREWALL: foi deliberado adjudicar à única firma concorrente Orbcom – Equipamentos e Serviços de Informática, Lda., pelo valor de 27.752,59 €, a que acresce o IVA à taxa legal em vigor.

VIZELA REÚNE MOVIMENTO ASSOCIATIVO

Reunião do movimento associativo vizelense no âmbito das comemorações do 19.º aniversário do Município de Vizela

No passado dia 28 de novembro, realizou-se a primeira reunião de preparação das comemorações do 19.º aniversário do Município de Vizela, que decorrerão no próximo ano em março, com diversas associações do Concelho. 

Reunião associações 19.º aniv..jpg

Esta reunião decorreu na Casa das Coletividades e contou com a presença da Vice- Presidente da Câmara Municipal de Vizela, Dora Gaspar.

Com este repto lançado ao movimento associativo vizelense, pretende-se enriquecer o programa de atividades que já se encontra a ser preparado, com os contributos para a realização de iniciativas relevantes por parte dessas associações, calendarizadas durante o mês de março.

Estiveram representadas várias associações vizelenses que se associaram a esta iniciativa, sendo que, as que não estiveram presentes irão também ser convidadas em comunicação própria, para participar nestas comemorações.

CAMINHA ACOLHE FEIRA DE TRADIÇÕES DE NATAL

Nos dias 10 e 11 de dezembro, a Praça Conselheiro Silva Torres vai transformar-se num autêntico mercado de Natal

A Feira de Tradições de Natal é uma das marcas desta quadra no concelho de Caminha. Nos dias 10 e 11 de dezembro, a Praça Conselheiro Silva Torres vai transformar-se num autêntico mercado de Natal, onde vai ser possível encontrar todo o tipo de artesanato e doces. Este certame insere-se na programação de Natal que está a decorrer no concelho até ao inicio de 2017, este ano com 40 dias, 40 eventos e 16 instituições envolvidas, que o Município preparou para dinamizar a economia local e fazer do concelho de Caminha um destino turístico no final do ano.

Feira de Tradições de Natal (1) (1).jpg

Com uma procura cada vez maior, neste mercado de Natal vai encontrar tudo o que necessita para adoçar e decorar este Natal. Aqui, a oferta é variada. Esta edição conta com cerca de duas dezenas de expositores, com os mais variados tipos de artesanato: brinquedos em madeira, artigos de decoração de Natal, artigos em feltro, bijuteria em latão e cobre, artigos de decoração têxtil lar, entre outros. A gastronomia que carateriza esta quadra também estará bem representada através das compotas e dos licores, dos queijos, da cerveja artesanal e dos doces. O mercado pode ser visitado entre as 9h00 e as 17h00.

A Feira de Tradições de Natal vai decorrer em Vila Praia de Âncora uma semana depois, isto é, nos dias 17 e 18 de dezembro.

Esta iniciativa junta-se a mais três dezenas que estão a decorrer no concelho até ao final do ano. De facto, são muitas a iniciativas que vão animar o concelho de Caminha nos próximos dias, com destaque para Plante um Pinheiro de Natal, no dia 15 de dezembro; a 3ª Caminhada do Pai Natal no dia 18; Passeio de Pai Natal em bicicleta, corrida e caminhada no dia 18; os vários concertos de Natal a cargo do Orfeão de Vila Praia de Âncora e Academia de Música Fernandes Fão; Caminha, onde o Norte passa o ano, com Marta Ren&TheGroovelvets e Grupo de Covers Xornas e o Concerto de ano Novo com a Sociedade Musical Banda Lanhelense e o Coral Polifónico de Vila Nova de Cerveira.

Feira de Tradições de Natal (2).jpg

PONTE DA BARCA RECEBE TORNEIO DE NATAÇÃO

Torneio Zonal Juvenil de Natação dinamizou vila de Ponte da Barca

Cerca de 200 atletas de mais de 50 clubes do norte e centro do país participaram na iniciativa

barcanatac (1).jpg

Cerca de duas centenas de atletas da região norte, com idades entre os 14 e os 16 anos participaram, durante três dias, entre 02 e 04 de dezembro, no torneio zonal Juvenil de natação que decorreu em Ponte da Barca. A competição, que integra o calendário da Federação Portuguesa de Natação, envolveu mais de 50 clubes de diversas regiões do norte e centro do país e cerca de 200 atletas.

O arranque do torneio contou com a presença do presidente da Câmara, Vassalo Abreu e da Vereadora da Cultura, Turismo e Desporto, Sílvia Torres, durante o qual se procedeu, também, à assinatura de um protocolo de colaboração com a Associação de Natação do Minho com vista à cedência da utilização das Piscinas Municipais para esta competição e ainda para o Campeonato Regional de Infantis, Juvenis e Absolutos, 29 de julho a 2 de agosto de 2017.

'Foi um fim de semana muito dinâmico, com os restaurantes e alojamentos cheios, que mobilizou centenas de pessoas a acompanhar os atletas, entre treinadores, dirigentes, pais e amigos da natação, que se deslocaram ao excelente complexo de piscinas de Ponte da Barca para acompanhar a disputa das diversas provas e apoiar os nadadores', explicou Vassalo Abreu.

Recorde-se que o torneio zonal é uma competição do calendário da Federação Portuguesa de Natação cuja organização é atribuída às associações territoriais. Na presente época desportiva, coube à Associação de Natação do Minho a realização do evento desportivo. O torneio decorreu em cinco sessões de provas, iniciando-se na tarde de sexta-feira, prolongando-se pelas manhãs e tardes de sábado e domingo.

barcanatac (2).jpg

barcanatac (3).jpg

barcanatac (4).jpg

BRAGA RECEBE SEMANA DA UCRÂNIA

Município de Braga assina acordo com a Câmara de Ivano-Frankivsk e Fórum de Negócios Luso-Ucraniano

Amanhã, Quarta-feira, dia 7 de Dezembro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho e Museu D. Diogo de Sousa, Braga

No âmbito da ‘Semana da Ucrânia’, o Município de Braga vem por este meio convidar o vosso órgão de Comunicação Social a acompanhar a cerimónia de assinatura do acordo entre Câmara de Braga e a Câmara de Ivano-Frankivsk, assim como o Fórum de Negócios Luso-Ucraniano. As iniciativas decorrem amanhã, Quarta-feira, dia 7 de Dezembro.

A cerimónia de assinatura do acordo entre as duas Cidades está marcada para as 12h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, e contará com a presença de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, do presidente da Câmara de Ivano-Frankivsk, e da Embaixadora da Ucrânia em Portugal, Inna Ohnivets.

Fórum de Negócios Luso-Ucraniano terá início às 14h45, no Museu D. Diogo de Sousa, com a sessão de abertura a estar a cargo de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga e da Embaixadora da Ucrânia em Portugal, Inna Ohnivets.

De 7 a 11 de Dezembro, Braga assinala a ‘Semana da Ucrânia’ com um conjunto de actividades culturais e económicas que visam aproximar a comunidade ucraniana da sociedade Bracarense. A iniciativa pretende juntar e ligar vários sectores de actividade, demonstrando as grandes oportunidades existentes na relação com esta comunidade do leste da Europa.

GESTÃO FINANCEIRA EQUILIBRADA DIMINUI PASSIVO EM CERCA DE 1 MILHÃO DE EUROS E ASSEGURA POUPANÇA CORRENTE DE 2.8 MILHÕES DE EUROS

Numa década, o executivo municipal desceu a dívida de médio e longo prazo em 8.1 milhões de euros, não tendo, no atual mandato, solicitado novos empréstimos deste tipo de endividamento. Com a divida de curto prazo consolidada, também não houve necessidade de recorrer a qualquer empréstimo no presente exercício. Poupança corrente, que resulta do diferencial entre a receita cobrada e a despesa faturada, será canalizada para investimento.

Danaide 01.JPG

Gestão financeira rigorosa e equilibrada distinguida no Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2015, colocando o nosso concelho como um dos melhores no equilíbrio financeiro: 2º lugar na região do Minho, 9º lugar nos municípios portugueses de pequena dimensão (até 20 mil habitantes) e 26º lugar entre todos os municípios portugueses.

Sem descurar o bem-estar e conforto da população e o desenvolvimento estrutural em diferentes setores, o executivo monçanense, presidido pelo socialista Augusto de Oliveira Domingues, tem como prioridade a consolidação dos principais indicadores económicos e financeiros do município de Monção.

O plano de atividades e orçamento municipal para 2017, aprovadono executivo municipal no dia 30 de novembro e objeto de análise e votação na Assembleia Municipal do dia 16 de dezembro, é revelador desta linha estratégica de intervenção, apresentando resultados excelentes tanto na diminuição do passivo como na poupança corrente,

Com o endividamento de curto prazo perfeitamente consolidado, ao ponto de no presente exercício não ter sido necessário recorrer a qualquer empréstimo, assinala-se a diminuição do endividamento de médio e longo prazo. Em 30 de setembro, representava um encargo de 6.124.655,20 €. No final do ano, será de 5.924.063,00 €.

Relativamente a 31 de dezembro de 2015, assiste-se a uma variação positiva de 950.883,64 €, correspondendo a menos 13,83 €. Considerando a trajetória dasamortizações médias anuais dos empréstimos atuais, perspetiva-se que no final de 2017 a dívida de médio e longo prazo seja de 5.011.698,00 €.

Resumindo, o endividamento de médio e longo prazo desceu 8.1 milhões de euros no período de uma década (14.064.342,94 € em 2006), não representando um problema intergeracional, uma vez que corresponde, em média, a apenas 5% do orçamento global.

Esta política de equilíbrio e rigor orçamental resulta, a 30 de setembro de 2016, numa poupança corrente de 2.820.513,49 € 0 €, com previsível aumento até ao final do ano, sendo canalizada para investimento. A margem de endividamento é de 11.287.530,48 €, assegurando uma posição confortável face a eventuais candidaturas a programas comunitários.

Refira-se ainda que o Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2015, coloca o nosso concelho como um dos melhores no equilíbrio financeiro: 2º lugar na região do Minho, 9º lugar nos municípios portugueses de pequena dimensão (até 20 mil habitantes) e 26º lugar entre todos os municípios portugueses.

AMARES RECOLHE ALIMENTOS

CAMPANHA DE RECOLHA ALIMENTAR DIAS 10 E 11 DE DEZEMBRO EM AMARES

A “Arca dos Sonhos” – banco de recursos da Câmara Municipal de Amares – vai promover no próximo fim-de-semana (dias 10 e 11 de dezembro) uma campanha de recolha alimentar para poder responder às emergências das famílias mais carenciadas do concelho.

A iniciativa vai ter lugar no Intermarché e Minipreço de Amares, entre as 9:00h às 18:00h.

O Município de Amares apela ao espírito solidário para que se juntem a esta causa, dando o seu contributo.

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS: O FOLCLORE EM PORTUGAL ENCONTRA-SE NUMA VERDADEIRA ENCRUZILHADA!

- É a opinião Dr. José Pinto, Administrador do “Folclore de Portugal – O Portal do Folclore Português”, < http://www.folclore-online.com/> site que mantém em funcionamento há mais de quinze anos, constituindo um dos poucos portais exclusivamente dedicados ao folclore existentes em todo o mundo, e também membro do Rancho Folclórico de Vila Real que neste momento encontra a sua actividade suspensa, tendo sido um dos membros fundadores e o último presidente da Direcção. O BLOGUE DO MINHO entende que esta problemática respeita a todo o movimento folclórico – e não exclusivamente aos membros da Federação do Folclore Português – pelo que decidiu alargar o debate, aliás dentro do espírito que parece presidir a ambas as listas candidatas aos órgãos directivos.

foto para blog.jpg

Nos próximos dias 10 e 11 de dezembro, vai realizar-se, em Leiria (Teatro José Lúcio da Silva), o Congresso Nacional da Federação do Folclore Português, subordinado ao tema «Folclore: entre o material e o imaterial». A partir das 9h15 do dia 11, vai realizar-se uma Assembleia Geral da Federação do Folclore Português (FFP), tendo como ponto único da ordem de trabalhos, a eleição dos corpos sociais da Federação do Folclore Português para o triénio 2017/2019.

Porque neste sítio já várias pessoas se pronunciaram, com propriedade, sobre o tema do Congresso, atrevo-me, antes, a manifestar a minha opinião sobre o dia após as eleições, na certeza de que, não sendo votante nem membro de Grupo que integre a FFP, penso poder exprimir-me sem ser, eventualmente, acusado de ser apoiante da lista A ou da lista B. Neste sentido, reafirmo que, em nenhum momento, qualquer das minhas afirmações (que não passam de meras opiniões) pode ser interpretada como a favor ou contra esta ou aquela candidatura.

Feito este esclarecimento, vamos ao que aqui me traz!

Depois do que fui lendo e tive conhecimento nos últimos tempos, particularmente através das redes sociais, penso que não será crime de lesa-majestade afirmar que a Federação do Folclore Português e, consequentemente, o movimento folclórico em Portugal, se encontra numa verdadeira encruzilhada. Que saiba (e penso não estar errado), é a primeira vez que às eleições para os corpos sociais da FFP se apresentam duas listas. Quero acreditar que os membros de ambas as listas estão imbuídos do espírito de bem servir a causa do movimento folclórico em Portugal, mas “de boas intenções está o inferno cheio”.

Não basta dizer: “A partir de agora é que vai ser!”. É tempo de, efectivamente (e apesar de já estarmos em 2016), o movimento folclórico em Portugal entrar no século XXI, dando um salto de melhoria nas estratégias, nas metodologias, na reflexão e, finalmente, na qualidade do trabalho final a apresentar ao público. E nisto a FFP tem de dar o exemplo e de estar na vanguarda!

Dir-me-ão que já há Grupos que assim fazem: que em todo o seu trabalho primam pela qualidade. Acredito. No entanto, é aqui que eu acho que a FFP pode mudar de atitude e ser mais proactiva: em vez de esperar que sejam os Grupos a apresentar a sua candidatura, deve ser a própria FFP, através de “olheiros” (desculpem-me a incursão no futebol), a ver os que já têm alguma qualidade para, apoiados pelo Conselho Técnico da respectiva região, poderem mais facilmente melhorarem essa mesma qualidade, independentemente de uma futura adesão à FFP.

Posso estar totalmente equivocado na minha análise, mas creio que é tempo de a FFP mudar de paradigma de actuação. Deixou de ser o tempo de “esperar que venham ter connosco”, para se passar ao tempo de “ir ter com os que estão já a trabalhar com alguma qualidade”, dar-lhes estímulo para melhorar ainda mais e não criar-lhes dificuldades, que podem provocar desânimo, frustração e, finalmente, desistência.

É certo que, do que fui conhecendo ao longo dos anos, ser “federado” não era/é sinónimo de qualidade. Nos bastidores do movimento folclórico, muitos comentários são/eram produzidos, alguns certeiros, muitos injustos, sobre grupos federados. Mas todos temos oportunidade de aprender com os erros, próprios e alheios.

Estar ao serviço do movimento folclórico não pode ser com a atitude de um professor do alto da sua “cátedra”, antes com a disponibilidade de aprender com os outros, ajudar sem soberba, “subir” ao nível de quem também quer participar, remar connosco, fazendo caminho juntos.

Seja quem for a lista vencedora das próximas eleições, tem um caminho árduo pela frente. Desejo-lhes as maiores felicidades e a coragem para tomarem as decisões certas, nos momentos certos, na certeza de que serão tomadas para bem do movimento folclórico em Portugal.

CAMPEONATO NACIONAL DA I DIVISÃO: CRAV RESVALA NAS CALDAS DA RAINHA

No dia 3 de dezembro, os seniores do CRAV deslocaram-se às Caldas da Rainha para defrontar a equipa local em mais uma jornada do Campeonato Nacional da I Divisão. Num dia extremamente chuvoso, as expectativas da equipa arcuense não se concretizaram e ficaram à distância de um ponto. O CRAV perdeu o jogo por 13-12.

crav seniores-1 (1).jpg

Segundo a equipa técnica arcuense, o CRAV entrou bem no jogo e adiantou-se no marcador através da marcação de um ensaio convertido. Após este toque de meta, o CRAV manteve a pressão sobre os jogadores da casa, tendo tentado por várias vezes aumentar a vantagem. Mas no final da primeira parte, foi a equipa das Caldas que igualou o marcador, fixando o resultado em 7-7 ao intervalo.

No segundo tempo, o Caldas somou mais 6 pontos ao transformar duas penalidades. Nos minutos finais, o CRAV viria a marcar um ensaio não convertido que não chegou para dar a volta ao resultado.

No próximo sábado, dia 10 de dezembro, o CRAV recebe o Benfica no Estádio Municipal de Rugby, pelas 15h30.

SUB-16 DO CRAV 100% VITORIOSOS EM CASA

Os Sub-16 do CRAV receberam e bateram, no passado sábado, o Sport Clube do Porto por uns expressivos 55-07.

2 - Sub16-1.jpg

Num jogo que foi sempre dominado pela equipa da casa, o CRAV entrou muito bem e marcou 2 ensaios nos primeiros 10 minutos de jogo. Conforme o jogo ia decorrendo mais se acentuava a diferença entre a duas equipas, tendo os arcuenses chegado ao intervalo a vencer por 34-0.

Durante a segunda parte o jogo manteve a mesma toada, com os jovens arcuenses a dominar o jogo. Por apenas uma vez o CRAV deixou o adversário chegar à sua área de ensaio, sofrendo assim um único ensaio e fixando o resultado final em 55-07.

Esta foi a 4.ª vitória em casa dos sub-16, mantendo assim a sua invencibilidade em casa e o 2.º lugar do grupo de apuramento

SUB-A14 DO CRAV POSICIONA-SE EM 6º LUGAR NO TORNEIO DE BRAGA

No dia 4 de dezembro, realizou-se a quarta jornada do torneio Inter-regional norte-centro de outono de sub-14, que se desenrolou em Braga.

sub 14 Braga.jpg

No evento, o CRAV apresentou-se com duas equipas, em jogos muito disputados em que os atletas demonstraram uma franca evolução. Com o tempo atmosférico a ajudar, foram quatro horas de Rugby, em que uma das equipas do CRAV conseguiu o sexto lugar.

Embora pareça um resultado modesto, o facto é que a quase totalidade dos jogadores do CRAV são sub 14 de primeiro ano, tendo jogado com atletas mais velhos e mais fortes fisicamente, o que desequilibrou os jogos.

Não obstante este facto, os jogos foram muitos disputados, com derrotas que também podem ser justificadas com a inexperiência dos jogadores, que não souberam no momento certo converter situações de vantagem em pontos.

ATLETAS DO CRAV APOIAM A SELEÇÃO NACIONAL

Escalões de Formação do CRAV no Convívio de Apoio à Seleção Nacional

No dia 1de dezembro as equipas sub-10 e sub-12 do CRAV deslocaram-se a Coimbra para participar no convívio nacional dos respetivos escalões.

escaloes_formacao_coimbra.jpg

Apesar dos aguaceiros constantes o evento decorreu da melhor forma. Foi marcado pela alegria e prazer de jogar, assim como do mais puro desportivismo.

No final os jovens atletas puderam assistir ao jogo internacional de seniores Portugal-Brasil que os Lobos venceram por 21-17.

GUIMARÃES MELHORA COMPLEXO DESPORTIVO DE URGEZES

Complexo do “Amigos de Urgezes” cresce com inauguração de novos balneários

Três novas valências reforçam componente formativa. Município de Guimarães apoiou construção de equipamento fundamental para centenas de praticantes desportivos.

Guimaraes_Amigos_Urgeses_Inauguracao.JPG

O Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, inaugurou a primeira fase dos novos balneários desportivos dos Amigos de Urgeses, cuja obra foi financiada pelo Município com a atribuição de uma verba de 50 mil euros. O novo espaço, com 120 metros quadrados, oferece agora mais três amplas áreas, aumentando para oito o número de valências balneares de apoio ao Complexo Desportivo, com dois campos de treino em relva sintética.

«O meu maior gosto era que estas instalações fossem novamente insuficientes! Significava que havia muita participação e que o parque desportivo teria de ser ampliado outra vez», disse o responsável pelo Município, numa cerimónia onde marcaram igualmente presença o Vice-Presidente, Amadeu Portilha, com competências delegadas na área do Desporto, Miguel Oliveira, Presidente da Junta de Freguesia, pároco Francisco Oliveira, entre outras individualidades.

Considerando ser importante promover uma aposta no futebol feminino, Domingos Bragança propôs a criação da modalidade nos Amigos de Urgeses. «As jovens têm que praticar desporto! Temos de definir novos objetivos e novos patamares de crescimento e desenvolvimento. Este clube tem o ADN e a matriz genética da família do Amigos de Urgeses. A utilização dos espaços é que justifica os investimentos efetuados e este é um espaço de encontro e de convívio para a prática desportiva», realçou o Presidente da Câmara Municipal.

Apoio à formação

Albino Pereira, Presidente do clube, aceitou a proposta de criar uma nova secção e agradeceu o apoio concedido pelo Município. «Os atletas são a razão pela qual lutamos pelo crescimento substancial e sustentado dos ‘Amigos’. Temos pessoas que nos apoiam e que não esquecem os Amigos de Urgeses, sobretudo pelo seu papel sócio-desportivo», referiu o responsável da coletividade.

Atualmente, o Amigos de Urgeses tem 17 equipas de futebol (veteranos, seniores, infantis, benjamins, traquinas e petizes), 340 atletas, 42 treinadores, 18 diretores, 2 massagistas, 2 fisioterapeutas e 1 psicólogo. Na área social, um total de 25 funcionários presta serviço a 60 utentes da creche, 50 do ATL e 25 pessoas beneficiam do Serviço de Apoio Domiciliário.

BARCELOS DOCE FECHA EM GRANDE OS “7 PRAZERES DA GASTRONOMIA” 2016

O Concurso Barcelos Doce realizou-se este fim de semana, 3 e 4 de dezembro, e colocou o concelho, mais uma vez, na rota da gastronomia regional. Estiveram a concurso 11 padarias e pastelarias produtoras de Bolo-Rei, Pão de Ló e Tronco de Natal do território barcelense, num concurso que tem como objetivo dar conhecer o que de melhor se faz, nesta quadra natalícia, no concelho, e que já se realiza há sete anos.

doçaribarcel.jpg

No sábado de manhã, o júri do concurso, composto pelo Chefe Cândido Mendes, o Chefe Feliciano Silva e pela empresária de restauração Natividade Lourenço, distinguiu a qualidade das composições a concurso, em especial no que concerne ao respeito pelo receituário tradicional do Pão de Ló e Bolo-Rei.

Quanto ao Tronco de Natal, registaram-se incursões mais criativas e diversas que atestam a criatividade dos pasteleiros locais.
O Barcelos Doce marca o culminar de um conjunto de eventos devotados aos 7 prazeres da gastronomia promovido pelo Município de Barcelos, que se inicia em fevereiro com a Lampreia, passa pela Semana Gastronómica do Galo e das Papas, pelos petiscos tradicionais, pelo Bacalhau, pelo Ciclo do Galo até à doçaria tradicional.

O programa de gastronomia, que se desenrola ao longo de todo o ano, posiciona o concelho como um dos principais dinamizadores dos produtos locais, nomeadamente do Vinho Verde, no Norte do país. Particularmente importante em 2016, ano que a região do Minho foi agraciada com a distinção da Região Europeia da Gastronomia.

O júri deliberou atribuir a seguinte lista de classificação por categorias:

Categoria Bolo-Rei:

1º Lugar – Padaria Pacheco

2º Lugar – Rosa Cintilante

3º Lugar – Chá e Nata

Categoria Pão de Ló:

1º Lugar – Pastelaria Lina

2º Lugar – Mercado do Pão

3º Lugar – Pacheco

Categoria Tronco de Natal:

1º Lugar – Rosa Cintilante

2º Lugar – Regresso

3º Lugar – Flor de Durrães

MUNICÍPIO DE AMARES LEVA NATAL A TODOS OS AMARENSES

O Município de Amares promove, durante a quadra natalícia, um conjunto de festividades com o programa “Animação do Comércio Amarense”, que promete espalhar magia e o espírito natalício um pouco por todo o concelho, com especial destaque na Praça do Comércio, em Ferreiros.

     Animação do Comércio Amarense_v1.jpg

De 14 de dezembro a 1 de janeiro vão viver-se dias repletos de muita animação, com atividades diversificadas que convidam os Amarenses a viverem o Natal de forma diferente, com ênfase na promoção e valorização do comércio local e das tradições.

O programa, que conta com a parceria do CDLS 3G, da Valoriza, arranca no dia 14 de dezembro com a Feira de Natal LowCost, com comércio local, artesanato e produtos locais, aberta de segunda a sexta-feira, entre as 10h00 e as 22h00, e ao sábado e domingo, entre as 10h00 e as 23h00.

No dia 26, e com a parceria da Farmácia do Mercado, a tarde é dedicada aos mais novos, com a “ Festa da Criança”, a proporcionar aos pequenos uma matinémuito animada, com insufláveis, dança, pinturas faciais e animação musical.

No dia 27, realiza-se a “Festa dos Idosos”, com o apoio dos comerciantes do Mercado, num momento de partilha, com animação musical à mistura.

A encerrar esta programação e a fechar o ano de 2017 em beleza, no dia 31 de dezembro a boa disposição vai invadir a Praça do Comércio, com a “Festa de Passagem de Ano”.

O Município de Amares deseja a todos os Amarenses votos de um Santo Natal e de um próspero Ano Novo.

CAMPEONATO DE BOCCIA ARRANCA AMANHÃ EM BARCELOS

A época 2016/2017 do Campeonato de Boccia de Barcelos começa já amanhã, a partir das 9h, no Pavilhão Municipal de Barcelos. A iniciativa visa promover a inclusão de pessoas portadoras de incapacidade e seniores na sociedade, estimulando as suas capacidades, reconhecendo valor e promovendo laços sociais e afetivos através da prática desportiva.

BOCCIA (1).jpg

Nesta primeira jornada da competição, a manhã estará reservada à vertente adaptada da competição com a participação de jovens de escolas e instituições do concelho. Já a tarde será dedicada aos mais velhos, na vertente sénior deste desporto. Em ambas as categorias participarão atletas associados a escolas ou instituições do concelho.

O Campeonato de Boccia de Barcelos tem vindo a crescer anualmente de forma sustentável, sendo particularmente notório o aumento de interesse das instituições do concelho, nomeadamente juntas de freguesia e escolas, na adesão ao campeonato e a este desporto, em geral, bem como o aumento de público e reconhecimento, que se deve à criação de hábitos promovida pelo município.

CERVEIRENSES DEBATEM REVISÃO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

Processo de revisão do Orçamento Participativo arrancou com sessão pública

Na sequência da sessão pública para a recolha de sugestões decorrida na passada sexta-feira, será apresentado em janeiro o novo regulamento para o Orçamento Participativo 2017. Com o objetivo de obter uma intervenção mais ativa e informada da sociedade civil ede reforçar a credibilidade e transparência, a vereadora Aurora Viães apeloua uma maior participação dos cerveirenses nesta fase de auscultação e revisão do processo.

Processo de revisão do Orçamento Participativo arrancou com sessão pública.JPG

Concluído o Orçamento Participativo (OP) 2016, o Município de Vila Nova de Cerveira convidou a população para uma sessão pública de avaliação do mecanismo e de análise de possíveis melhorias no seu funcionamento. O objetivo deste encontro foi fazer um balanço e projetar novas formas de participação dos cidadãos, com vista à edição de 2017.

“Apesar da elevada participação no OP deste ano, gostaríamos que os cerveirenses também fizessem parte deste processo de revisão para 2017, numa lógica de melhoria contínua do exercício de promoção da cidadania por excelência”, referiu a vereadora Aurora Viães.

A edil cerveirense manifestou, ainda, o seu agrado com a edição de 2016 que, ultrapassando as expectativas “veio dar voz à população naquilo que à definição das prioridades do concelho diz respeito, tendo permitido também adequar as políticas públicas municipais às suas necessidades e ambições”.

Introduzido em 2015 sob um formato mais interativo, através da elaboração de um Regulamento específico e da criação de uma plataforma online, o OP de Vila Nova de Cerveira tem despertado o interesse crescente dos cerveirenses, confirmado pela participação recorde alcançada na segunda edição de 30%. Todos reconhecem neste mecanismo de intervenção democrática um enorme potencial na aproximação Município/Munícipe, bem como na definição das prioridades para o concelho.

BARCELOS PROMOVE DIREITOS HUMANOS

A Semana Concelhia dos Direitos Humanos de Barcelos decorre entre os próximos dias 5 e 10 de dezembro

Amanhã, 6 de dezembro, às 14h30, o Auditório da Biblioteca Municipal de Barcelos acolhe o evento mais marcante da programação: uma maratona de cartas intitulada “Uma Carta com Esperança” com a participação da jornalista do Expresso Joana Azevedo Viana, do fotógrafo João Couto C. e ainda de Vitória Triães, representante da Amnistia Internacional.

Durante esta semana, vão passar, um pouco por todas as escolas e bibliotecas do concelho, atividades das mais diversas áreas: música, expressão plástica, cinema e muitas palestras, dedicadas à promoção e consciencialização dos direitos básicos de todos os seres humanos. O programa dirige-se a alunos de todas as idades, do jardim de infância ao ensino secundário.

Informação adicional

A Maratona de cartas é o maior evento de direitos humanos organizado anualmente pela Amnistia Internacional, no último trimestre de cada ano. Durante esta altura milhões de pessoas em todo o mundo assinam cartas em prol de indivíduos e comunidades em risco. Em Portugal são escolhidos 4 casos e, durante essa altura, é recolhida o máximo de assinaturas possível, para chamar a atenção para estes casos, o que poderá resultar numa melhoria das condições de pessoas e comunidades em risco. Centenas de prisioneiros de consciência, como Aung San Suu Kyi, já foram libertadas graças a esta iniciativa promovida pela  Amnistia Internacional.

Nos últimos cinco anos já foram enviadas mais de 6 milhões de cartas de todo o mundo.

Sessão concelhia “Uma carta com esperança”

6 de dezembro | 14:30 | Biblioteca Municipal

  • "É-te igual a violação dos Direitos Humanos?"| Clube É-Te=igual do Agrupamento de Fragoso
  • Conferência, com a participação da jornalista Joana Azevedo Viana, do fotógrafo João Couto C e da representante da Amnistia Internacional Portugal
  • Poema de José Jorge Letria | alunos da Escola Secundária de Barcelinhos
  • Entrega das cartas à Amnistia, da iniciativa “Maratona de cartas”, pelos alunos representantes de todos os agrupamentos de escolas de Barcelos
  • Canção “Heal the world”, de Michael Jackson | alunos da Escola Secundária de Barcelinhos

VOLUNTÁRIOS DE FAMALICÃO TÊM DESCONTOS NO DESPORTO E NA CULTURA

Paulo Cunha lançou Cartão do Voluntário com múltiplo benefícios

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, lançou, esta segunda-feira, o desafio ao comércio local e aos serviços para que incentivem o voluntariado através da concessão de descontos aos voluntários do concelho. Paulo Cunha afirmou que gostava de ver os comerciantes associados ao Cartão do Voluntário, um novo instrumento que vai premiar todas as pessoas que de uma forma livre, desinteressada e responsável se comprometem a realizar ações em prol do bem comum.

AFS_2274.jpg

O cartão do voluntário foi apresentado nesta segunda-feira, na Casa das Artes, no âmbito das comemorações do Dia Internacional do Voluntariado, e permite para já um conjunto de benefícios municipais para os detentores do cartão, nomeadamente descontos no acesso às piscinas e espetáculos na Casa das Artes.

“Estamos a construir um concelho estimulador e amigo da prática do voluntariado”, referiu o autarca salientando que o objetivo deste cartão é “por um lado incentivar o voluntariado e por outro lado tornar-nos mais justos com essas pessoas, criando um conjunto de regalias sociais. Porque uma pessoa que tenha um tributo para a comunidade deve receber por parte da comunidade um gesto de reconhecimento.”

Para além dos benefícios, o Cartão do Voluntário vai permitir identificar todos os voluntários do concelho, não só os que estão inscritos no Banco Municipal de Voluntariado, mas quem de uma forma anónima e natural ajuda e apoia pessoas e instituições, como por exemplo os dadores de sangue, os escuteiros, os vicentinos, etc.

Paulo Cunha falava durante uma conversa descontraída sobre as múltiplas formas de ser voluntário. O “Chá do Voluntário” foi promovido pelo pelouro do Voluntariado e contou com a realização de uma palestra de Isabel Areias, da Nova Acrópole, sobre “a diversidade de ação no voluntariado” e com a entrega de diplomas a cidadãos famalicenses que participaram recentemente em iniciativas de voluntariado.

GUIMARÃES INAUGURA RUA DE S. NICOLAU DOS ESTUDANTES

AMANHÃ, 06 DE DEZEMBRO

Rua S. Nicolau dos Estudantes inaugurada em Guimarães esta terça-feira (11h30)

Novo arruamento da cidade de Guimarães inaugurado no Dia de S. Nicolau. Toponímia vimaranense fica enriquecida com ligação do Largo Conde de Arnoso, no Campo da Feira, ao Parque das Hortas.

Guimaraes_Rua_SNicolau_Estudantes_Inauguracao.JPG

A rua S. Nicolau dos Estudantes, que liga o Largo República do Brasil ao Parque das Hortas, é inaugurada no centro da cidade de Guimarães às 11:30 horas desta terça-feira, 06 de dezembro, dia de S. Nicolau. A cerimónia, que contará com a presença de nicolinos de várias gerações, será presidida pelo Presidente da Câmara Municipal, Domingos Bragança.

A atribuição do nome do padroeiro das Festas Nicolinas à toponímia de Guimarães, articulada com a Direção da Associação dos Antigos Estudantes do Liceu de Guimarães (AAELG), resulta da requalificação urbanística e funcional efetuada pela Câmara de Guimarães no Parque das Hortas e da sua área envolvente, que incluiu os trabalhos de reperfilamento das ruas Dr. José Sampaio, Rei do Pegú e Padre Gaspar Roriz, bem como o arranjo urbanístico do Largo Conde Arnoso.

As Festas Nicolinas têm a sua origem na devoção religiosa dedicada a São Nicolau, que era oriundo da Ásia Menor e terá vivido nos séculos III e IV. Julga-se que terá sido Bispo em Mira, Turquia. As Nicolinas são a única celebração académica de Guimarães, sendo igualmente das festas académicas mais antigas do país, mobilizando todos os anos milhares de atuais e antigos estudantes vimaranenses, entre os dias 29 de novembro e 07 de dezembro.

Este culto terá chegado a Guimarães através dos peregrinos de vários pontos do país e do estrangeiro que aqui se deslocavam para venerarem Nossa Senhora de Guimarães (Padroeira de Portugal até ao séc. XVII), também através da passagem de romeiros de/e para Santiago de Compostela que terão deixado como marca a sua devoção a S. Nicolau, representando atualmente um testemunho intangível do património cultural vimaranense.

CABECEIRAS DE BASTO MELHORA ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto inicia trabalhos de construção de conduta adutora para reforço de abastecimento de água a Moimenta, Cavez

Na sequência de trabalhos de reforço de captação de água realizados em Moimenta, no passado mês de outubro, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto está a desenvolver trabalhos de construção de cerca de 4 mil metros de condutas adutoras que irão permitir ter mais e melhor água para o reservatório que abastece aquele lugar da freguesia de Cavez.

Câmara inicia trabalhos de construção de conduta adutora para reforço de abastecimento de água a Moimenta.JPG

Atenta às dificuldades de abastecimento de água que se tem registado este ano no lugar de Moimenta, em virtude da redução significativa dos caudais das atuais captações, associado ao aumento de consumo no verão, a Câmara Municipal, nesta segunda fase de intervenção, desenvolve trabalhos tendo em vista a construção de condutas de abastecimento de água e reparação do atual reservatório.

Recorde-se que, numa primeira fase em outubro, ocorreu a realização de trabalhos de reforço de água nas captações, aumentando os seus caudais.

Os trabalhos agora iniciados envolvem também a reparação e impermeabilização do atual reservatório em Moimenta, sendo que, em 2017, serão verificados os ramais domiciliários, no sentido de avaliar e detetar a existência de perdas nas redes de distribuição.

Os trabalhos de reforço de captações de abastecimento de água em Moimenta visam suprir as dificuldades que se têm feito sentir este ano, possibilitando que no próximo ano se obtenha uma melhor qualidade e quantidade no abastecimento de água à população.

ESPÍRITO NATALÍCIO INVADE FAMALICÃO

Aldeia Natal recebeu a visita de milhares de pessoas no primeiro fim-de-semana

O Natal chegou em força a Vila Nova de Famalicão!

Aldeia de Natal (1).jpg

A cidade vestiu-se a rigor para a chegada da quadra e só neste fim-de-semana foram milhares os famalicenses que não quiseram perder a oportunidade de visitar a Aldeia Natal instalada na Praça D. Maria II.

Entre umas compras no Mercadinho de Natal, uma passagem pela Cabana Solidária e uma volta com os miúdos no carrossel, houve ainda quem tivesse aproveitado a oportunidade para atualizar a foto de perfil nas redes sociais com umas selfies junto à mega árvore de Natal e quem tivesse arriscado (e foram muitos os corajosos) a entrar na pista de gelo natural que desde o passado sábado, dia 3, anima quem visita o centro da cidade famalicense.

Recorde-se que as atividades natalícias inserem-se no âmbito da Campanha de Natal 2016 promovida pela Associação Comercial e Industrial de Famalicão (ACIF) e Unidade de Gestão do Centro Urbano, com o apoio da Câmara Municipal.

Este ano, a campanha é lançada sob o mote “Famalicão tem um presente para Si”, mas, na verdade, não é apenas um presente… são muitos presentes.

Aldeia de Natal (2).jpg

Aldeia de Natal (3).jpg

Aldeia de Natal (4).jpg